12dezembro2017

[Resenha] Os Meninos Que Enganavam Nazistas – Joseph Joffo

Sinopse – Paris, 1941. O país é ocupado pelo exército nazista e o medo invade as casas e as ruas francesas. O poder de Hitler se mostra absoluto e brutal na França… É durante um dos períodos mais turbulentos da História que a emocionante narrativa de Joseph e Maurice se desenrola. Irmãos judeus de 10 e 12 anos de idade, eles perambulam sozinhos pelas estradas, vivendo experiências surpreendentes, tentando escapar da morte e em busca da zona livre para ganhar a liberdade. Essa é uma história real, autobiográfica, cuja espontaneidade, ternura e humor comprovam o triunfo da humanidade e da empatia nos momentos mais sombrios, quando o perigo está sempre à espreita… Os meninos que enganavam nazistas conta a fantástica e emocionante epopeia de duas crianças judias durante a ocupação, narrada por Joseph, o mais jovem.

“Os Meninos Que Enganavam Nazistas” é uma história real sobre dois garotinhos judeus que precisaram viajar sozinhos em meio a um dos piores conflitos mundiais para encontrar com seus irmãos mais velhos e conseguir ficar em segurança. A história se passa no ano de 1941 quando Joseph na época tinha 10 anos de idade. Ele e seu irmão Maurice (que estava com 12 anos) receberam uma pequena quantia de dinheiro do próprio pai, que os orientou a fugir de Paris o quanto antes, pois a mesma já se encontrava ocupada pelos nazistas. O objetivo dos dois garotos era chegar ao sul de Nice, na França, onde Henri e Albert, seus irmãos mais velhos estavam em segurança.

Com uma narrativa simples e fluida, o livro vai contando a jornada desses dois garotos, que encontraram muitos obstáculos em seus caminhos, mas também encontraram a generosidade de estranhos dispostos a ajudá-los.

A narrativa de Joseph é tão emocionante e ao mesmo tempo inocente, que o leitor começa a enxergar a ocupação nazista através de seus olhos e o que vê é assustador e ao mesmo tempo confuso. Antes mesmo do início da jornada propriamente dita, Joseph começa a observar e a questionar as estrelas amarelas costuradas nas camisas, a agressão sofrida por outros alunos na escola, a forma como era ignorado por alguns e ofendido por outros. Tudo isso visto por uma perspectiva tão pura, tão sem malícia que não consegue compreender o motivo de tudo estar ocorrendo.

“Os Meninos Que Enganavam Nazistas” é um livro extraordinário, sensível e totalmente reflexivo, pois faz com que o leitor pense no sofrimento que tantas pessoas passaram durante esse terrível período da história da humanidade.

“Falava disso com Maurice, na praia, mas era difícil imaginar, enquanto nadávamos alegremente num mar quente e transparente, que havia campos cobertos de neve e de lama, noites repletas de metralhadoras e aviões… Eu chegava ao ponto de duvidar da realidade daquela guerra, parecia impossível que em algum lugar houvesse frio, combates, morte.” (p. 136)

ISBN-13: 9788582864104
ISBN-10: 8582864108
Ano: 2017
Páginas: 320
Idioma: português 
Editora: Vestígio
Skoob: clique aqui
Avaliação: 5/5

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *