11novembro2017

[Resenha] Sorrisos Quebrados – Série Quebrados # 1 – Sofia Silva

Sinopse – Sorrisos Quebrados gira em torno de três personagens: a jovem Paola, a pequena Sol e seu pai, André. Os três são vítimas de violências distintas, que deixaram marcas profundas em cada um. Trata-se de uma história de superação de dores, magia, estrelas e de como importantes laços humanos podem se formar a partir da autoaceitação, da arte e da tolerância no cotidiano.

“Sorrisos Quebrados” é o primeiro livro da série Quebrados e conta uma história extraordinária de três personagens que tiveram suas vidas quebradas, mas que conseguiram juntar os pedacinhos e dar um salto de fé no amor. O livro é dividido em cinco partes: prólogo, 1ª parte: dolorosamente colorida, 2ª parte: surpreendentemente brilhante, 3ª parte: tristemente escuro e 4ª parte: repintados. A história é contada em primeira pessoa e os capítulos alternam as perspectivas entre os protagonistas.

O livro começa contando a história de Paola, uma jovem que mergulhou em um relacionamento que inicialmente parecia perfeito, mas que ao se casar com quem acreditava ser seu príncipe encantado, foi aprisionada em um inferno sem fim. Paola sentiu na pele e na alma o que era ser abusada diariamente por alguém que deveria amá-la e protegê-la. A situação chegou a um ponto em que tentar fugir era a única alternativa.

Alguns anos se passam e Paola e André tem seus caminhos cruzados em uma clínica que é o santuário tanto de Paola quanto de Sol, a filhinha do André. André é um homem que também tem um passado conturbado e que tem seus próprios medos e receios em dar uma nova chance ao amor. Por conta desse passado, a pequena Sol é uma garotinha que tem dificuldades de interagir socialmente. Então é uma surpresa quando ela imediatamente conecta-se com Paola. Com essa conexão, André e Paola também se aproximam e apesar de todos os receios que os envolvem, vão começar a abrir novamente o coração.

“Juntos descobrimos que os sorrisos mais lindos estão escondidos nos rostos mais tristes.” (p. 231)

Paola é uma personagem extremamente forte, mas que não tem ideia disso. A forma como ela foi destratada, emocionalmente e fisicamente dilacerada é tão impactante que é difícil de acreditar que alguém que passou por tudo isso seja capaz de seguir em frente.

André é um homem com problemas de autoconfiança por conta do passado. O relacionamento conturbado, as necessidades passadas, os percalços ultrapassados o deixaram vulnerável. Ele vive para a sua filhinha. Sol é a luz da vida de André, mas também tem uma escuridão dentro de si por conta de suas dores.

“Sorrisos quebrados” é uma trama belíssima, escrita com muito lirismo e poesia. A forma como os cenários são ambientados chega a ser um pouco surreal, com um texto voltado para o lado mais artístico, mas aborda temas contemporâneos e de grande importância social. O livro tem muito drama, mas também tem momentos íntimos e hot. É uma história belíssima de superação e segundas chances.

A Editora Valentina realizou um trabalho excepcional nesse livro. Internamente ele possui inúmeros detalhes e imagens que adicionam ainda mais vivacidade ao livro.

“Com Paola, aprendi que, às vezes, precisamos entrar em caixas pretas para perceber que nunca paramos de brilhar, e que a nossa cor só pode ser vista por quem foi pintado pelas mesmas tintas e pelos mesmos pincéis.” (p. 231)

ISBN-13: 9788558890458
ISBN-10: 8558890455
Ano: 2017
Páginas: 240
Idioma: português 
Editora: Valentina
Skoob: clique aqui
Avaliação: 5/5

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Pamela Liu novembro 14, 2017

    Oi Carol.
    Ainda não li nada da autora, mas vi vários elogios a esse livro.
    Paola e André parecem ter um passado bem conturbado e turbulento e vai ser emocionante acompanhar o envolvimento dos dois, juntamente com Sol.
    Adorei saber que a narrativa é em primeira pessoa e que os capítulos são alternados entre os personagens. Adoro narrativas assim. Deixa a leitura mais dinâmica e vemos tudo do ponto de vista do narrador, conhecendo melhor seus pensamentos.
    Achei a capa linda!
    Bjs

  • Ana Carolina Venceslau dos Santos novembro 15, 2017

    A capa é simplismente um amor mais não sei em relação a historia,essa é a primeira rsenha que leio do livro mais não posso tirar muitas conclusões precipitadas não custa nada procurar a ponto mas pareceu uma historia facinante.

  • Mariana Paiva novembro 15, 2017

    Fiquei em dúvida entre comprar esse livro ou não na Bienal porque a autora estava lá, apesar dele ser curtinho eu não sabia totalmente sobre o assunto que ele tratava, mas sabia que não iria ser livro único. Sabendo mais sobre o livro agora ele parece ser completamente encantador de uma forma bem reflexível. Não sabia que a protagonista tinha passado por coisas tão pesadas, assim como o André e a sua filha, Sol. Eu adorei os nomes dos capítulos e de saber que o livro é narrado em primeira pessoa. Eu achei os quotes simplesmente lindíssimos. Acho que vou dar uma chance futuramente pra essa leitura, pois sinto que não vou me arrepender.