24fevereiro2017

[Resenha] O Fio Dourado – Reckless – Livro 03 – Cornelia Funke

Sinopse – Jacob Reckless continua viajando para o Mundo do Espelho através do portal que encontrou tempos atrás no escritório abandonado do pai. O garoto é reconhecido nesse lugar mágico graças à sua fama de melhor caçador de tesouros de todos os tempos, mas o preço por se envolver com os dois mundos pode ser alto demais… e está prestes a ser cobrado — inclusive de Will, seu irmão mais novo, e de Fux, a companheira transmorfa por quem Jacob nutre sentimentos que vão além da amizade. Quando Will atravessa o portal em busca de uma cura para a misteriosa doença que atingiu sua namorada, Jacob e Fux vão atrás dele até o leste do Mundo do Espelho, terra de baba yagas, exércitos de ursos e tsares. Enquanto isso, um ser que conhece nosso mundo tão bem quanto o do espelho os observa de longe, pronto para se vingar…

Continue lendo

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

09janeiro2017

[Resenha] Minhas para proteger – F. P. Rozante

Sinopse

Certa vez escutei que duas almas destinadas a ficarem juntas serão guiadas até que se encontrem. Mas no mundo é muito mais fácil encontrar a crueldade do que o amor. Posso afirmar, pois estou marcada, ferida e certa de que nem o tempo é capaz de curar velhas feridas. Não sou cética, apenas ciente de que não posso me arriscar. Não posso colocar em risco meu bem mais precioso. Aprendi a sobreviver sozinha e é deste modo que pretendo seguir até o fim. Mas, o que fazer quando nossas convicções são colocadas à prova? Uma coisa é certa. Não podemos fugir do que estamos destinados.

 

 

Onde comprar?

Amazon

Minha Opinião

Minhas para Proteger é o meu primeiro contato com a escrita da autora F. P. Rozante. A Biia Rozante (F. P. Rozante) é blogueira do Atitude Literária, é uma pessoa comprometida, simpática e sempre dedicada. Quando tive tempo para ler e colocar todas as leituras em dia, sabia que “Minhas Para Proteger” estaria no topo da lista de leituras. Continue lendo

Categorias:Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

22novembro2016

[Resenha] Pensei que Fosse Verdade – Huntley Fitzpatrick

pensei-que-fosse-verdade-huntley-fitzpatrick-viaje-na-leitura

Sinopse – Um passado a ser esquecido. Um presente nada promissor. Um futuro a ser conquistado. A ilha de Seashell, onde passei minha vida inteira, é tudo isso e muito mais. No entanto, a única coisa que eu quero é ir embora daqui. Gwen Castle nunca quis tanto dizer adeus à sua ilha natal quanto agora: o verão em que o Maior Erro da Sua Vida, Cassidy Somers, aceita um emprego lá como faz-tudo. Ele é um garoto rico da cidade grande, e ela é filha de uma faxineira que trabalha para os veranistas da ilha. Gwen tem medo de que esse também venha a ser o seu destino, mas, justamente quando parece que ela nunca vai conseguir escapar do que aconteceu – ou da ilha –, o passado explode no presente, redefinindo os limites de sua vida. Emoções correm soltas e histórias secretas se desenrolam, enquanto Gwen passa um lindo e agitado verão lutando para conciliar o que pensou que fosse verdade – sobre o lugar onde vive, as pessoas que ama, e até ela mesma – com o que de fato é.

Continue lendo

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

15outubro2016

[Resenha] Baile das Almas – Um romance musical – Gian Fabra

baile-das-almas-um-romance-musical-gian-fabra-viaje-na-leitura

Sinopse – Baile das Almas é um romance musical ou uma canção romanceada? Um disco de palavras ou um livro de vinil? Ou as duas coisas ao mesmo tempo? Desvende o mistério através da prosa poética de Gian Fabra, que nos conta a história de Artur Fantini, um homem que se perdeu dos seus desejos. O protagonista, aficionado por música, coleciona discos. Após passar por uma desilusão amorosa, Artur é convidado por um velho amigo a escrever uma letra. Além de se descobrir poeta, também acaba conhecendo a realidade da vida de uma banda de rock na estrada. Para encarar as dificuldades, se deixa guiar pelas músicas que deram sentido a sua vida e percebe que a estagnação não o tornou um homem sem esperança. Na narrativa, entre encontros e desencontros, os personagens partem numa viagem de descobertas pelo mundo, tanto o exterior quanto o interior. Neste sentido, o livro também aborda, com sutil sensibilidade, os momentos de tristeza por que passamos: afinal, o que é a tristeza senão uma das raras oportunidades que temos para mergulhar em nós mesmos? E assim descobrir quem realmente somos e do que realmente gostamos. O romance é repleto de referências artísticas. Citações musicais, literárias e cinematográficas. Formando um caldo de cultura pop. Tanto que ele não é dividido em capítulos, mas em faixas, como se fora um disco. Um livro para quem é ou já foi jovem. Um livro para quem gosta de música e de poesia. 

Continue lendo

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

12313