02Abril2013

Cuco – Julia Crouch

Classificação

Polly é a mais antiga amiga de Rose. Então quando ela liga para dar a
notícia que seu marido morreu, Rose não pensa duas vezes ao convidá-la
para ficar em sua casa. Ela faria qualquer coisa pela amiga; sempre foi
assim. Polly sempre foi singular — uma das qualidades que Rose mais
admirava nela — e desde o momento em que ela e seus dois filhos chegaram
na porta de Rose, fica óbvio que ela não é uma típica viúva. Mas quanto
mais Polly fica na casa, mais Rose pensa o quanto a conhece. Ela não
consegue parar de pensar, também, se sua presença tem algo a ver com o
fato de Rose estar perdendo o controle de sua família e sua casa.
Enquanto o mundo de Rose é meticulosamente destruído, uma coisa fica
clara: tirar Polly da casa está cada vez mais difícil.

 O final vale mais que todo o livro. A frase da contra capa sempre me
chamou a atenção (Cuco é um pássaro que rouba outros ninhos…). E com
essa frase já captamos um pouco de como será o livro.

Os
personagens cuja autora criou foram ótimos. Suas personalidades foram
mantidas até o final, sem nenhuma “bipolaridade” de algum personagem.
Odiei muito Polly durante a leitura, mas a amei no final. Polly é a
estrela do livro, em seus poucos momentos de aparição todos tinham um
elo com ela, e esse elo poderia ser de diversas maneiras e com alguns
sentimentos, como por exemplo desconfiança da parte de Gareth marido de
Rose.

Sim, Rose é muito otimista para não dizer estúpida. Sua
vida familiar vai se modificando a ponto de não conseguir mais
restaurar o controle. Seu marido distancia-se dela, sua filha age de uma
maneira diferente. E nada de perceber que algo está acontecendo. Mas
não liguei muito pra isso. Queria realmente saber como seria o desfecho
deste livro.

E foi um dos melhores desfechos que li. Me pegou
desprevenido, faltam livros com desfechos desse tipo. O ínicio foi
monótono, mas depois que a autora acerta a mão você não quer largar
mais. Quer saber o que está acontecendo, qual o motivo de uma família
que parecia perfeita estar repelindo sua matriarca.

Só não
virou favorito pela mesma razão que gostei muito dos personagens. Rose.
Rose é muito lerda e não percebeu o problema real antes, e é difícil
encarar que realmente existe pessoas como Rose no mundo afora.
Recomendo se você ficou curioso com a trama, mas alerto que você pode
ter opiniões diferentes da minha.

Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

18novembro2012

Quem poderia ser a uma hora dessas? – Lemony Snicket

Livro: Quem poderia ser a uma hora dessas?
Série: Só perguntas erradas

Autor: Lemony Snicket
Editora: Seguinte
Categoria:  Literatura Estrangeira | Infanto-juvenil
ISBN:  9788565765046
Lançado: 2012

Classificação:  ♥ ♥ ♥ ♥

Sinopse: 
Em uma cidade decadente, onde se criam polvos para a produção de tinta, onde há uma floresta de algas marinhas e onde um dia funcionou uma redação de jornal em um farol, um jovem Lemony Snicket começa o seu aprendizado em uma organização misteriosa. Ele vai atender seu primeiro cliente e tentar solucionar o seu primeiro crime, aos comandos de uma tutora que chama carro de “esportivo” e assina bilhetes secretos. Lá, ele vai cair na árvore errada, vai entrar no portão errado, destruir a biblioteca errada, e encontrar as respostas erradas para as perguntas erradas – que nunca deveriam ter passado pela cabeça dele. Ele escreveu um relato sobre tudo o que se passou, que não deveria ser publicado, em quatro volumes que não deveriam ser lidos. Este é o primeiro deles.

Manchado-pelo-mar um
vilarejo peculiar, onde os moradores que continuam no vilarejo cada um
tem sua história. Este é o local da nossa trama. Um roubo de uma estranha
estátua. E nosso amigo Lemony Snicket é chamado para uma missão junto
com S. Theodora Markson que o tem como aprendiz. E basicamente é isso que
posso falar para vocês sobre esse livro.
Com
ilustrações durante os capítulos, e com a curiosidade de compreender
este mistério você nem percebe que está no final e sem perceber já acaba.
Eu acabei de ler e fiquei muito confuso e ao mesmo tempo satisfeito com o
livro. E tive que reler alguns capítulos para juntar as peças da trama
na minha cabeça para fazer sentido. E realmente fez.
Como
em “Desventuras em Série”, “Quem poderia ser a uma hora dessas?”, possui
personagens que estão entrando na adolescência mas mesmo assim são
espertos. E neste mundo conhecemos personagens diferentes, mas com uma
personalidade forte. E não estranhe se um garoto de 13 anos neste
livro pode ser um espião, ou cair de uma árvore sem chorar, pois o que
autor faz é criar seu mundo sem se importar se pareça real ou não, esse é
um ótimo fator ler livros do Snicket.
Indico
para todos, é uma leitura leve e não contém temas fortes. E apesar de
uma série, não senti a necessidade de ler o segundo volume, mas irei
fazer assim que lançarem.


Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

31Maio2012

Asas – Aprilynne Pike

Livro: Asas
Série: Fadas
Autor: Aprilynne Pike
Editora: Bertrand Brasil
Categoria: Literatura Internacional | Romance | YA
ISBN: 8528615235
Páginas: 294
Lançado: 2011
Classificação: ♥ ♥ ♥  

Compre pelo menor preço!

Sinopse:

Laurel foi encontrada na porta da casa de seus pais adotivos e sempre estudou com a mãe. Aos quinze anos, após se mudar para uma nova cidade e se matricular em uma escola, sua vida muda completamente. Para começar, desde sempre solitária, ela ganha um grupo de amigos e um admirador apaixonado, David. E isso será apenas o início. À primeira vista, Laurel é uma garota comum, com os problemas de qualquer adolescente. O que a diferencia, porém, é ter um segredo maravilhoso e perigoso: ela é uma fada e tem a missão de proteger o portal de Avalon.

 

Comecei a ler com muita voracidade este livro. Desde que
havia lido uma resenha dele, antes de ter os seus direitos de publicações
comprados, já estava ansioso para ler. E ao saber que a Bertrand iria lançar,
minha alegria foi geral. Mas enfim, lançou o livro, esqueci dele. E assim foi, 
até eu ver ele em promoção (isso não vem ao caso, mas paguei barato nele).

Chegou semana passada, e fui com muita fome ao pote. E isso
é sempre um problema. Eu deveria aprender com minhas leituras que sempre deram
errado deste jeito. Minha ansiedade foi muito grande, e prejudicou-me muito. 
A narrativa da autora é boa sim, mas no meu caso eu mais pulava
descrições do que não sei o quê. E quando eu prestava atenção sempre
faltava algum detalhe, pois eu percebia isto na minha imaginação. David, seu
amigo da sua nova (e primeira) escola, é aquele tipo de personagem fiel a
protagonista. E também fica amiga de Chelsea. E só, ela não tem mais amigos.
Achei isso muito estranho, pois não é mencionado o nome de mais ninguém durante
o livro. Eu posso até não ter muitos amigos, mas sempre converso com umas
pessoas… Mas é a personagem é mais antissocial que já li mais do que eu…
Este livro tem um título/spoiler/sinopse que não deixa muito
suspense. A mitologia criada pela autora sobre este novo mundo foi razoável.
Esperava mais explicações, mas por ser uma série pode ter as respostas das
várias perguntas que formulei mentalmente. A narrativa pode ser corrida, mas é como se ela não saísse
do lugar, faltou agilidade na história em si. Muitas cenas poderiam ter sido
deletadas. Tamani é o típico personagem estranho que todos se identificam (ou
sou só eu?) e super simpático. 
Resumindo, a premissa da autora foi muito boa, mas devido a
minha ansiedade em ler este livro logo, me decepcionei muito com o que me deparei.
Espero que o próximo volume (Encantos) seja melhor que este. Recomendo para
aqueles que gostam deste tipo de história. E caso vocês tem alguma dúvida sobre
a resenha. É melhor ler o livro para tirar suas dúvidas.
 Um
garoto que gosta principalmente de ler. Mas também de vôlei e ainda
por cima é um pouco viciado em séries. Espera ser um grande escritor um
dia, assim que seus projetos forem terminados.
 Redes Sociais:

Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

25Maio2012

De repente, nas profundezas do bosque – Amós Oz

Livro: De repente, nas profundezas do bosque
Autor: Amós Oz
Editora:  Companhia das Letras
Categoria:  Ficção | Literatura Estrangeira
ISBN: 8535909966
Páginas: 141
Lançamento: 2007
Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

Compre pelo menor preço!

Sinopse:  
Uma fábula onde os animais não falam, mas fala-se deles e do seu desaparecimento do bosque numa noite de tempestade. Alguns habitantes mais antigos da aldeia afirmam terem visto quando a sombra de Nehi, o demônio, passou pelo bosque levando atrás de si muitas outras sombras, às quais juntaram-se todos os animais: carneiros, raposas, tigres, jumentos, vacas, cobras, insetos, aves…
Desde então, paira sobre a aldeia a seguinte dúvida: todos aqueles animais teriam mesmo existido ou seriam apenas lenda dos aldeões mais velhos? Estes dizem aos mais jovens que é perigoso entrar no bosque, pois o demônio Nehi poderia levá-los, assim como fez com todos os animais. A desconfiança e o medo são constantes na aldeia. 
O livro que vou resenhar hoje pode ser um pouco infantil,
mas a história em si serve para adultos e crianças. 

De todas as crianças da aldeia, apenas duas, Maia e Mati,
sentiam uma baita atração pelos bosques sombrios. Pág. 39
Com uma narrativa leve e gostosa de ler, Amós Oz conduz este
livro através de Maia e Mati, que ficam curiosos em relação às histórias que
sua professora conta e adentram o bosque para descobrir se estas histórias são
verdadeiras. 
Me fez refletir este livro. É como se os bichos para eles
fossem os aliens para nós, não sabemos se existem, agora atualmente estamos dentro
desta mata e iremos descobrir em breve a verdade.
Por ter poucas páginas, a leitura flui rapidamente e quando
você menos espera já acabou de ler. A capa confusa foi um atrativo pra eu ler o
livro. Por dentro a Editora Cia das Letras fez uma ótima diagramação. É um bom
livro para passar o tempo e/ou refletir sobre com vivemos, como não damos
atenção a nenhum animal. 
O livro é curtíssimo, e quando menos se espera, a leitura termina, não poderia eu, escrever e prolongar ainda mais a resenha, um livro que entrete e nos leva a reflexão. Recomendo a leitura.
 Um
garoto que gosta principalmente de ler. Mas também de vôlei e ainda
por cima é um pouco viciado em séries. Espera ser um grande escritor um
dia, assim que seus projetos forem terminados.
 Redes Sociais:

 

Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados: