27setembro2010

O Arquiteto do Esquecimento – Marcos Bulzara

Livro: O Arquiteto do Esquecimento
Autor: Marcos Bulzara
Editora: Life
Categoria: Ficção/Literatura Nacional
ISBN: 9788562660160
Páginas: 470
Lançado: 2010

Que parte da sua vida você gostaria de esquecer?

“O Arquiteto do Esquecimento” nos presenteia com uma história de amor fraternal que supera dificuldades intransponíveis, o tempo, as lembranças.
Doran Visich teve sua infância regada com amizade e companheirismo de sua irmã Constantine. Mas não imaginava o que viria a seguir… Quando a Polônia foi invadida pelos nazistas, a história deles  foi marcada com separações, dores, sombras e mortes.  Era em setembro de 1939 e a humanidade era marcada também pela guerra mais sangrenta entre as nações. Esse marco histórico que o separou de sua amada irmã e família. Ele sobreviveu  à guerra mesmo sendo judeu, e passado ela, as dores fisícas se foram, restando as mais cruéis: as emocionais.
Passado o tempo e várias circunstâncias,  há um enorme dilema: Constantine do passado e a do presente são responsáveis pela decisão que ele deve tomar agora, o plano que arquitetara usando sua própria criação a droga D-45 Amnol, que não pode mudar o passado, mas pode decidir o futuro de sua filha. Sendo seu próprio futuro indecifrável, ele toma a decisão.


“Finalmente compreendeu que não havia culpados ou inocentes em todo o trajeto de sua vida. Ouvindo a própria história se deu conta de que simplesmente as coisas aconteceram do jeito que aconteceram. A sua vida percorreu aquela estrada.”

O livro é dividido em narrações presentes, do passado e terminando em um enredo futurista, que apesar de complexa tornou o livro um espetáculo de imaginação, criatividade e nostalgia. Recomendo extremamente a leitura deste livro inovador, histórico e muito emocionante. Você vai se surpreender nos bastidores deste enredo, senti falta apenas de mais detalhes em alguns pontos do enredo, mas imagino que criatividade o autor usou para esses flashbacks, e que envolvendo a presente leitura não deve ter sido nada fácil. Adorei a história criada por Marcos Bulzara, mais um livro nacional que tem tudo para ser um grande sucesso!

Site do AutorSkoob
Categorias:Outros, Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

22setembro2010

A Essência do Dragão – Andrés Carreiro

Olá Galera!

Hoje venho trazer pra vocês a resenha de um livro bem bacana que foi cortesia do autor Andrés Carreiro e que veio pra mim com uma dedicatória muito especial.
Vamos Lá!

Livro: A Essência do Dragão – Ressurreição
Autor: Andrés Carreiro
Editora: Novo Século
Categoria: Ficção/Literatura Nacional
ISBN: 9788576793618
Páginas: 310
Lançado: 2010

Duvido que alguém nunca tenha ouvido a famosa frase “Entre o céu e a Terra existe muito mais do que ousamos imaginar”. Pois bem, esta frase que eu desconheço o autor, eu poderia usar para definir a obra de Andrés.

A principio quando peguei o livro e vi a capa pensei que se trataria de um épico, como tantos outros quaisquer, com tema de dragão. Mas eu estava totalmente enganada.

Confesso, que no começo achei o livro um pouco parado, nas primeiras páginas ele é bastante descritivo, mas conforme a leitura foi evoluindo eu fui percebendo que aquelas descrições do começo era de fundamental relevância para o desenrolar da história.

O livro começa com a data de 3000 anos atrás com um povo chamado Li Seugs fazendo uma jornada quando algo cai do céu. Adivinhem o que era? Se sua resposta está baseada no épico Eragon de que o que caiu do céu é um ovo de dragão, sinto decepcioná-lo, eu também me enganei quanto a isso. Esse é um mistério que só é revelado no mínimo na metade do livro.

A Essência do Dragão é um livro que percorre os anos e depois de algumas páginas saímos de 3000 anos atrás e somos levados ao ano de 1985 em Hong Kong e novos personagens nos são apresentados, depois disso somos remetidos ao ano futurista de 2015 quando o desenrolar da história começa a tomar forma partindo de um cientista, Andy Carter, e seu projeto espacial.

Andy é convidado para fechar um novo negócio, no entanto ele não esperava se deparar com o que encontrou. O cientista é apresentado aos Li Seugs, se lembram deles? 3000 anos atrás? Exatamente! São eles mesmo! Como? Confesso que nessa parte me bateu uma enorme curiosidade.

Esse é um dos mistérios que vai sendo revelado durante a história, assim como tantos outros mistérios, tais como: Quem é o ser misterioso que está por trás do interesse no projeto espacial? Qual a história do Dragão que os Li Seugs conheceram?

Nesse momento, o leitor é levado a fazer uma nova viagem no tempo, desta vez para o passado e descobrir o que existia antes de nós, como era o mundo e quem habitava no universo, ao mesmo tempo em que nos é apresentado como tudo aconteceu novas perguntas são lançadas prendendo-nos nas páginas sem vontade de parar até descobrir todos os mistérios. De repente você se faz aquela pergunta: Como? E em seguida, magistralmente, a resposta já está nas próximas páginas. Isso é bem interessante.

Há momentos no livro em que uma guerra espacial é travada, confesso que essa Guerra é tão bem detalhada que achei mais realista que o próprio “Star Wars”.

Não sei se digo que este é um livro futurista, se é um livro épico, se é ficção-cientifica, ou se simplesmente, é tudo isso junto.

O fato é que o livro traz uma mistura de acontecimentos e relata a existência dos dragões de uma forma totalmente nova, nunca antes relatada. E acreditem ou não em seu final deixa uma grande pergunta oculta: Estamos de fato sós no universo?

O final do livro é tão emocionante que fiquei curiosa para saber se Andrés Carreiro irá brindar seus leitores com uma continuação.

“E se o ser humano não é a única espécie inteligente nascida no Planeta Terra? E se esta forma de vida inteligente evoluiu de tal maneira que sua tecnologia possibilitou desbravar o Universo? Por que não deixaram nenhum vestigio de sua existência no Planeta? Ficção-cientifica? fantasia? Aventura? Tire suas próprias conclusões e envolva-se nesta história! Conheça os Li-Seugs, Andy Carter e descubra qual é a missão de Tlüogodärami. Veja os dragões como nunca foram relatados antes.”

Bom… esse livro foi bem interessante e querem saber do que mais? Logo… logo vai rolar sorteio de exemplar autografado para os seguidores.

Aguardem novidades!

Até mais!

Categorias:Outros, Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

21setembro2010

Guerra Mundial Z – Max Brooks

Livro: Guerra Mundial Z
Autor: Max Brooks
Editora: Rocco
Categoria: Ficção/Literatura Internacional
ISBN:  9788532525550
Páginas:368
Lançado: 2010

Com Guerra Mundial Z, o norte-americano Max Brooks faz uma paródia dos guias de sobrevivência convencionais e expõe a paranoia coletiva que tomou conta do mundo, em especial dos Estados Unidos, na era Bush. No livro, que dá continuidade ao bem-sucedido O guia de sobrevivência aos zumbis, o autor adota um tom científico nas pretensas entrevistas que conduziu com os sobreviventes do ataque que quase extinguiu a humanidade.

Esse foi com certeza uma das resenhas mais difíceis que fiz, é complicado querer falar de alguns relatos sem contar as partes da história.
    O início do livro já é bastante forte contando minuciosamente o relato de como tudo veio á tona. O livro irá ao longo do enredo narrar  detalhes, como tudo começou, mas em forma de relatos e testemunhos de alguns sobreviventes.

“Àquela altura antes da guerra, esta região ostentava uma população de mais de 35 milhões de pessoas. Agora, mal são 50 mil.”

Digo convictamente apenas que, eu comecei a ler numa noite, mas terminei a leitura durante o outro dia, este livro foi um dos livros mais fortes que li, algumas partes são nojentas, principalmente nas primeiras páginas, mas ao longo do enredo a leitura vai ficando mais leve e  agradável. Vi também que o autor relatou os acontecimentos em detalhes para realmente parecer real, visto que se trata de uma guerra contra os zumbis, fictícia e futurista. Um livro muito interessante, que me fez desejá-lo assim que li a sinopse, somente os relatos da guerra foram cansativos, mas que era necessário na história para torná-la mais real e chocante.  Uma história incrível, recomendo a leitura.

Guerra Mundial Z teve seus direitos comprados para o cinema.


Categorias:Outros, Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

29agosto2010

A Passagem-Justin Cronin

Livro: A Passagem
Autor: Justin Cronin
Editora: Sextante
Categoria: Ficção/Literatura Internacional
ISBN: 9788599296820
Páginas: 816
Lançado: 2010

Compre!

Esta é a história de vampiros que você não pode perder: 15 páginas são suficientes para cativá-lo; depois de 30, você se descobrirá prisioneiro, lendo noite adentro. Um livro com a força dos épicos.” – Stephen King

 

           “A Passagem” é um livro enorme, com mais de 800 páginas  que te prende do início ao fim, este é o primeiro livro de uma trilogia,  que narra o começo do fim!  Após experimentos fracassados de cientistas do exército, doze prisioneiros escapam, doze  cobaias humanas que se tornam vampiros, criaturas horripilantes e tenebrosas que tem sede de morte e sangue, inicia-se então uma matança da humanidade. Amy era apenas uma garotinha de 6 anos, que foi deixada pela mãe num convento de freiras, o FBI sabendo do anonimato da garotinha imediatamente requisitam a garota como cobaia número treze, que está sendo mantida presa com as manipulações e experimentos, quando as criaturas escapam do nível 4, o lugar mais protegido, que a mantinham sob prisão.
      Wolgast, um dos agentes do FBI que trouxera sob pressão a Amy pa o experimento, a protege até sua morte. Mas Amy continua só sua jornada: A garota de lugar nenhum.
      Décadas de destroços e morte humana, porém,  ainda restam sobreviventes, num muro que mantém com baterias luzes acesas continuamente, luzes  que protegem estas pessoas, que mantém o forte sob continua vigilância, algumas pessoas sendo levadas pelas criaturas subitamente, outros matando as criaturas no ponto fraco delas: o esterno. Mas o que são poucos homens contra mais de 40 milhões de criaturas, que já foram humanos? Quem sou eu? Quem somos nós? perguntas sem respostas feitas por almas tomadas, que tem sede. Babcok…Babcok…respostas em vão, sonhos e pesadelos tomam a mente e o sono dos sobreviventes…quem é está garota de lugar nenhum e qual sua função neste caos ? A Passagem…
O livro é em todo instante, forte, cheio de suspense, terror, mistérios…confesso que levei apenas quatro dias para ler, não conseguia parar, pois o livro apesar de enorme, é muito contagiante, queria saber os acontecimentos, as passagens que o descrevem perfeitamente: Enigmático, tenebroso, recomendo à todos os leitores do blog que assim como eu, apreciem este livro fantástico, que o levará a muitas perguntas e poucas respostas, terminei o livro, já ansiando pela continuação, que infelizmente ainda não foi lançada no Brasil, simplesmente adorei o livro! Recomendadíssimo!!
                 Hotsite do Livro
P.S Justin Cronin está escrevendo segundo livro entitulado “The Twelve” (traduzido livremente como “Os Doze”, mas ainda não temos tradução do título). O terceiro livro também já tem título: “The City of Mirrors”.
Como o autor ainda está escrevendo o segundo livro, não tem data para o lançamento aqui no Brasil (ai que ansiedade rs).

Categorias:Outros, Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

1747576