26fevereiro2017

[Resenha] Flor da Pele – Javier Moro

Sinopse – Estamos no início do século XIX, e a varíola, também conhecida como flor negra pelas marcas que deixa na pele daqueles que são infectados, é a doença mais temida do mundo. Não há rico ou pobre, criança ou velho, que esteja a salvo. Ao menos até pesquisadores começarem a testar um método ousado, porém eficaz, que consiste em provocar infecções atenuadas em pessoas saudáveis, tornando seus organismos resistentes ao mal. É nesse momento que uma jovem mãe solteira, Isabel Zendal, torna-se a primeira enfermeira da história numa missão internacional. Acompanhada por vinte e duas crianças com idades entre três e nove anos, ela parte rumo aos territórios espanhóis no além-mar para levar a recém-descoberta vacina da varíola à populações pobres. A expedição é liderada pelo médico Francisco Xavier Balmis e por seu ajudante, Josep Salvany, que enfrentarão a oposição do clero e a corrupção de autoridades locais e também disputarão o amor de Isabel. A história real de amor e coragem de Isabel Zendal, à qual o best-seller Javier Moro teve acesso após ampla pesquisa, é retratada neste romance com a mesma riqueza de detalhes e delicadeza de outros sucessos do autor, como Paixão índia e O sári vermelho.

Continue lendo

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

24fevereiro2017

[Resenha] O Fio Dourado – Reckless – Livro 03 – Cornelia Funke

Sinopse – Jacob Reckless continua viajando para o Mundo do Espelho através do portal que encontrou tempos atrás no escritório abandonado do pai. O garoto é reconhecido nesse lugar mágico graças à sua fama de melhor caçador de tesouros de todos os tempos, mas o preço por se envolver com os dois mundos pode ser alto demais… e está prestes a ser cobrado — inclusive de Will, seu irmão mais novo, e de Fux, a companheira transmorfa por quem Jacob nutre sentimentos que vão além da amizade. Quando Will atravessa o portal em busca de uma cura para a misteriosa doença que atingiu sua namorada, Jacob e Fux vão atrás dele até o leste do Mundo do Espelho, terra de baba yagas, exércitos de ursos e tsares. Enquanto isso, um ser que conhece nosso mundo tão bem quanto o do espelho os observa de longe, pronto para se vingar…

Continue lendo

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

21fevereiro2017

[Resenha] Sem Pudor – Julianna Costa

Sinopse – Na sequência de “Sem Vergonha”, Mina Bault e Ryker Strome pensam ter deixado para trás as experiências traumáticas que vivenciaram com a máfia russa. No entanto, depois de receber uma ligação suspeita, Ryker percebe que Mina ainda está em perigo e vai a Paris à sua procura, a fim de protegê-la. Com a ajuda do agente Zahner, da irmã de Ryker – Lexa Strome – e de Sven, seu misterioso e sexy amigo, o casal deverá descobrir uma maneira de livrar-se definitivamente dessa perseguição. Mas, nesse ínterim, a boate Lucky’s irá presenciar intensos shows da Tímida – com direito a sexo no palco! – e servirá de esconderijo para traçar os planos de assassinato de aluguel, roubos, jogos de sedução, política e interesses.

Continue lendo

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

14fevereiro2017

[Resenha] A Cor Da Coragem – A Guerra De Um Menino: O Diário De Julian Kulski Na Segunda Guerra Mundial – Julian Kulski

Sinopse – “Afinal, o que fica para um homem, além da sua honra… e da coragem de viver por ela?” Julian Kulski Em 1º de setembro de 1939, a Alemanha invade a Polônia. É o início da Segunda Guerra Mundial. Em poucos dias, Varsóvia se rende aos alemães, soldados poloneses depõem suas armas, a cidade já é um amontoado de escombros. Julian Kulski é um menino polonês de apenas 10 anos de idade. Filho do vice-prefeito de Varsóvia, escoteiro ousado e entusiástico, ele tem a firme convicção de que deverá lutar contra o Invasor. A cor da coragem é o diário de Julian Kulski, a história de seu amadurecimento durante os cinco anos da brutal ocupação alemã. Diferentemente do diário de Anne Frank, narrado a partir da sua clausura no esconderijo de um prédio em Amsterdã, o de Julian Kulski se passa nas ruas de Varsóvia, no front, no combate cara a cara com o inimigo, no infame Gueto onde se encontram seres humanos famintos, desesperados e doentes à mercê de todo tipo de tortura, do enforcamento, do fuzilamento, da câmara de gás… “Este diário, escrito com o coração e pela mão de um adolescente, nos proporciona uma visão única e comovente da Segunda Guerra Mundial”. Lech Walesa, Prêmio Nobel da Paz

Continue lendo

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados: