03julho2017

[Resenha] Pegasus e os Novos Olímpicos – Olimpo em Guerra # 3 – Kate O’Hearn

Sinopse – Quando chegam ao Olimpo relatos de um sósia de Pegasus visto na Terra, suspeitas são despertadas. Emily e Pegasus precisam voltar para o mundo dela, onde descobrem uma conspiração sinistra que colocará olímpicos contra humanos, em uma guerra que envolve amigos e inimigos em cada lado. Com o destino dos dois mundos em suas mãos, Emily precisa fazer uma escolha impossível, ou então tudo o que conhece e ama será destruído.

CONTÊM SPOILERS DOS LIVROS ANTERIORES

“Pegasus e os Novos Olímpicos” é o terceiro livro da série Olimpo em Guerra da autora Kate O’Hearn, publicado no Brasil pela editora Leya. Após descobrir que é a Chama do Olimpo e que os Nirads estavam sendo controlados para lutar contra os olimpianos, Emily acredita que o mundo dos deuses finalmente encontrará paz.

E o Olimpo realmente está tranquilo, tão tranquilo que Joel ensinou a seus habitantes a jogar futebol e até mesmo um torneio está sendo realizado, onde Joel é o capitão dos Flâmulas Solares.

Steve, pai de Emily, e Diana, viajam até a Terra para verificar se existe a possibilidade dos deuses voltarem a perambular por lá. Afinal, faz muito tempo que eles não visitam o planeta e a tecnologia alcançada pelos humanos é espantosa e desperta muita curiosidade nos olimpianos. Quem poderia imaginar que um simples jornal trazido para o Olimpo por Steve poderia ser a causa da destruição da Terra?

“O choque atravessou a sala como pólvora. Pegasus bateu no piso de cerâmica com um casco de ouro, enquanto Crisaor guinchou de raiva. O rosto de Paelen parecia cinza e Alexis rugiu e mostrou as garras.” (p. 54)

No jornal há uma manchete falando sobre Aviso de Tornado, um cavalo muito semelhante à Pegasus. Suas únicas diferenças estão na coloração da pelagem e na ausência de asas, mas para Emily, a semelhança é grande demais para ser uma coincidência. Suas dúvidas são compartilhadas com Joel, que também acredita que tem algo errado e eles levam suas preocupações à Júpiter.

Júpiter autoriza os jovens irem até a Terra verificar se suas indagações são verídicas e trazer um relatório completo. Se a resposta for positiva, talvez o planeta e todos os seus habitantes deixem de existir…

A cada livro que passa o grupo de amigos e aliados de Emily aumenta. Dessa vez, o grupo é composto por Joel, Pegasus, Crisaor, Paelen e Alexis. Alexis é uma esfinge, uma criatura mítica que causa certa antipatia em Emily. Talvez seja pelo fato de Alexis ser extremamente segura de si e arrancar suspiros por onde passa. 

Juntos, eles vão para a Terra e acabam reencontrando velhos amigos: Earl e o agente T. E é com eles que esse grupo pitoresco irá se juntar para chegar até a Área 51, área famosa por estar relacionada com boatos sobre alienígenas.  Novos personagens também são inseridos no enredo, como Frankie, um garotinho de quase dez anos de idade que vive em um prédio abandonado. Expert em computadores, ele é quem será o responsável por fornecer informações importantes a esses olimpianos.

Novas alianças são feitas, um novo mistério está para ser revelado. E Emily tem uma decisão difícil a tomar…

Emily está amadurecendo gradualmente. As inseguranças em relação aos seus poderes, o medo de não poder se controlar e o perigo que ela representa vai sendo explorado nos livros. Mas não é apenas isso. Emily está na idade de transição de jovem para mulher e começa a questionar a si mesma como indivíduo e a sua própria existência. O que Emily é? A Chama? Uma jovem? Ou algo mais?

Um dos grandes destaques do livro é a própria UCP. O leitor vai conhecer um pouco mais sobre sua organização e seus planos. Apesar do livro falar de deuses e indivíduos com poderes excepcionais, percebemos que são os seres humanos que realizam os atos mais inescrupulosos. A ganância, a arrogância e a necessidade de poder são algumas das características exploradas no enredo.

“Eles existem desde a década de 1930. Não respondem ao Presidente nem ao Congresso. São completamente autogovernados e independentes.” (p. 65)

Em relação à revisão, diagramação e layout foi realizado um bom trabalho. Foi encontrado um único errinho de digitação na página 128, mas nada que interfira na compreensão do texto.

CONFIRAM A RESENHA DOS LIVROS ANTERIORES
Pegasus e o Fogo do Olimpo – Livro 01
Pegasus e a Batalha pelo Olimpo – Livro 02

ISBN-13: 9788580447415
ISBN-10: 8580447410
Ano: 2013
Páginas: 286
Idioma: português 
Editora: LeYa Brasil
Skoob: clique aqui
Avaliação: 4/5

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *