23outubro2016

[Resenha] A Protegida – Bia Braz

resenha-a-protegida-viaje
A Protegida é o primeiro contato que tenho com a escrita da autora nacional Bia Braz, não se assustem pelo tamanho do livro e venham conferir a minha opinião sobre a leitura!

Continue lendo

Categorias:Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

16outubro2016

[Resenha] O Menino no Alto da Montanha – John Boyne

o-menino-no-alto-da-montanha-john-boyne-viaje-na-leitura

Sinopse – Quando Pierrot fica órfão, precisa ir embora de sua casa em Paris para começar uma nova vida com sua tia Beatrix, governanta de um casarão no topo das montanhas alemãs. Mas essa não é uma época qualquer: estamos em 1935, e a Segunda Guerra Mundial se aproxima. E esse não é um casarão qualquer, mas a casa de Adolf Hitler. Logo Pierrot se torna um dos protegidos do Führer e se junta à Juventude Hitlerista. O novo mundo que se abre ao garoto é cada vez mais perigoso, repleto de medo, segredos e traição. E pode ser que Pierrot nunca consiga escapar.

Continue lendo

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

09outubro2016

[Resenha] Senhorita Aurora – Babi A. Sette

best-sa

Olá viajantes!

A resenha de hoje será de um livro extraordinário, trata-se do livro “Senhorita Aurora”, romance Young Adult de Babi A. Sette, lançado recentemente na Amazon, o ebook é fenômeno de vendas e leituras, alcançando o primeiro lugar na Veja (mais vendidos em sua categoria e no geral).

Continue lendo

Categorias:Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

01agosto2016

[Resenha] Sem Olhar para Trás – Ela recorreu ao amor de DEUS e venceu o ódio e a violência – Lycia Barros


Sinopse – O novo romance da escritora Lycia Barros narra um drama super comum da sociedade ao longo dos séculos. Um mal que acomete, principalmente, as mulheres. Afinal, quando coagidas, agimos de forma equivocada e facilmente somos influenciadas por nossos medos. No entanto, muitas vezes o sofrimento é o melhor remédio para acordar o espírito. E sempre há tempo para refazermos a nossa trajetória, onde algo surpreendente pode estar nos esperando no fim da linha. Esse é o foco da história de Agatha: é preciso força para recomeçar. As cicatrizes ficam, mas a força de reação é maior.

A história é narrada em terceira pessoa e gira ao redor de Agatha, uma mulher de 28 anos que está fugindo do Rio de Janeiro. Perceptivelmente assustada, ela chega a cidade de Rio Preto, onde herdou uma casa de sua tia Dulce, uma mulher com quem ela teve pouco contato, mas que deixou a única propriedade que tinha em testamento para a sobrinha.
É em Rio Preto que Agatha tentará recomeçar com Gabriel, seu filho de nove anos de idade. Mas o problema em recomeçar sem encerrar com o passado é que ele volta para nos assombrar…
Agatha é uma mulher que se apaixonou profundamente e ficou encantada com os gestos românticos de Bruno Albuquerque. Bruno, filho de Rita e Rômulo, foi criado como o filho de ouro, aquele que tem direito a tudo e que não deve ter nada negado. Após o período de “lua de mel”, Bruno começa a mostrar sua verdadeira faceta: um homem ciumento, possessivo e violento. Agatha passou anos aguentando os maus tratos, mas quando a violência atinge Gabriel ela decide que já basta.
Rio Preto é uma cidade pitoresca, típica cidade pequena do interior, onde todos se conhecem e sabem de tudo. Seu Pedro, o caseiro do sítio de Agatha, é um homem simples e trabalhador. Honesto, calmo e bondoso, é casado com dona Gema, uma senhorinha bem faceira que vive bancando o cupido. São os dois que irão se tornar o alicerce de Agatha e Gabriel, demonstrando aos dois a simplicidade e o amor verdadeiro.
Temos também seu Afonso, o dono da mercearia. Um homem solitário e amargo, que guarda ressentimentos e dificuldades para se relacionar com a família restante. Temos também a jovem Bianca, uma moça de 16 anos de idade que irá enfrentar inúmeros desafios, sempre com um sorriso no rosto e um coração repleto de sonhos…
Gabriel é um garotinho que em poucos anos de vida presenciou muita violência, mas que consegue manter a inocência e a esperança por dias melhores. É inteligente, sagaz e completamente fofo.

“Que tipo de menino criado numa cidade grande, com todos os recursos, encararia aquele casebre decrépito como uma benção? Um menino infeliz, com certeza. Um menino que passara a vida inteira com muito medo, mas que agora via alguma esperança no fim do túnel.” (p.14)

Agatha é uma mulher resiliente. É alguém que precisa descobrir quem é e o que é capaz de fazer para seguir em frente. Nos últimos anos foi mantida como uma esposa troféu e sem renda própria ou referências profissionais, irá colocar a mão na massa para aprender um ofício capaz de sustentar a ela e ao filho. É uma pessoa que está se curando emocionalmente aos poucos, aprendendo a confiar em si mesmo e a compreender que existem pessoas realmente bondosas no mundo.
Vicente é o dono da única pousada da cidade. É um homem marcado pelo passado e que se retraiu um pouco socialmente por conta disso. É simpático, justo e engraçado, mas mantêm o seu coração seguro e tem receio de se relacionar novamente.
A escrita da autora Lycia Barros é delicada e aborda de forma suave esse tão aterrador assunto que é a violência doméstica. Seus personagens são complexos, humanos e cheios de defeitos e isso os torna ainda mais carismáticos.
O enredo é bem escrito e aborda outros temas, como a família, a amizade, a honestidade, as segundas chances e o amor. Ele aborda também a fé no enfrentamento dos problemas e a capacidade do ser humano em recomeçar várias e várias vezes.
Em relação à revisão, diagramação e layout a Editora Valentina realizou um trabalho excepcional. Existem detalhes na parte interna do livro e um único errinho na página 37.

“Seu coração, havia muito tempo, estava preparado exclusivamente para lutas e decepções.” (p. 14)

ISBN-13: 9788558890083
ISBN-10: 8558890080
Ano: 2016
Páginas: 256
Idioma: português 
Editora: Valentina
Skoob: clique aqui
Avaliação: 5/5

Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados: