12agosto2010

Cotoco-John Van de Ruit

Livro: Cotoco
Autor: John Van de Ruit
Editora: Intrínseca
Categoria:Literatura Internacional/Lad-Lit
ISBN: 9788598078854
Páginas: 392
Lançado: 19-07-2010

Sinopse                                                            

África do Sul, 1990. Dois grandes eventos estão prestes a acontecer: a libertação de Nelson Mandela e, o que para o garoto John Milton é ainda mais importante, o início das aulas no internato.

Cercado por pais no mínimo lunáticos, uma avó gagá e colegas de dormitório para lá de estranhos (com apelidos do tipo Lagartixa, Rambo, Rain Man e Cachorro Doido), John (que graças a suas partes íntimas pouco desenvolvidas é debochadamente apelidado de Cotoco) faz o que pode para se adaptar – e tudo indica que não será fácil.

Munido apenas da própria perspicácia e de um diário, Cotoco vive uma série de situações bizarras e divertidas: de mergulhos proibidos no meio da madrugada a acirrados campeonatos de críquete, passando pela caça ao fantasma de um professor e por catastróficas férias em família. E é nas páginas de seu diário que acompanhamos o peculiar – e sobretudo engraçadíssimo – funcionamento da mente de um garoto de 13 anos ao descobrir a vida, a amizade… e a pluralidade da fauna humana.

Resenha                                                                                 
Desejei ler o livro assim que vi a sinopse, como é ler um livro escrito por um homem? (nesse livro, por uma garoto de 13 anos). Vi num site: “What books would be if Bridget Jones was a guy?”. O que acham? Cotoco é um garoto normal, e bolsista de um internato, onde ocorrerá a maior parte das suas travessuras. O livro é divertidíssimo, porque o chamam de Cotoco? Quem são os Oito loucos do seu colégio? E o caso suspeito que ele e seus amigos internos tentam solucionar ? são contos engraçados, hilários e diversão garantida, uma leitura deliciosamente leve, que lhe renderá boas e sonoras gargalhadas, o que se passa na mente de um garoto de 13 anos? Conheçam Cotoco, uma garoto aparentemente comum, com uma família nada normal, uma avó muito gagá, um pai doido, uma mãe neurótica e uma empregada suspeita, leiam e divirtam-se tanto quanto eu! Recomendadíssimo!!!!!

Categorias:Outros, Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

08agosto2010

Vítimas do Silêncio – Janethe Fontes




Livro: Vítimas do Silêncio
Autor: Janethe Fontes
Editora: Universo dos Livros
Categoria: Literatura Nacional/Romance
ISBN: 9788599187746
Páginas: 192
Lançado: 2009

Uma única noite… um único momento… um criminoso silencioso… uma adolescente assustada… a omissão… o Estupro.
Em “Vítimas do Silêncio”, a autora Janethe Fontes narra a história de Margarida, que ainda adolescente foi violentada dentro de sua própria casa por um criminoso disfarçado: seu padrasto.
Com medo de contar a verdade a mãe e com medo do padrasto, Margarida decide se mudar para a casa dos tios em Gramado pensando que lá estaria à salva. Ao chegar, ela se apaixona pelo primo Marcos que traz segurança a sua vida e juntos tem um caso amoroso desaprovado pelos pais. Assim que o romance é descoberto Marcos é mandado para estudar no exterior.
A mãe de Margarida chega a Gramado trazendo a filha caçula Suzane e dizendo ter rompido o relacionamento com o Padrasto. Finalmente Margarida está feliz, tem a mãe e a irmã ali, finalmente uma família feliz. Mas sua alegria dura pouco quando o padrasto resolve aparecer e fazer as pazes com a mãe. Sendo ameaçada por ele Margarida resolve fugir de casa novamente e agora vai para São Paulo.
Nesse momento a vida de Margarida começa a dar uma grande reviravolta. Ela descobre estar grávida de Marcos, arruma um emprego e esse emprego muda sua vida.
Um novo amor é descoberto em Willian, um advogado paraplégico que resolve lutar para voltar a andar graças ao carinho de Margarida. Ela volta a estudar com a ajuda de Willian e sua família, se forma advogada, trabalha na empresa de advocacia desta família tão acolhedora.
Enfim, parece que ela finalmente tem o seu final feliz. Mas, a vida lhe prega uma peça…
Determinada, Margarida quer fazer justiça e colocar o padrasto atrás das grades. Mas, isto não será fácil, as provas parecem não ser suficientes e ela precisará ser forte para tentar alcançar o seu objetivo.
Vítimas do Silêncio é um livro de suspense do início ao fim, traz a tona emoções muito fortes, mas é uma aventura cada capítulo. É a história de uma garota que só quer esquecer o passado e ser feliz, mas que por mais que ela caminhe, o passado a persegue. É uma história de vida, onde além das tragédias que abatem as pessoas no dia-a-dia também traz romance, sedução, mistérios, enfim, histórias de vida. Apesar de o livro ser apenas uma ficção, com certeza traz a história de muitas mulheres reais.
Confesso, que não esperava por tanta emoção neste livro, mas me surpreendi com o rumo que a autora deu aos acontecimentos. Os acontecimentos seguem uma linha tão inusitada que você para e pergunta: Mas porque a garota não fez diferente? E logo mais a frente você descobre o porquê. Fui realmente surpreendida nesta leitura e agradeço muito o carinho da autora Janethe Fontes ao enviar-me este livro.

Categorias:Outros, Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

25Maio2010

Mães em Guerra – Jill Kargman

Livro:Mães em Guerra
Autor:Jill Kargman
Editora:Planeta
Selo: Essência
Categoria:Literatura Internacional / Mom -Lit
ISBN:9788576655190
Páginas:288

Confira:

SINOPSE
Um retrato maldosamente divertido de mães indiscutivelmente exageradas. Toda mãe é capaz de cometer loucuras pelo bem de seu filho. Mas o que fazer quando a loucura vira o normal? Ao mudar-se para um dos bairros mais elegantes de Nova York com o marido Josh e a filha Violet, de dois anos, Hannah Allen se vê não só diante de um estilo de vida totalmente diferente do seu como no meio de uma verdadeira guerra de mães. Por trás da aparência de bonequinhas de luxo, suas novas vizinhas revelam-se beeem cruéis, prontas para destruir qualquer umaque represente a ameaça de ser uma mãe “melhor” do que elas. Neste livro, Jill Kargman aposta em um novo gênero que vem conquistando fãs no mundo inteiro – o mom lit. Seguindo o ritmo de Sex and the City e Bridget Jones, só que com protagonistas-mães, o romance teve seus direitos vendidos para oito países, além do Brasil.

RESENHA

Hannah é uma mãe maravilhosa, Violet sua filha tem dois anos é uma menina muito doce e amigável, a história começa quando Josh seu marido recebe uma proposta de emprego e eles se mudam de São Francisco para a nova vida e o novo emprego de Josh em Nova York.

Então Hannah se vê num ninho de mães de todos os tipos, mas uma coisa é certíssima: Todas têm filhos perfeitos, os mais inteligentes, os mais bonitos, os mais “tudo que é mais” elas possuem, pobre de Hannah que fica totalmente perdida nessa cidade que não é São Francisco, pois lá ela acreditava ser feliz e agora volta a Nova York, a terra de seu marido, mas a terra da sua adorável “S”, traduza-se Sogra, e que não deixará Hannah sossegada, visto que considera sua nora muito desatualizada , e muito prestativa que é tenta opinar em tudo na vida da pobre coitada! E ainda mais na vida de Violet que tem apenas dois aninhos, mas tem que encontrar uma escolinha digna de Harvard,eu me diverti muito com o livro!

Já nas primeiras páginas do livro, me deparei com um glossário muito hilário, além de frases beeeeem engraçadas,das mães muuuuuuuuuuito exageradas, veja algumas :

*Bola-no-Espeto : Grávida magérrima que malha feito louca e conta calorias,prática que resulta num corpo ossudo em que o útero é o único indício da gravidez.costuma usar salto-agulha.

*MCDV: Mamãe Come Duas Vezes; a primeira umas seis e pouco, junto com as crianças, numa refeição que inclui purê de batata ou macarrão de letrinha. O Segundo jantar acontece mais tarde,com o marido.

*MQEC : Mãe Que Eu Comeria

Essas e outros verbetes que me fizerem rir muito, como sou mãe me identifiquei com Hannah em muitos aspectos e claro na sociedade em que vivemos que na verdade é parecida, senão igual à descrita pela autora do livro, posso descrever “Mães em Guerra” como um divertido e irreverente Mom-Lit, adorei o gênero, a narrativa, e os pontos de vista de cada personagem descrito no livro,simplesmente cativante e muito divertido!! Mães do blog não deixem de ler, tenho certeza que se identificarão com muitas mães do livro!! Recomendadíssimo!!!

Categorias:Outros, Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

1192021