02março2017

[Resenha] Paris para um e outros contos – Jojo Moyes

Sinopse – Com mais de 20 milhões de livros vendidos em todo o mundo, Jojo Moyes se consagrou autora de grandes romances. Arrebatadoras, emocionantes, repletas de personagens fortes e realistas, suas obras conquistaram legiões de fãs e alcançaram listas de mais vendidos em diversos países. Nessa vibrante coletânea, o leitor poderá conhecer mais um lado da autora. Em histórias curtas e divertidas, Jojo, sem deixar de lado as personagens decididas que conquistaram o público, faz sua conhecida mágica de transformar situações comuns em eventos extraordinários. No conto que dá título ao livro, a jovem Nell planeja um final de semana romântico em Paris com o namorado e fica sabendo, já na estação, que ele desistiu de acompanhá-la. Sozinha em um país estrangeiro, Nell descobre uma nova versão de si mesma, independente e corajosa. Outros contos incluem um assalto a uma joalheria com uma reviravolta amorosa, a história de uma mulher que passa um dia inteiro com os sapatos de outra pessoa e um shopping lotado de pessoas fazendo compras de Natal que vai revelar a uma esposa estressada o que de fato importa na vida. E em “Lua de mel em Paris”, que fecha a coletânea, Jojo Moyes brinda os leitores com um reencontro com as personagens do best-seller A garota que você deixou para trás, Liv e Sophie, que, separadas por algumas décadas, acreditam que o casamento é apenas o início de suas histórias de amor. Dez pequenas amostras da saborosa escrita de Jojo Moyes, divertidas, autênticas e irresistíveis — você vai ler e se encantar.

Continue lendo

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

26fevereiro2017

[Resenha] Flor da Pele – Javier Moro

Sinopse – Estamos no início do século XIX, e a varíola, também conhecida como flor negra pelas marcas que deixa na pele daqueles que são infectados, é a doença mais temida do mundo. Não há rico ou pobre, criança ou velho, que esteja a salvo. Ao menos até pesquisadores começarem a testar um método ousado, porém eficaz, que consiste em provocar infecções atenuadas em pessoas saudáveis, tornando seus organismos resistentes ao mal. É nesse momento que uma jovem mãe solteira, Isabel Zendal, torna-se a primeira enfermeira da história numa missão internacional. Acompanhada por vinte e duas crianças com idades entre três e nove anos, ela parte rumo aos territórios espanhóis no além-mar para levar a recém-descoberta vacina da varíola à populações pobres. A expedição é liderada pelo médico Francisco Xavier Balmis e por seu ajudante, Josep Salvany, que enfrentarão a oposição do clero e a corrupção de autoridades locais e também disputarão o amor de Isabel. A história real de amor e coragem de Isabel Zendal, à qual o best-seller Javier Moro teve acesso após ampla pesquisa, é retratada neste romance com a mesma riqueza de detalhes e delicadeza de outros sucessos do autor, como Paixão índia e O sári vermelho.

Continue lendo

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

23janeiro2017

[Resenha] Jantar Secreto – Raphael Montes

Sinopse – Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Paraná para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem o possível para pagar a faculdade e manter vivos seus sonhos de sucesso na capital fluminense. Mas o dinheiro está curto e o aluguel está vencido. Para sair do buraco e manter o apartamento, os amigos adotam uma estratégia heterodoxa: arrecadar fundos por meio de jantares secretos, divulgados pela internet para uma clientela exclusiva da elite carioca. No cardápio: carne humana. A partir daí, eles se envolvem numa espiral de crimes, descobrem uma rede de contrabando de corpos, matadouros clandestinos, grã-finos excêntricos e levam ao limite uma índole perversa que jamais imaginaram existir em cada um deles.

Continue lendo

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

26dezembro2016

[Resenhas] A Mágica da Arrumação e Isso me traz Alegria – Marie Kondo

“O efeito mágico da organização transforma a vida radicalmente.”

Sinopse: A mágica da arrumação se tornou um fenômeno mundial por apresentar uma abordagem inovadora para acabar de vez com a bagunça. Aos 30 anos, a japonesa Marie Kondo virou celebridade internacional, uma espécie de guru quando o assunto é organização.

Seu método é simples, porém transformador. Em vez de basear-se em critérios vagos, como “jogue fora tudo o que você não usa há um ano”, ele é fundamentado no sentimento da pessoa por cada objeto que possui.

O ponto principal da técnica é o descarte. Para decidir o que manter e o que jogar fora, você deve segurar os itens um a um e perguntar a si mesmo: “Isso me traz alegria?” Você só deve continuar com algo se a resposta for “sim”.

Pode soar estranho no começo, mas, acredite, é libertador. Você vai descobrir que grande parte da bagunça em sua casa é composta por coisas dispensáveis.

Prático e eficiente, este método não vai transformar apenas sua casa – ele vai mudar você. Rodeado apenas do que ama, você se tornará mais feliz e motivado a criar o estilo de vida com que sempre sonhou.

Onde comprar?

Amazon

Minha Opinião

A Mágica da Arrumação foi um livro que não me interessei a princípio, não fui atraída pela capa e muito menos pela sinopse na época do lançamento. Porém, um dia uma conhecida me perguntou se eu já tinha lido esse livro, eu respondi que não. Mas, perguntei o por quê dela se interessar por algo tão trivial, quem precisa de um guia, um manual para arrumar sua própria casa? Pois bem, ela me disse que o livro tinha mudado a vida dela, estava desapegando das coisas que eram acumuladas sem necessidade e estava adotando um novo estilo de vida. Decidi naquele mesmo dia que compraria o livro e tentaria descobrir como que um livro de desenvolvimento pessoal e de organização, obviamente, poderia fazer algo tão grandioso pelas pessoas.

 

Ao pesquisar sobre o livro, ele me pareceu mais atraente após a indicação e ainda mais quando as resenhas que lia sobre ele eram positivas. Então li o ebook, só posteriormente aproveitei uma promoção (sorry, Marie!) e adquiri ele para a minha estante.

O que posso comentar sobre o método Konmari?

  • É interessante e muda sua perspectiva sobre as suas coisas,
  • Traz uma necessidade imediata de você sair correndo para jogar fora as milhares de coisas inúteis compradas em promoções, outlets, black fridays e outras queimas de estoque quaisquer.
  • Você pensa, analisa e concluí que a sua vida inteira fez as coisas erradas, você achava que limpava as coisas e na verdade elas precisavam mesmo era de serem “arrumadas”.
  • Você concorda ou discorda da Marie Kondo.
  • Você não aceita totalmente as ideias da autora.
  • Você sabe que se as coisas forem organizadas, tudo será facilmente encontrado e o ambiente estará tranquilo e agradável, mas por que o método parece ser fácil enquanto você realiza a leitura, mas na prática é tão difícil?
  • Decidi que queria ser rica pra contratar a Marie Kondo pra vir me ajudar a dobrar essas roupas, por que é tão difícil as roupas ficarem em formatos retangulares?

Após as minhas conclusões baseadas em meu desapontamento em mim mesma como personal organizer, confesso que, excluindo os métodos de organização (dobrar as roupas, guardar, etc…) não existiu nada muito “original e inovador” no livro para mim, mas foi bom lê-lo, parece que dá um desejo enorme de reorganizar, arrumar e colocar as coisas no lugar, segundo a autora, quando nossa casa está arrumada, a tendência é a vida em todo o seu âmbito mudar para melhor.

Recomendo a leitura para as interessadas no assunto, para quem é personal organizer (mesmo sabendo que vocês devem saber de tudo isso) e para quem quer ficar animada para dar um upgrade na arrumação.

Continue lendo

Categorias:Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

12330