12junho2012

Por Isso a Gente Acabou – Daniel Handler

Livro: Por Isso a Gente Acabou
Autor: Daniel Handler
Editora: Companhia das Letras
Categoria: Literatura Internacional | Romance
ISBN: 9788535920239
Páginas: 376
Lançamento: 2012
Classificação:  ♥ ♥ ♥ 

Pesquise o menor preço deste livro!

Sinopse:
Por isso a gente acabou trata, com a comicidade típica do autor, de uma
situação difícil pela qual todos um dia irão passar: o fim de uma
relação amorosa e toda a angústia, tristeza e incerteza que essa
vivência pode gerar. Min Green e Ed Slarteron estudam na mesma escola e,
depois de apenas algumas semanas de convívio intenso e apaixonado,
acabam o namoro.
Depois de sofrer muito, Min resolve, como marco da ruptura definitiva,
entregar ao garoto uma caixa repleta de objetos significativos para o
casal junto com uma carta falando sobre cada um desses objetos e do
episódio que ele representou, sempre acrescentando, ao final, uma nova
razão para o rompimento. Essa carta é o texto de Por isso a gente
acabou, que é, assim, carregado de um tom informal e tragicômico –
características da personagem – e traduz com um misto de simplicidade e
profundidade a história de uma separação (…)
Por Isso a Gente Acabou  é um livro intrigante e interessante, digamos assim, um livro que te conta o final já pelo título “Por isso a gente acabou”. Então já sabemos que eles terminaram certo? Isso,  basicamente. Mas não é tão simples quanto parece. Existe o meio, onde saberemos porque eles terminaram ou “acabaram” e existe o final, que é até onde a história começa, mas como chegou até ele, é o mais instigante e surpreendente.
Uma singela caixinha, quase que de surpresa (na verdade é para nós, leitores), mas não para Ed Slarteron, o ex “algo” de Minerva conhecida como Min. Ela está lhe entregando a caixa, na verdade deixando ele tomar conhecimento dela, quando ela realmente começa a nos contar desde o começo, cada objeto dentro da caixa representa um pedaço da história, a narrativa é contagiante e demasiadamente envolvente, você vai lendo e lendo e quando se dá conta, não parou até chegar no final.
Cada objeto dentro da caixa que está sendo entregue à Ed, é uma lembrança para Min, que hoje, de coração partido, mas de forças renovadas desfaz-se completamente de seus pertences que o uniam à Ed, não mais agora.
Min é inteligente, singela e “das artes” como diria Ed, a meu ver, Min é linda por sua diferença, por não se encaixar na popularidade. Ed é o típico líder, capitão, exímio jogador. Bonitão e popular, que vê em Min… O quê mesmo?

Por Isso a Gente Acabou é o retrato de um amor interrompido, de um coração partido e é o desabafo de uma garota comum, que narra suas dores e maravilhas, seus dias bons e ruins, narra com sinceridade o que se passa e o que passou, mas a caixa, é simbólica, representando os momentos que um dia foram bons e que hoje já não significam nada mais.

Para a narrativa, ilustração, enredo e todo o livro eu daria cinco estrelinhas, mas não consegui dar mais do que três, já que faltou “algo” no final e muito a ser descoberto. Enfim, recomendo sem pestanejar, só gostaria de um pouco mais de “final feliz” em minhas leituras!
Olhem a caixinha (eu ameiiii):

Olhe que legal, esse vídeo do autor entrevistando corações partidos:


Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

10junho2012

Anjo Mecânico – Cassandra Clare

Livro: Anjo Mecânico

Série: As Peças Infernais
Autor: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Categoria: Literatura Internacional | Romance | YA
ISBN: 9788501092687
Páginas: 390
Lançado: 2012
Classificação: ♥ ♥ ♥  

Compre pelo menor preço!

 Sinopse:
Anjo mecânico apresenta o mundo que deu origem à série Os Instrumentos Mortais, sucesso de Cassandra Claire. Nesse primeiro volume, que se passa na Londres vitoriana, a protagonista Tessa Gray conhece o mundo dos Caçadores de Sombras quando precisa se mudar de Nova York para a Inglaterra depois da morte da tia. Quando chega para encontrar o irmão Nathaniel, seu único parente vivo, ela descobrirá que é dona de um poder que capaz de despertar uma guerra mortal entre os Nephilim e as máquinas do Magistrado, o novo comandante das forças do submundo.

A história desse livro aconteceu antes do tempo da série Instrumentos Mortais (em breve resenha do primeiro livro da série). E por acontecer antes eu esperava encontrar uma linguagem daquela época. Tudo bem que em certos momentos havia essa “elegância”, mas em outros senti que o livro estava ocorrendo em nossa época.

Confesso que esperava bem mais deste livro. Achei-o fraco em relação à Cidade dos Ossos. Pode ser que minhas expectativas mais uma vez atrapalharam a leitura, mas sinto que me mesmo assim não iria gostar.
A história se passa na Inglaterra em mais ou menos no ano de 1878, mas como a autora escreveu no final do livro, é uma mistura de realidade e imaginação esta Inglaterra. Senti falta de descrição em certos momentos, e em outros atrapalhou o excesso de descrição. Nada que possa prejudicar a leitura, claro.

A narrativa é boa. Puxa você para dentro da história. Em certos capítulos o livro vai ficando monótono, mas penso que a autora percebia isso e nos fazia uma grande revelação para continuarmos lendo o livro com voracidade.

Impossível não comparar Will com Jace. Quer dizer, acho que a maioria dos personagens foi meio que “baseados” nos de IM.  Mas alguns tiveram certas características mais fortes e outros nem tanto. Muitas pessoas gostaram de Tessa, a personagem principal. Eu achei ela muito indecisa.
A Galera Record caprichou na edição deste livro, e se você quer saber como algumas coisas começaram, esta é uma boa leitura para você.

Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

31Maio2012

Asas – Aprilynne Pike

Livro: Asas
Série: Fadas
Autor: Aprilynne Pike
Editora: Bertrand Brasil
Categoria: Literatura Internacional | Romance | YA
ISBN: 8528615235
Páginas: 294
Lançado: 2011
Classificação: ♥ ♥ ♥  

Compre pelo menor preço!

Sinopse:

Laurel foi encontrada na porta da casa de seus pais adotivos e sempre estudou com a mãe. Aos quinze anos, após se mudar para uma nova cidade e se matricular em uma escola, sua vida muda completamente. Para começar, desde sempre solitária, ela ganha um grupo de amigos e um admirador apaixonado, David. E isso será apenas o início. À primeira vista, Laurel é uma garota comum, com os problemas de qualquer adolescente. O que a diferencia, porém, é ter um segredo maravilhoso e perigoso: ela é uma fada e tem a missão de proteger o portal de Avalon.

 

Comecei a ler com muita voracidade este livro. Desde que
havia lido uma resenha dele, antes de ter os seus direitos de publicações
comprados, já estava ansioso para ler. E ao saber que a Bertrand iria lançar,
minha alegria foi geral. Mas enfim, lançou o livro, esqueci dele. E assim foi, 
até eu ver ele em promoção (isso não vem ao caso, mas paguei barato nele).

Chegou semana passada, e fui com muita fome ao pote. E isso
é sempre um problema. Eu deveria aprender com minhas leituras que sempre deram
errado deste jeito. Minha ansiedade foi muito grande, e prejudicou-me muito. 
A narrativa da autora é boa sim, mas no meu caso eu mais pulava
descrições do que não sei o quê. E quando eu prestava atenção sempre
faltava algum detalhe, pois eu percebia isto na minha imaginação. David, seu
amigo da sua nova (e primeira) escola, é aquele tipo de personagem fiel a
protagonista. E também fica amiga de Chelsea. E só, ela não tem mais amigos.
Achei isso muito estranho, pois não é mencionado o nome de mais ninguém durante
o livro. Eu posso até não ter muitos amigos, mas sempre converso com umas
pessoas… Mas é a personagem é mais antissocial que já li mais do que eu…
Este livro tem um título/spoiler/sinopse que não deixa muito
suspense. A mitologia criada pela autora sobre este novo mundo foi razoável.
Esperava mais explicações, mas por ser uma série pode ter as respostas das
várias perguntas que formulei mentalmente. A narrativa pode ser corrida, mas é como se ela não saísse
do lugar, faltou agilidade na história em si. Muitas cenas poderiam ter sido
deletadas. Tamani é o típico personagem estranho que todos se identificam (ou
sou só eu?) e super simpático. 
Resumindo, a premissa da autora foi muito boa, mas devido a
minha ansiedade em ler este livro logo, me decepcionei muito com o que me deparei.
Espero que o próximo volume (Encantos) seja melhor que este. Recomendo para
aqueles que gostam deste tipo de história. E caso vocês tem alguma dúvida sobre
a resenha. É melhor ler o livro para tirar suas dúvidas.
 Um
garoto que gosta principalmente de ler. Mas também de vôlei e ainda
por cima é um pouco viciado em séries. Espera ser um grande escritor um
dia, assim que seus projetos forem terminados.
 Redes Sociais:

Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

30Maio2012

Porque eu Amei – Roque Neto

Autor:  Roque Neto
Editora: Dracaena
Categoria:  Romance | Drama | Ficção | Literatura Nacional
ISBN: 9788564469495
Páginas: 240
Lançamento: Setembro de 2011
Classificação: ♥ ♥ ♥  
Pesquise preços aqui!

Sinopse: 
Às vésperas de ser nomeado bispo e realizar o grande sonho de sua mãe, padre José Lucas se apaixona pela primeira vez. Seu relacionamento com Thomas lhe proporciona as delícias e as incertezas do primeiro amor, e uma pausa na rotina de suas atividades religiosas. Entretanto, aquilo que separa as duas faces de sua vida será colocado à prova quando os segredos que os amantes escondem um do outro forem revelados. José Lucas deverá tomar uma decisão: assumir sua verdadeira identidade ou continuar realizando os desejos de sua mãe, a quem, aliás, o jovem padre não consegue contrariar. “Porque eu amei” é uma parábola sobre a necessidade de fazer escolhas, assumir consequências e, finalmente, se tornar aquilo que sempre sonhou ser. Em sua segunda obra literária, Roque Neto lança a patamares ainda mais altos sua habilidade de surpreender leitores e fazê-los famintos daquilo que está por vir. Publicado pela editora Dracaena, “Porque eu amei” tem o Prefácio escrito pelo autor americano Lev Raphael.

O livro dividido em duas partes conta a história de José Lucas, ou melhor, do padre José Lucas. Desde pequeno ele teve contato com a vida religiosa, sua família era muito ligada a igreja. Graças ao forte desejo de sua mãe, após os estudos ele vai para o Seminário de Campinas para se tornar um padre. Após se formar ele vai a Itália e começa a desviar de seus ensinamentos e deixa de reprimir seus desejos. José Lucas sente que sua vocação é ser padre mas mantém seu verdadeiro eu escondido de todos.

Apesar de tudo, ele se torna muito bom naquilo que se formou. Ouve as pessoas, possui novos projetos para ajudar a população e de maneira nenhuma contribui com a corrupção que existe. Ele é descolado, ajuda os jovens e tenta usar o dinheiro repassado da melhor maneira possível.

Eu gostei bastante desse personagem, e acho o autor muito corajoso por escrever sobre esse tema, ainda mais envolvendo uma instituição religiosa. Não aprovo algumas das atitudes de José, o que mais me incomodou foi sua indecisão, mas mesmo assim foi dele que eu mais gostei. A relação de José com sua família é ao mesmo tempo boa e ruim. Ele possui um irmão mais velho que aparenta ser totalmente o oposto dele mas tem tantos segredos quanto o irmão. A mãe é a do tipo firme que não aceita ser contrariada e quer tudo a sua maneira, ela é uma pessoa de personalidade forte e teve problemas com a família na adolescência. Ela fez de tudo para que o filho caçula se tornasse um padre e abomina costumes fora dos padrões religiosos.

Quando José conhece Thomas, um irlandês professor da Unicamp começa a repensar se tudo o que conquistou até agora e se o que ainda pode conquistar valerá a pena, pois o que ele coloca em risco é muito grande: Sua família, amigos e sua carreira que desde sempre quis alcança-la.

Achei o relacionamento deles muito fofo. Nunca tinha lido algo parecido que falasse da relação de um casal homossexual e o autor soube fazer isso muito bem. O livro é curto e por tratar de tantos assuntos polêmicos eu gostaria de uma abordagem maior. Gostei bastante da capa, ficou bem legal essa imagem. É rápido de se ler e o final deixa que o leitor imagine por conta própria o resultado. Sei que não é um tema que vai agradar a todos, mas com certeza todos deveriam dar pelo menos uma chance para ele.

 
 Sobre o autor:

Sua formação acadêmica inclui uma graduação em Filosofia, pós-graduação
em Psicopedagogia e Gestão Escolar e ainda mestrado em Educação.
Atualmente mora nos Estados Unidos, onde cursa Psicologia e segue com
seu doutorado em Liderança Educacional em Saint Mary’s College of
California.


Andressa Leite tem dezoito anos e é estudante de Jornalismo. É colunista no Viaje na leitura como resenhista. Um de seus autores preferidos é a J.K Rowling. Acompanhe ela no Twitter: (@stonesandmilk).
Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados: