02outubro2013

O Visconde Que Me Amava – Os Bridgertons – Livro 02 – Julia Quinn

Estou de volta com a Saga Bridgertons, livros que contam cada um, a história de um irmão da família Bridgerton. Você acredita que todos têm nomes em ordem alfabética? Anthony, Benedict, Colin, Daphne, Eloise, Francesca, Gregory e Hyacinth.
A Série é uma delícia, porque nenhum livro depende do anterior, ou seja, são histórias distintas, cada livro contando a descoberta do amor de um Bridgerton.
O primeiro livro da Série, intitulado “O Duque e Eu” já foi resenhado por aqui e quem leu a resenha com certeza viu o quanto gostei do livro! Ele contava a história da Daphne, não esperavam que a sequência dos livros fosse por ordem alfabética, não é?
Agora, em “O Visconde que me amava” teremos a história de Anthony, o mais velho dos irmãos, que ajudou a mãe a cuidar dos pequenos quando o pai faleceu precocemente. Além do peso nos ombros, ele acredita que herdou as características do pai e que na pior das hipóteses, terá um fim como ele. Na casa dos trinta, quer se casar o mais breve possível, desejando ter um herdeiro mas não acredita na possibilidade de vê-lo crescer.
Assim, ele se informa sobre o diamante da temporada, a moça mais cobiçada, porque ele vai se casar com ela: Edwina, que é inteligente e belíssima. O que ele não esperava, era ter de cair nas graças da irmã mais velha, Katherine, da qual precisa obter a permissão sobre Edwina. E com sua fama de libertino, as coisas só tem piorado… 
Kate tornou-se literalmente, uma pedra no seu caminho…
“Anthony sentiu as palavras dela como socos. Alguma coisa desagradável oprimia seu coração. Era algo que o fazia querer agredi-la, magoá-la ou, ao menos, mostrar-lhe que ela não tinha o poder de feri-lo.” Pág. 98
Inesperadamente seu coração começa a bater mais forte pela moça errada, e Katherine com toda a sua rudeza e simplicidade começa a abalar as estruturas de Anthony. Poderá ele casar por conveniência? Sem paixão? Ele, desta vez, ouvira a voz o seu coração?
O desenrolar da trama é bem parecido com o primeiro livro da série, ah! Também temos a possibilidade de ver como vai a vida de Daphne  e Simon! Gostei da forma como a autora abordou os traumas de Anthony com a morte do pai e como sua fobia o colocou em grandes apuros.
É daquele tipo de romance que adoramos, você começa a ler e fica preso dentro do livro, não quer parar a leitura, porque é extremamente viciante.
“Anthony encarou-a por um longo tempo, os olhos fixos nos dela, até sentir que eles podiam ser uma única pessoa. Então, com a mão trêmula, segurou-a pela nuca e inclinou-se para beijá-la. Adorava os lábios dela, e ofereceu-lhe todo o amor, a devoção, a reverência e a oração que sentia em sua alma.”
Estou extremamente ansiosa pela sequência que vai contar a história de Benedict Bridgerton. Ah! Neste livro, temos também a volta sarcástica de Lady Whistledown com suas pequenas crônicas, relatando da forma mais cruel e sincera a sociedade, confesso que me divirto muito com ela, que continua anônima, mas sabendo sobre tudo e de todos!
Recomendo muito!
Série Os Bridgertons
  1.  O Duque e eu
  2.  O Visconde que me amava
  3.  An Offer From a Gentleman *
  4.  Romancing Mister Bridgerton *
  5.  To Sir Phillip, With Love *
  6.  When He Was Wicked *
  7.  It’s in His Kiss  *
  8. On the Way to the Wedding*

* Não lançados pela Editora Arqueiro.

Fonte: Goodreads

Pesquise menor preço e compre seu exemplar:
 
Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

18junho2013

As Regras da Sedução – Rothwell Brothers – Livro 01 – Madeline Hunter

Classificação

Sinopse:

Lorde Hayden Rothwell chega à casa de Alexia Welbourne sem aviso e sem
ser convidado – um homem poderoso e sedutor, movido por interesses
obscuros. Sua visita anuncia a ruína financeira da família de Alexia e o
fim das esperanças da jovem de um dia conseguir um bom casamento. Para
se sustentar, a moça recebe a proposta de ser dama de companhia de Lady
Henrietta Wallingford e preceptora de sua filha. O problema é que a
oferta vem do sobrinho de Henrietta, ninguém menos que lorde Hayden. Morando na casa da tia de Rothwell, Alexia descobre que a proximidade
com o homem que destruiu sua família pode ser perigosamente
irresistível. Num gesto impensado, ela se entrega a ele, e ambos se veem
obrigados a se casar. O que Alexia não sabe é que os atos aparentemente
arrogantes de seu belo e sensual marido são motivados por uma dívida de
honra que pode levá-lo a sacrificar tudo.

Com tantas mágoas e segredos entre eles, o casal tem tudo para se manter
afastado. Mas Hayden é um homem apaixonante e Alexia, a tentação que o
faz perder a cabeça. Morando sob o mesmo teto, eles acabam se
aproximando e, juntos, vão descobrir um jogo de sedução em que cada um
faz as próprias regras.

           Mais um romance histórico maravilhoso da Editora Arqueiro! É o segundo livro do gênero que leio da editora e confesso que a mesma está apostando em ótimos livros! Esse, primeiro volume da Série Rothwell Brothers (lembrando que serão histórias independentes, esse livro tem final e os próximos volumes serão histórias dos irmãos Rothwell, ou seja, não ficamos presos a série) que me conquistou já nas primeiras páginas. É uma narrativa leve, descontraída e para fã de romance histórico como eu, um prato cheio!
É o primeiro romance que leio da autora Madeline Hunter, sua escrita é bem desenvolvida, inteligente e sofisticada, somos levados para dentro do seu contexto de forma simples e a leitura é tão envolvente que não deixamos de ler o livro até chegar à última página! Sabe aquele livro que você está lendo e tem que parar para viver sua vida, mas fica imaginando o que virá a seguir e não vê a hora de voltar para dentro da história? É assim com “As Regras da Sedução”, a editora deixou um capítulo do próximo volume (história do próximo irmão Rothwell o Lorde Elliot intitulado “As lições do desejo”) e eu já quero para ontem! Não vejo a hora de lançarem…
Voltando a este livro, a protagonista Alexia é uma moça simples e humilde, que teve a sorte de ser convidada por Ben a morar com sua família, seu irmão e suas irmãs. Mas o destino de Alexia parecia traçado a Ben, ele quase a pedira em casamento, mas então um dia chegaram as notícias de sua morte no mar… Vivendo com seus sentimentos por ele, ela vê a família de seu falecido pretendente desmoronar em dívidas e é obrigada pelas condições atuais em trabalhar para a tia de Lorde Rothwell, como dama de companhia para ajudar na apresentação da filha de Lady Henrietta a sociedade. Ela não imaginou que seria seduzida pelo Lorde Hayden e nem que futuro sua vida tomaria desde então…
Habilidosa com chapéus, ela não deixa de ganhar algum dinheiro para a antiga família que a acolhera, e não imaginou também que se apaixonaria por Hayden…

Lorde Hayden é um homem extremamente sensual, lindo, inteligente e tem um bom coração, as leitoras se encantarão por ele!

A trama não só ten um romance sedutor e envolvente, mas também, cheio de reviravoltas e surpresas, quando menos se espera, a leitura traz surpresas indescritíveis e respostas para as questões apresentadas durante a leitura.
Ainda preciso dizer o quanto recomendo a leitura?
Adquira seu exemplar

Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

14Maio2013

O Duque e Eu – Julia Quinn

Classificação

Sinopse:

Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a
Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e
solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só
pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se
livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu
melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade
marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais,
pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que
têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada
só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá
vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado
nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta. Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e
os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para
Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer
o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que
tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida. Primeiro dos oito livros da série Os Bridgertons, O duque e eu é uma
bela história sobre o poder do amor, contada com o senso de humor afiado
e a sensibilidade que são marcas registradas de Julia Quinn, autora com
8 milhões de exemplares vendidos.

Há tempos ansiava por devorar mais um romance histórico (já comentei que amo romances históricos?), adoro o gênero e é difícil encontrar tantos que valham a pena, mas esse livro, me conquistou!
Nem todo mundo se identifica com personagens perfeitos/lindos/maravilhosos, eu não me incomodo tanto, mas quando encontro personagens comuns, é empolgante! A narrativa fica mais real e você sempre imagina as descrições perfeitamente como a autora descreve. Daphne é assim, surge neste romance espontaneamente, uma garota comum, sem uma beleza impressionante ou extraordinária que por incrível que pareça, já debuta há dois anos e sem encontrar um cavalheiro com o qual possa se casar, uns são velhos demais e outros insípidos demais para ela, não que ela escolha muito, ela quer apenas encontrar um homem bom e decente com o qual possa formar uma família. Comparada com os irmãos pela aparência comum e idêntica ela está em busca do casamento certo.
Simon é um moço atraente e encantador, mas é conhecido por suas libertinagens, seu lema é: Nunca, jamais se casar! E assim, ele conhece Daphne, irmã de seu melhor amigo e logo um acordo surge entre os dois, eles fingem estar apaixonados, ele a corteja e assim as demais mães desesperadas para casarem suas filhas o deixará em paz e em troca Daphne será desejada pelos homens, que fim isso poderia dar?
Impressionantemente os homens começam a chover aos pés de Daphne e Simon não é mais perturbado pelas mães casamenteiras, mal sabem que maiores tormentos e preocupações poderá os assolar…
O passado de Simon não o deixará, suas mágoas com o pai, suas dificuldades passadas e mesmo a afeição por Daphne não poderia ser suficiente para apagar tanta dor, afinal, ela quer justamente o que ele nunca poderá lhe dar: casamento e família.
Todo o livro, possui pequenos trechos de descrições de um certo jornal denominado “Crônicas da Sociedade de Lady Whistledown”, onde a desconhecida joga com ousadia e muitas das vezes criticando/analisando a sociedade envolvida, um dos assuntos preferidos era nossos protagonistas. Muito elaborado e interessante!
“Muitas mulheres já foram arruinadas por um único beijo.”
CRÔNICAS DA SOCIEDADE DE LADY WHISTLEDOWN
14 DE MAIO DE 1813
Um romance apaixonante que lhe fará suspirar! Diferente de muitos romances históricos, este livro possui uma narrativa bem desenvolvida, uma história fascinante onde a dualidade de sentimentos pertubam seus personagens, onde os mesmos crescem emocionalmente e descobrem novos rumos e desejos. A trama apesar de clichê é bem elaborada e de nenhuma forma monótona, li em apenas um dia e uma noite! Não posso deixar de recomendar para aqueles leitores que apreciam um romance!

No início do livro tem a árvore genealógica Bridgerton, onde de alguns casais surgem vários romances da série, pelo que entendi serão livros e leituras paralelas, sendo esse o primeiro volume de oito livros, mas os leitores não precisam de preocupar e nem temer mais uma série, pois o livro tem começo, meio e fim e não depende de um próximo volume. Genial!

Série Os Bridgertons

  1.  O Duque e eu
  2.  The Viscount Who Loved Me *
  3.  An Offer From a Gentleman *
  4.  Romancing Mister Bridgerton *
  5.  To Sir Phillip, With Love *
  6.  When He Was Wicked *
  7.  It’s in His Kiss  *
  8. On the Way to the Wedding*

* Não lançados pela Editora Arqueiro.

Fonte: Goodreads

LEIA UM TRECHO
Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

07Abril2012

O melhor de Mim – Nicholas Sparks

Livro: O melhor de Mim
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Categoria: Literatura Internacional | Romance

ISBN: 9788580410495
Páginas: 272

Lançado: 2012
Classificação:  ♥ ♥ ♥

 Compre pelo menor preço!

 Sinopse:

 Na primavera de 1984, os estudantes Amanda Collier e Dawson Cole se
apaixonaram perdidamente. Embora vivessem em mundos muito diferentes, o
amor que sentiam um pelo outro parecia forte o bastante para desafiar
todas as convenções de Oriental, a pequena cidade em que moravam.

Nascido em uma família de criminosos, o solitário Dawson acreditava que
seu sentimento por Amanda lhe daria a força necessária para fugir do
destino sombrio que parecia traçado para ele. Ela, uma garota bonita e
de família tradicional, que sonhava entrar para uma universidade de
renome, via no namorado um porto seguro para toda a sua paixão e seu
espírito livre. Infelizmente, quando o verão do último ano de escola
chegou ao fim, a realidade os separou de maneira cruel e implacável.

Vinte e cinco anos depois, eles estão de volta a Oriental para o velório
de Tuck Hostetler, o homem que um dia abrigou Dawson, acobertou o
namoro do casal e acabou se tornando o melhor amigo dos dois.

Seguindo as instruções de cartas deixadas por Tuck, o casal redescobrirá
sentimentos sufocados há décadas. Após tanto tempo afastados, Amanda e
Dawson irão perceber que não tiveram a vida que esperavam e que nunca
conseguiram esquecer o primeiro amor. Um único fim de semana juntos e
talvez seus destinos mudem para sempre.

Num romance envolvente, Nicholas Sparks mostra toda a sua habilidade de
contador de histórias e reafirma que o amor é a força mais poderosa do
Universo – e que, quando duas pessoas se amam, nem a distância nem o
tempo podem separá-las.

 Nicholas Sparks é autor renomado e conhecido, seus livros, best-sellers traduzidos em diversos idiomas, li diversas obras do autor, tendo como preferida “A Última Música”. Também resenhados no Viaje na Leitura: Querido John e Um amor para Recordar, sendo este último muito excelente!

 Tenho na fila de leitura: Diário de uma Paixão, O Milagre e Um Homem de Sorte. Mas ainda não tive tempo e ânimo para os ler.

 O melhor de Mim é seu mais novo romance, lançado pela Editora Arqueiro. Nicholas Sparks escreve romances ardentes, tristes e complicados e este não é uma exceção.
A leitura inicia narrando  o encontro de Dawson e Amanda, após vinte anos de separação. Encontro forçado, ambos são convocados pelo advogado de Tuck, amigo comum de ambos, por situações distintas. O velho amigo de Dawson partiu deste mundo ao encontro de Clara, sua mulher e deixou marcas por onde passou em especial para Dawson, ele foi como o pai que jamais teve. Amanda está casada, teve quatro filhos, e passou por uma perda terrível e dolorosa. Seu esposo, Frank, começou a beber após esta perda e não parou mais, isso tem tornado a vida de ambos, muito difícil.
A família de Amanda, foi a principal responsável pela separação de Dawson, ela ainda era uma adolescente de dezessete anos, quando se apaixonou por ele, um Cole. Na pacata cidade de Oriental, todos sabiam que a família Cole era sinônimo de problemas, e apenas ela sabia e sentia que Dawson era diferente. Após interromperem a árdua paixão, ele vai preso (atropelou um médico da cidade) e ela para a Faculdade.
Os anos passaram e voltamos a narrativa no momento do reencontro, onde Amanda falará de sua vida, casamento e filhos e Dawson não diz muito o quanto foi solitária a sua existência e muito menos que, não teve e não amou ninguém além dela. A morte de Tuck, é um fato e acontecimento importante e que marcará para sempre a vida de um deles. Talvez encontrem a felicidade e talvez o destino reserve não um final feliz, mas um fim aplausível na vida de ambos.
Você já se perguntou por que viveu quando muitos morreram? Já sobreviveu a situações que era impossível de escapar? Dawson não saberia explicar, até aquele dia, o dia em que descobriu toda a sua essência e porque de ter sobrevivido.

Confesso que, tinha prometido não chorar mais, mas chorei! Nicholas Sparks escreve para nos impressionar e para nos emocionar. Dou três coraçõezinhos apenas, porque o final foi esperado e não achei que ele inovou neste livro. Ele manteve um padrão desde os anteriores (ao menos os que li) e esse padrão de relacionamentos impossíveis, famílias complicadas e tragédias não me convence mais. Quero ler mais livros do autor, mas não vou esperar muita distinção entre eles e muito menos esperar ser surpreendida. Todo leitor que se aventurar em suas páginas, deve ter em mente que, pode chorar muito e claro, se emocionar! Mas vai notar depois que, você já esperava isso e a trama não lhe trouxe surpresas.
A narrativa é fluente, a alternância de tempo também não incomoda. A história clichê?  Sim, mas se você não deseja nada além de uma linda história de amor, não deve deixar de ler.

Categorias:Outros, Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados: