29janeiro2012

O Enigma da Lua “A centésima vida” de Liége Báccaro Toledo (Com sorteio)

O Enigma da Lua - A centésima vidaLivro: O Enigma da Lua – A centésima vida
Autor:  Liége Báccaro Toledo
Editora: Asgard Legends
Categoria: Aventura | Literatura Nacional | Romance | Fantasia | Medieval
ISBN: 0
Páginas: 185
Lançamento: 2011
Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ 

Compre aqui:
Editora Asgard Legends

Sinopse

“100 vidas eu viverei até que pague por isso 100 vidas eu viverei até que o Escuro seja banido 100 vidas viveremos separados, até que possamos nos encontrar novamente 100 vezes sozinhos, e uma vez mais juntos Quando ele finalmente nos abandonará”  

Quando Driali, uma clériga da Deusa Lua, dá à luz sua segunda filha, Elora, ela não só se depara com uma linda criança, mas também com uma das mais preciosas e complexas criações de sua divindade. O que sua filha e Laucian – um meio-elfo e melhor amigo da jovem Elora – representam é algo que a clériga tenta esconder durante anos, por medo das consequências e perigos que podem se abater sobre os dois jovens. Contudo, quando a paz da acolhedora cidade de Silena começa a ser ameaçada por sombras de um mal há muito adormecido, Driali decide que é chegada a hora de revelar o que sabe. A partir de então, quatro amigos – Elora, Laucian, Myron e Valenia – descobrem que precisarão, cada um a sua maneira, tomar decisões que mudarão para sempre suas vidas e o destino de todos aqueles que os cercam. Suas jornadas e o desenrolar de uma batalha de luz e trevas que envolve todo o mundo de Edrim e o poder de deuses e suas criaturas está apenas começando…

        Na cidade de Silena, Driali é uma clériga da Deusa Lua, que durante uma guerra perdeu seu marido e amigos. Mas em compensação tinha seus dois filhos: Myron e Elora, que nascera depois que o pai morreu e possui uma estranha marca nas costas em forma de lua.
              Os dois crescem e seguem seus caminhos para se formarem. Elora quer se tornar uma barda e Myron um clérigo assim como a mãe. Junto com eles também crescem Laucian, que quer se tornar um ranger e sua prima Valenia, uma aspirante a barda também. Quando eles estão prestes a se formar precisarão enfrentar a prova final na floresta, enfrentam um poderoso inimigo: um dokalfar, um elfo maligno.
Isso é apenas o começo do que está por vir e o que todos achavam que não passava de uma lenda, está prestes a se concretizar, cem vidas depois.

 Acho que primeiramente devo falar das ilustrações da capa e as que existem ao longo do livro: São lindas! Os personagens ficaram bem parecidos com que eu tinha imaginado com base nas descrições da autora. A estória em si é muito boa, bem construída. Acho fascinante a criatividade da autora com os nomes dos personagens.
            Os detalhes como os enfeites na letra capitular, os enfeites no começo de cada capítulo e a lua ao redor da numeração das páginas, dão um toque a mais no livro. Com uma pitada de romance, muitas batalhas e sangue, a autora conseguiu me deixar angustiada em algumas partes, me fazendo pensar se tal personagem iria morrer ou não. Valenia foi uma personagem que eu não senti simpatia de maneira nenhuma, mesmo sabendo os motivos para tais atitudes arrogantes que ela demonstrava, me incomodou bastante seu gênio. Mas em compensação eu amei Laucian, sempre tentando alegrar o ambiente com seus comentários.
Os jovens precisarão amadurecer para enfrentarem o futuro, mas isso só saberei no próximo livro que espero ler em breve. No final ainda existe um apêndice com as fichas dos personagens principais.

No blog da autora possui informações sobre o livro. 
E também no blog da editora.

E entre os leitores que comentarem na resenha, será sorteado um exemplar em E-Book (com marca d’agua em seu nome) do livro, então comentem!!! Resultado no próximo Domingo (05/02).

Andressa Leite tem dezoito anos e é estudante de Jornalismo. É colunista no Viaje na leitura como resenhista. Um de seus autores preferidos é a J.K Rowling. Acompanhe ela no Twitter: (@stonesandmilk).
Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

21janeiro2012

Os Guardiões – Liana Zecca


Livro: Os Guardiões
Autor: Liana Zecca
Categoria: Ficção | Literatura Nacional

Editora: Livros Ilimitados
Páginas: 158

Lançamento: 2011

Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ 

Onde comprar:

Livros Ilimitados: Impresso | E-book | Livraria da Travessa:Impresso | Livraria Cultura: Impresso | Livraria Saraiva: Impresso

Sinopse: Adélia é uma mulher que sente um grande vazio, ao fazer um balanço de sua vida. Tem um sentimento de inadequação por acreditar que as pessoas vêm ao mundo para cumprir uma missão e algo dentro de si lhe diz que ainda não encontrou o seu verdadeiro destino. Meio século de uma vida que não a deixava muito feliz: considerava-se uma pessoa errante em quase todas as escolhas que fizera − de amigos a amores. E para piorar, ainda era vítima de pesadelos recorrentes, que nunca se completavam. De repente, num chamado insólito e irresistível, decide fazer uma viagem ao Peru e, de lá, arrumar um bom guia que possa levá-la até o Equador, baseando-se num roteiro improvável, traçado por ela mesma, em que terá de passar pelo meio de montanhas e florestas, numa viagem que não sabe ao certo quando terminará e quais perigos terá de enfrentar. A partir do momento em que inicia aquela jornada sem retorno, ao lado de seu guia Chaski (“Mensageiro” na língua Quíchua), muitos segredos vão sendo desvendados a Adélia, de uma maneira surpreendente: desde os que envolvem o seu coração; até a essência de um povo ancestral, do qual descobre ter sido uma destemida guerreira, protegida por três guardiões: dois raros lobos brancos e um gavião real. Toda jornada envolve perigos e um certo grau de imprevisibilidade. Não é diferente com Adélia, que, mesmo que à custa de muito sofrimento, finalmente encontra um sentido pleno para sua existência.

Acho que todo mundo já se fez aquela pergunta: Qual o significado da minha vida?

Com esse questionamento, Adélia tenta se encontrar, mas não no Brasil, e sim no Peru. Quando ela perde seu cachorro Bruno, percebe que sua vida não está completa… Falta alguma coisa. E de repente vem uma vontade de ir para esse país, conhecido pelas suas civilizações antigas. Ela nunca se casou e muito menos encontrou um grande amor, e a única pessoa que realmente tinha algum significado na sua vida era Agnes, sua prima-irmã.
Ela então parte para o país com apenas uma mochila e com um desejo: O de se encontrar. O que Adélia não esperava, era encontrar o grande amor da sua vida e de outras também. Chaski, seu guia, irá leva-la para seu destino e no caminho grandes mudanças acontecerão.
A autora pesquisou muito sobre o país, como ela mesma fala durante a apresentação: Os pontos turísticos, rios, matas e etc. Tudo foi bem explicado e detalhado. É muito bonito ver a evolução de Adélia, de uma simples pessoa impulsiva que gostava de aventura, a uma guerreira determinada a tudo para proteger seu povo.
Chaski, o seu guia durante seu percurso, no começo é um cabeça-dura e faz de tudo para provar que Adélia não é capaz de seguir em frente, mas com ela mostrando tanta coragem e determinação, acaba amolecendo.
Gostei da maneira como a estória foi concluída, ela nos mostra grandes valores que os seres humanos estão perdendo: O cuidado com nosso planeta e nossa mãe-natureza.
Sei, eu sempre vejo notícias nos jornais e sim há gente disposta a fazer algo a favor. Mas em compensação, há mais pessoas poderosas querendo lucrar por cima de tudo. Fora nossa população indígena, que está perdendo seus valores e tradições. A mensagem que o livro transmite é linda, inclusive há um poema nas últimas páginas.
Recomendadíssimo, e lembrando que está rolando sorteio de dois exemplares no blog. Para participar clique aqui!

Andressa Leite tem dezoito anos e é estudante de Jornalismo. É colunista no Viaje na leitura como resenhista. Um de seus autores preferidos é a J.K Rowling. Acompanhe ela no Twitter: (@stonesandmilk).
Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

1133134135