09novembro2017

[Semana Especial] Tartarugas até lá embaixo – Dia 4

Bom dia, Viajantes! Estamos no quarto dia dessa Semana Especial e o tema de hoje é falar sobre os outros livros do autor John Green publicados aqui no Brasil. Eu vou comentar brevemente sobre o meu favorito: “A culpa é das estrelas” e deixar que os quotes falem do livro por si só. As imagens são do Pinterest. 

 

 A Culpa é das Estrelas: Hazel foi diagnosticada com câncer aos treze anos e agora, aos dezesseis, sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões. Ela sabe que sua doença é terminal e passa os dias vendo tevê e lendo Uma aflição imperial, livro cujo autor deixou muitas perguntas sem resposta. Essa era sua rotina até ela conhecer Augustus Waters, um jovem de dezessete anos que perdeu uma perna devido a um osteosarcoma, em um Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Como Hazel, Gus é inteligente, tem senso de humor e gosta de ironizar os clichês do mundo do câncer – a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas. Com a ajuda de uma instituição que se dedica a realizar o último desejo de crianças doentes, eles embarcam para Amsterdã para procurar Peter Van Houten, o autor de Uma aflição imperial, em busca das respostas que desejam. 
Como não se apaixonar por Hazel e Gus? Dois personagens tão carismáticos, humanos e torturados por uma doença complicada como o câncer? É uma leitura realmente maravilhosa! Temos dois jovens que começam a viver e a compreender o primeiro amor, as reviravoltas da vida. É uma verdadeira montanha russa. Em um momento estamos sorrindo e suspirando, no outro chorando e dizendo: “por favor, não… não … não!” e terminamos a leitura com um aperto no coração. É o tipo de livro que consegue realmente mexer com o emocional do leitor e a construção dos protagonistas é absolutamente perfeita.
Sobre o autor – John Green cresceu em Orlando, Flórida, a uma pequena distância da Disney World. Se mudou para Ohio para cursar a universidade, onde estudou Inglês e Religião. Por vários meses antes se graduar, John trabalhou como capelão em um hospital infantil. Enquanto estava lá, teve a inspiração para escrever seu primeiro romance, Quem É Você, Alasca?, que se tornou um bestseller nos Estados Unidos e ganhou muitos prêmios literários, como o Michael L. Printz Award nos EUA e o Silver Inky Award na Austrália. O segundo romance de John, An Abundance of Katherines, foi publicado em 2006 e se tornou finalista do Los Angeles Times Book Prize e também nomeado livro de honra do Michael L. Printz. Paper Towns, publicado nos EUA em 2008, estreou em quinto lugar na lista dos mais vendidos do The New York Times e ganhou o Edgar Allan Poe Award pelo melhor romance de mistério. Em 2009, Paper Towns foi eleito em primeiro lugar por mais de 11 mil leitores no Top 10 dos Adolescentes da American Library Association. No seu tempo livre, John é um grande fã do Campeonato Inglês de Futebol, mas ele não fala para que time torce, porque não quer alienar possíveis leitores.
Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • RUDYNALVA CORREIA SOARES novembro 10, 2017

    Carol!
    Já conhecia os livros do John Green, embora tenha lido apenas Cidades de papel e assistido o filme A culpa é das estrelas, mas ainda lerei os outros.
    “É prova de inteligência saber ocultar a nossa inteligência.” (François La Rochefoucauld)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA novembro 3 livros, 3 ganhadores, participem!

  • Mariana Paiva novembro 12, 2017

    Que nostalgia gostosa ler sobre esse livro. Não lembro se realizei a leitura em 2013 ou 2014, mas lembro que eu achei a escrita ótima, os personagens cativantes e que chorei no final. Pretendo reler um dia, afinal não lembro de todos os detalhes. Hazel e Gus definitivamente são um dos casais mais bonitos que eu já tive o prazer de ler, que passam por problemas sérios, mas que estão ali sendo o melhor que podem ser.

  • Pamela Liu novembro 14, 2017

    Oi Carol.
    Eu li ACEDE e não gostei.
    Achei as personalidades dos personagens muito forçadas e não consegui curtir a leitura. Vi o filme e gostei mais do que esperava.
    Bjs

  • Ana Carolina Venceslau dos Santos novembro 15, 2017

    Menina vi muitas pessoas falando que leram e releram o livro assim que o finalizaram, então ele deve estar bom mesmo. Não li A Culpa é Das Estrelas ainda, mas sei que o autor é o cara. Quero ler assim que possível.

  • Camila Rezende novembro 18, 2017

    Ola Carol,
    Esse foi um dos livros do autor que eu tentei ler e acabei abandonando.
    Ate tentei assistir o filme que vi que muita gente gostou e tbm acabei parando na metade.
    Talvez eu tente dar outra chance pra esse livro um dia desses.