14agosto2010

O Aleph-Paulo Coelho

Livro: O Aleph
Autor: Paulo Coelho
Editora: Sextante
Categoria:Literatura Nacional
ISBN: 9788575425770
Páginas: 256
Lançado: 2010

Sinopse
“Quando tinha 22 anos, comecei a me dedicar ao aprendizado da magia. Passei por diversos caminhos, andei à beira do abismo, escorreguei e caí, desisti e voltei. Imaginava que, quando chegasse aos 59 anos, estaria perto do paraíso e da tranquilidade absoluta que penso ver nos sorrisos dos monges budistas. Mas a busca da paz tem seu preço, e me pergunto: até onde estou disposto a chegar?” – Paulo Coelho

O Aleph marca a volta de Paulo Coelho às origens. Num relato pessoal franco e surpreendente, ele revela como uma grave crise de fé o levou a sair à procura de um caminho de renovação e crescimento espiritual.Para se reaproximar de Deus, o mago resolve começar tudo de novo: viajar, experimentar, se reconectar às pessoas e ao mundo. E assim, entre março e julho de 2006, guiado por sinais, visita três continentes – Europa, África e Ásia –, lançando-se em uma jornada através do tempo e do espaço, do passado e do presente, em busca de si mesmo.Ao longo da viagem, Paulo vai, pouco a pouco, saindo do seu isolamento, se despindo do ego e do orgulho e se abrindo à amizade, ao amor, à fé e ao perdão, sem medo de enfrentar os desafios inerentes à vida.Da mesma maneira que o pastor Santiago em O alquimista, o escritor descobre que é preciso ir para longe a fim de compreender o que está perto. A peregrinação o faz se sentir vivo novamente, capaz de enxergar o mundo com olhos de criança e de encontrar Deus nos pequenos gestos cotidianos.
“A viagem não foi para encontrar a resposta que estava faltando na minha vida, mas para voltar a ser rei do meu mundo. Estou de novo conectado comigo e com o universo mágico à minha volta. É isto que faz a vida interessante: acreditar em tesouros e milagres.”

Resenha

Quando vi que este novo lançamento de Paulo Coelho seria semelhante ao grande sucesso do autor também :O Alquimista, quis imediatamente iniciar a leitura do livro, especialmente porque O Alquimista foi o primeiro livro que li do autor e que mudou muito minha maneira de ver os problemas, o universo…
          O Aleph me cativou muito também, não sei porque mas no ínicio eu não me encontrei muito entretida com o enredo, mas á medida que fui avançando na leitura, tudo começou a fazer sentido e se tornar claro para mim, a leitura é agradável, mas também complexa, que nos leva a reflexões em todo o tempo. Um trecho que gostei muito e se encontra ainda no primeiro capítulo:

A paisagem muda, as pessoas mudam, as necessidades se transformam, mas o trem segue adiante. A vida é o trem, não a estação de trem.

Na magia – e na vida -há apenas o momento presente, o AGORA. Não se mede o tempo como se calcula a distância entre dois pontos. O “tempo” não passa.

Enfim, as pessoas mudam, o tempo está em constante movimento, e O Aleph nos mostra que se reencontrar é importante, tanto quanto um ciclo em evolução, se puderem não deixem de ler, o livro é maravilhoso! Recomendo!

Twitter do Livro       

Curtam o vídeo que a cantora Anahi fez para o livro:

Categorias:Outros, Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

21julho2010

Contrato de Sedução-Penny Jordan

Livro: Contrato de Sedução

Autor: Penny Jordan
Editora: Harlequin Books
Série: Rainnhas do Romance
Categoria: Romance/Banca
ISBN:  9788576877646
Páginas: 288

Lançado: Julho 2010

Confira os Preços

Sinopse

Blake Setton casou com Sapphire com o intuito de adquirir a propriedade de seu pai. No início, ela estava encantada demais por ele para se dar conta de que Blake era apaixonado por Miranda, sua amante, e não pela esposa jovem e inocente. Porém, ao descobrir cartas comprometedoras, a verdade veio à tona. Desiludida e magoada, ela fugiu e pediu o divórcio. Quatro anos mais tarde, seu pai está no leito de morte, e ela é obrigada a reconsiderar sua decisão para não preocupá-lo. Uma reconciliação temporária não seria algo muito difícil. Afinal, Blake não a desejara no passado. Portanto, o que ele poderia exigir dela no presente?

Resenha

        Quando Sapphire recebeu uma carta de Blake, testificando uma doença grave e já avançada de seu pai, ela temeu por seu querido pai, pois há quatro longos anos não o via…tudo por causa de Blake, que a magoara profundamente, havia se casado com ela, apenas por que lhe convinha, e não por amor…Como fora tola e inocente, tinha dezessete anos na época, uma adolescente tola…
        Não queria nunca mais vê-lo desde que fugira e pedira divórcio, foram anos difíceis, aprendeu a se virar sozinha, e desde então trabalha com Alan, por quem acredita estar apaixonada, mas assim como Blake não havia consumado o casamento, ela permanecia intocada, não sentira por ninguém mais, o que sentira por Blake, o mesmo que a repudiara, e agora era hora de voltar para suas terras e encará-lo novamente, quanto sacrifício estava fazendo, por seu pai. Mas por que Blake jamais a tocara no passado? Como tocara Miranda sua amante? ela vira os dois juntos…Uma reconciliação surge após seu retorno, seu pai está para morrer, e quer vê-los juntos, para a união das terras, malditas terras, pensa aflita, e três dias após sua chegada, estara casada novamente com Blake? Entre mágoas e recordações, temos um romance emocionante, que nos ensina, que nem sempre o que acreditamos, pode ser a verdade. Este é mais um livro da Harlequin Books, que leio e vai direto aos meus favoritos, a leitura foi tão envolvente, que não parei de ler, até que chegasse ao desfecho! Leiam, irão amar! Recomendadíssimo!


Categorias:Outros, Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

05Maio2010

Aprendendo a Seduzir -Patrícia Cabot

 Livro:Aprendendo a Seduzir
Autor:Patrícia Cabot
Editora:Planeta
Selo: Essênsia
Categoria:Literatura Internacional / Romance
ISBN:9788576655091
Páginas:368
Sinopse
Um romance histórico de tirar o fôlego, escrito por Meg Cabot sob o pseudônimo de Patricia. Durante um baile, Lady Caroline Linford abre a porta de um dos cômodos e flagra seu noivo, o marquês de Winchilsea, nos braços de outra mulher. Para a sociedade vitoriana do século XIX, tais escapulidas masculinas eram normais, e cancelar o casamento seria impensável. O jeito, decide a jovem, é aprender a ser, ao mesmo tempo, a esposa e a amante, para que o marquês nunca mais tenha de procurar outra mulher fora do lar. Por isso, resolve tomar lições – teóricas, claro – sobre a arte do amor com o melhor dos professores: Braden Granville, o mais notório libertino de Londres.
Logo nas primeiras aulas começam a voar faíscas e as barreiras entre professor e aluna caem. Escrito por Meg Cabot, sob seu pseudônimo, esse romance vai mostrar que o amor escolhe seus próprios caminhos, sempre imprevisíveis.

Resenha

A história se passa na Inglaterra,por volta de 1870, Caroline vai se casar com um homem maravilhoso! Ela o ama, e como não poderia amar? Hurst salvara a vida de seu irmão Tommy, e cuidara dele para que não sangrasse até a morte, pois fora atacado por assaltantes, mas Hurst o marquês de Winchilsea seu noivo era um verdadeiro herói, até aquela noite…

Pois sem querer, nem esperar, flagra seu noivo, nos braços de outra mulher nada menos que de Jacquelyn Seldon que é uma moça muito atraente, mas que também está noiva de Braden Granville… a história da sua vida então começa a mudar de rumo, ficou tão avoada com a cena que ela presenciou que saiu sorrateiramente sem deixar ser percebida, como pudera ela ser tão boba, tão leiga, que nem percebera tudo o que estava acontecendo: O seu noivo com outra! Após tentar pedir conselhos e ajuda para sua mãe, em vão, nada, nem ninguém parece lhe fornecer informações sobre o Jogo de Sedução, pois a única ideia que sua mãe lhe deu foi justamente esta, de tentar conquistar o amor do noivo e vir a se tornar amante e esposa ao mesmo tempo, será que Caroline irá conseguir?

Como nem seu irmão Tommy, nem sua melhor amiga Emily se dispuseram a ajudá-la, ela tem uma ideia brilhante, e vai atrás de Braden para lhe ensinar a arte da sedução, será que Caroline aprenderá a ser uma esposa-amante perfeita? Ou sairá seduzida desta doce e eletrizante aventura?

A leitura do livro foi ao todo maravilhosa, me empolguei com o romance desde o começo, e mal podia esperar para ir sabendo o que ia acontecendo, conforme a leitura se prosseguia, mas eu me envolvia por ela, até mesmo porque tão interessante que me foi em ver como o amor, sexo e assuntos relacionados eram vistos naquele tempo, principalmente pela nossa protagonista Caroline que me fez rir em certas situações, constrangedoras, mas que foram hilárias devido a inocente Caroline.

Uma divertida, emocionante e muito envolvente leitura te aguarda neste livro que mostra o doce aprendizado de uma inocente mulher. Recomendadíssimo!

Categorias:Outros, Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

21Abril2010

Fazendo meu Filme 2 -Fani na Terra da Rainha

Livro: Fazendo meu Filme 2 – Fani na Terra da Rainha
Autor: Paula Pimenta
Editora: Gutenberg
Categoria: Literatura Nacional/ Chick-Lit Teen
ISBN: 9788589239806
Páginas: 328

SINOPSE:

Depois de conquistar milhares de leitores e leitoras, a nossa doce e querida Fani volta ainda mais divertida e encantadora. O segundo volume do livro Fazendo meu filme apresenta as aventuras de Estefânia Castelino Belluz na terra da rainha. Sim, na Inglaterra! Longe do grande amor, ela passa por momentos de alegria, dor, saudade, tristeza e, mais do que isso, pode conhecer melhor a si mesma. Sem deixar de lado suas amigas inseparáveis e sua família, ela consegue, no outro continente, viver momentos cheios de suspense, revelações, aventuras, descobertas e emoções fortíssimas! Feliz, triste, preocupada, ansiosa, temerosa, otimista, insegura, cheia de si, apaixonada, desiludida, seja como estiver, Fani mostra a cada página deste livro que não é mais aquela menina tão frágil que muitas vezes se escondia por trás de sua timidez.
Mais do que a história de uma adolescente que se encoraja a fazer intercâmbio e morar fora por um ano, este livro fala de um grande e delicado amor. Em meio a uma avalanche de sentimentos e acontecimentos surpreendentes, ela consegue viver intensamente na Inglaterra, conhecendo pessoas que conquistam seu coração e sua amizade para toda a vida. Porém, o melhor filme de sua vida ainda está para ser contado, ou melhor, vivido…

   RESENHA

Confesso que a Paula Pimenta soube prender-me aos seus  livros, quando estava lendo Fazendo Meu Filme 1-A Estréia de Fani  fiquei encantada, fui me apaixonando pela Fani, pelo Leo e ficando ansiosa por cada página que lia, com medo de que acabasse muito rápido, mas assim que terminei, tratei de ler o segundo livro ‘Fani na Terra da Rainha’ que em vez de acabar com minha insistente ansiedade, me deixou ainda mais curiosa para ler o terceiro livro que ainda não foi lançado! Então aproveitando a resenha faço um apelo:
“Paula publique o mais breve possível o terceiro livro !!!”
Fazendo meu Filme 2 – Fani na Terra da Rainha
Fani   finalmente estava  rumo à Inglaterra! Para fazer o intercâmbio que tanto lhe custou aceitar nos últimos momentos, antes de alçar voo, sente-se triste, angustiada e achando que está tudo errado na hora errada, agora que finalmente pareceu se entender com Leo, a vida toma um novo rumo. Ao chegar na Inglaterra na cidade de Brighton ela conhece sua família temporária com quem ficará por um ano, de imediato se identifica com Tracy sua nova irmã, no início se sente muito deslocada, mas na medida que o tempo passa ela começa a falar melhor e os entender também, aperfeiçoando assim o seu inglês, se comunica intensamente com as suas queridas amigas a Gabi, a Natália, a Priscila, sua mãe e seu pai através de e-mails que nos relatam ao mesmo tempo os acontecimentos que precedem, a Fani fica sabendo que o Leo arrumara outra namorada (aquele ingrato! ela pensa; rapidamente a esquecera e substituíra!) faz de Ana Elisa uma grande amiga brasileira erradicada na Inglaterra e tem um breve affair com Chris; eu me impressionei muito com o amor duradouro e verdadeiro entre os dois que apesar da distância,só se tornou mais forte, queria detalhar mais, contar mais aí acabo fazendo spoleir do livro, então se quer saber mais vale a pena, adquirir o seu, um romance teen, leve, envolvente e muito viciante, impossível não se deixa envolver pelo delicioso clima do enredo. Mais que recomendo!

Categorias:Outros, Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados: