25outubro2013

Os Adoráveis – Sarra Manning

Quer ler um livro diferente, com estilo único e irreverente? Você precisa ler Os Adoráveis!
Jeane é uma garota de dezessete anos, não é bonita e é baixa, atarracada, que mora sozinha, é ainda extravagante em sua maneira de vestir (só roupas de bazar!) e totalmente independente. Isso por si só já seria estranho, mas tem muito mais, ela possui seu próprio estilo dork, com regras e tudo o mais. Além disso, possui um blog famosíssimo “Adorkable” sobre estilo e moda (a moda dela!). Também tem milhões de seguidores no Twitter e são suas páginas na internet, seu maior patrimônio. Ah! E tinha Barney…
Michael é lindo, inteligente e popular, o oposto de Jeane. Sua namorada Scarlett é bonita, tranquila e popular, até que a mesma resolveu se encantar pelo namorado de Jeane…
Depois disso, foi uma confusão tremenda, os opostos se juntaram por um fato em comum, ambos perderam seus namorados pelo verdadeiro amor. Então, ele se odeiam, não se suportam e não pretendem falar um com o outro, até aquele dia…
Recomendo para jovens e adultos, o livro agrada e diverte o leitor. Traz mensagens de ser autêntico, honesto e sempre, nós mesmos. Adorei!
Mas…

O livro leva quatro estrelas pela trama elaborada e história bem estruturada. Mas, infelizmente, ele deixou a desejar em muitos aspectos. Começando pela capa nacional… gente, nada a ver com os personagens e nem com o decorrer da história! Jeane sequer chegou a ficar com os cabelos da cor da capa, a maior parte do tempo grisalhos (brancos), cor de lavanda (lilás? roxo?) e a cor castanho, o vermelho foi um erro de tintura instantaneamente resolvido. E o Michael da história ofuscaria a beleza do simples rapaz da capa =/
Agora, um trocadilho muito grave, um trecho da sinopse diz:

  

Michael é completamente dependente do pai, o Clínico Geral que condena
açúcar, e ainda permite que sua mãe compre suas roupas! (Embora, para
Jeane, o pior mesmo sobre Michael é que ele baixa música da internet e
nunca paga por isso.”

Porém, na página 64 do livro:

“Antes de mim, Barney não tinha nem sequer ouvido falar de roller derby. Ele nunca tinha comido sushi ou chocolate com pimenta (…). Nunca tinha ficado acordado uma noite inteira nem subido ao topo de uma colina bem alta para assistir ao por do sol. Ele ainda permite que sua mãe compre suas roupas e, pior de tudo, baixa música da internet e nunca paga por isso.”

 Entenderam o erro gravíssimo?
É Barney quem usa roupas compradas pela mãe e baixa música, a autora deixa bem explícito na narrativa, porém, utilizaram dessas informações para a sinopse e deu um bolo só! Michael realmente tem um pai que é clínico geral e que dá a seus pacientes pirulitos sem açúcar, mas se ele odeia açúcar também não me pareceu entusiasmado com a tese… Então, a sinopse vai contra a história, foi um resumo muito mal elaborado porque Jeane em nenhum momento utilizou destas palavras contra Michael, mas contra Barney seu ex-namorado.

Ficaram decepcionados? Eu também =/

Indico o livro, pela leitura prazerosa e divertida, e apenas por isso.

Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

05outubro2013

[Leitura Kindle] NÃO OLHE! – Trilogia NÃO PARE Vol. 2 – FML Pepper

NÃO OLHE!: Se a morte possui muitas faces, em qual delas confiar? 

Não Olhe! 
Olhar para esse livro fará você imaginar e sonhar com certo par de olhos azuis, ou não!
Estamos de volta com a história cheia de adrenalina de Nina e Rick (par de olhos azuis), e desta vez, a história continua mais alucinada do que nunca!
Este é o segundo volume da Trilogia Não Pare! da autora nacional FML Pepper, que publicou seus livros (por enquanto) no site da Amazon. Já resenhei “Não Pare!” e aguardava ansiosa essa continuação, porque o livro tinha acabado em um ponto tão crucial, não aguentava de ansiedade para continuar com a leitura! No primeiro volume, Nina ainda morava com a mãe e vivia fugindo, sem saber o motivo ela sofreu muito, mas o leitor pouco sabe, assim como Nina. Já neste segundo volume, é explicado muito mais detalhes, que tornam a leitura ainda mais prazerosa.
Aviso!
Prepara seu coração, este livro contém adrenalina do início ao fim, a autora continua com aquele ritmo frenético que conquista e prende o leitor, há poucas cenas de calmaria, o ritmo é muito rápido, tão rápido que a leitura flui que o leitor nem vê a hora passar…
Richard (Rick) continua misterioso, resgatador impiedoso de seu clã, vê seu coração se modificar, um zirquiniano não possui sentimentos, não consegue ter bons sentimentos, no entanto, seu coração começa a mudar pela híbrida.
 

“Você é o fogo que me mata e me dá forças para reerguer
todos os dias, Nina. Estou descontrolado e minhas ações perderam o
sentido. Eu penso em você dia e noite, Tesouro. Tudo que digo é verdade. Por favor, acredite.”

Nina (a híbrida) que é metade humana e metade zirquiniana, possui o poder de trazer sensações aos zirquinianos, sensações estas, que são desejadas imensamente por eles, já foi alvo de muitos resgatadores, teve sua vida poupada por Richard e seu coração está muito abalado, não sabe em quem confiar.

A história criada por Pepper é ambientada em duas dimensões, neste volume, a história concentrou-se na dimensão de Zirck, onde o leitor encontrará muitas batalhas, lutas, fugas e cenas com ritmo bem acelerado, apesar do ambiente hostil, o momento é propício para triângulos amorosos e paixões avassaladoras, sem contar que, reza a lenda de que uma híbrida poderia salvar todo o reino de Zirck.

Clãs poderosos e resgatadores impiedosos não sossegarão até ter Nina em seu poder… Mas, a lenda será verdadeira?

Mal posso esperar para ler o terceiro e último volume da Trilogia! 
 
Recomendo muito a leitura, quanto a diagramação e revisão, ao contrário de muitas outras leituras digitais, esta aqui não tem erros, está simplesmente impecável. Parabéns pelo cuidado Pepper!

Você pode comprar NÃO OLHE! na Amazon. NÃO PARE! também está disponível.

Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

30setembro2013

Easy – Tammara Webber

Não é difícil de saber porque gosto de livros “New Adult” ou “Young Adult”, a maioria dos leitores curte bastante o gênero, que atrai cada vez mais adeptos e fãs para os mesmos.
Easy é um exemplo do sucesso que fez, uma publicação independente que caiu no gosto popular trazendo sucesso imediato para sua autora. Livro aclamado lá fora que chegou no Brasil pela Verus Editora.
Ao contrário de muitos, eu não coloquei expectativas na leitura, o que foi extremamente bom, porque o livro me prendeu pela narrativa fluente e deliciosa, a escrita da autora prende mesmo, não parei de ler até concluir o livro (não leia de noite, senão irá madrugar como eu haha).
Soube também, que a autora tem mais livros publicados, torço para que lancem logo mais títulos da autora, porque já me tornei fã da escrita leve e concisa da autora.
A capa é bem atraente, como gosto de imaginar os personagens, não achei que se parecessem com os da capa, mas é irrelevante a minha imaginação neste livro, porque os personagens superam todas e quaisquer expectativas!
Jackie, ops, Jacqueline, odeia ser chamada pelo diminutivo do seu nome, ela tem seus motivos, largou  seu desejo de se formar em outra faculdade, para seguir seu namorado do ensino médio até aqui, ela não imaginou que o seu namoro terminaria e que seus sonhos em relação ao amor, também.
Porém, sua vida tem uma reviravolta quando após sair mais cedo de uma festa de fraternidade onde acompanhou a melhor amiga, é quase violentada por Buck. Quase, porque é salva por um rapaz misterioso, que a partir de então, aparecerá cada vez mais em seu caminho.
“Nosso coração pulsava numa cadência que a contrabaixista dentro de mim traduzia em um concerto de prazer.”  Pág.139
Lucas é um rapaz belo e misterioso, Jacqueline não conseguirá desvendá-lo antes que se apaixone por ele e vice-versa. Ambos, precisarão desvendar a si mesmos, antes de continuarem seus caminhos. 
Como o término o namoro com Kennedy afetou suas notas em economia, ela terá ainda que lidar com um tutor misterioso: Landon.
“Olhei para aquele e-mail, tentando mas não conseguindo comparar Landon e Lucas. Eles pareciam ser tão opostos como a noite e o dia, mas eu conhecia apenas metade de cada um.” Pág. 67
Poderia falar muitos dos personagens, da história e da belíssima trama idealizada pela autora, poderia falar dos temas propostos, como a violência e tantos outros, poderia falar do amadurecimento da relação, que não foi relâmpago, mas construída capítulo a capítulo, poderia falar de tantos outros assuntos, e ainda assim não fariam jus a essa obra. É muito bom ver o quanto um autor que se auto publica ganhar fãs pela sua escrita, é até mesmo um exemplo para as editoras nacionais seguirem, pois são obras que ganharam o povo por elas mesmas, não porque a autora era jornalista/atriz/blogueira/famosa, até mesmo, porque muitos manuscritos sequer são lidos. Fica a dica para as editoras apostarem mais no gosto popular, investirem em autores que já estão fazendo sucesso entre seus leitores, que eles mesmos conquistaram com suas palavras.
Recomendo!
Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

03agosto2013

Resenha internacional: Someone Like You – Sarah Dessen

 Classificação
 
Sinopse:
Halley has always followed in the wake of her best friend, Scarlett. But
when Scarlett learns that her boyfriend has been killed in a motorcycle
accident, and that she’s carrying his baby, she’s devastated. For the
first time ever, Scarlett really needs Halley. Though their friendship
may be tested by the strain, like a true friendship, it will endure.

Como eu havia esquecido o quão bom é ler um livro da Dessen? Você relaxa e vai curtindo a história, gostando dos personagens e tendo aflição junto com eles. E neste caso não foi diferente. A melhor amiga de Hayley está grávida e o pai do menino morreu. Scarlet pretende ter o bebê mas sabe que precisará da ajuda de Hayley para tudo, já que melhores amigos é uma promessa que você cumpre para sempre.

O livro é narrado pelo ponto de vista de Hayley, suas preocupações em relação a melhor amiga, suas novas aventuras e suas desavenças familiares. Sua mãe escreveu dois livros sobre como cuidar dos filhos baseados em Hayley e seu pai nem se preocupa muito com isso. Apesar do que a mãe fez, elas são bem intimas, até que Hayley sente vontade de sair do ninho, de trilhar suas próprias aventuras sozinhas, de ter alguns segredos com sua mãe.

This world I was in now […] had no place for my mother or what she represented. It was like one of those tests where they ask what thing doesn’t belong in this group: an apple, a banana, a pear, a tractor. There wasn’t anything she could do about it. My mother for all her efforts, was that tractor”


Este mundo que eu estava agora […] não tinha lugar para minha mãe ou o que ela representava. Era como um desses testes onde eles perguntam coisas não pertencentes ao grupo: uma maçã, uma banana, uma pera, um trator. Não tinha nada que ela pudesse fazer sobre isso. Minha mãe para todos os efeitos, era aquele trator.

Someone Like You, pg 66

E em meio de sua relação agora conturbada com sua mãe, e a inesperada gravidez de sua melhor amiga, ela tem fortes sentimentos por um garoto muito misterioso, com alguns segredos entre outras coisas. Antes era mais fácil resolver essas coisas, Scarlet sempre estava um passo a frente de tudo e guiava Hayley, mas quem precisa de ajuda agora é Scarlet.

Este livro tem um filme, cujo é uma mistura desta história com That Summer e foi lançado com o nome de Meu Novo Amor. Li em alguns blogs, que os livros da Dessens são sobre coisas normais que podem acontecer com todos e basicamente é isso. Quem não tem problemas familiares ou dúvidas durante a vida ou uma pessoa que você sempre pode contar. Um livro sem nada surpreendente, mas uma história muito boa e impactante. Não sei quando será lançado no Brasil, mas possivelmente a ID pode publicar em breve. Se você tem um noção “boa” em inglês se aventura pois o nível fácil-médio.

 

Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados: