01julho2017

[Resenha] Pegasus e a Batalha Pelo Olimpo – Olimpo em Guerra # 2 – Kate O’Hearn

Sinopse – A jovem Emily renasceu nas chamas, virou o Fogo e salvou o Olimpo da destruição. Com isso os Olímpicos retomaram o que era deles e restauraram a paz, mas não por muito tempo: os terríveis Nirads só tinham perdido uma batalha e começaram a dar sinais de que poderiam atacar novamente. Apesar disso, Emily só tinha um pensamento: salvar seu pai das garras da UCP, a agência governamental que o mantinha preso na Terra. Para isso contará com a ajuda de Joel, seu melhor amigo, Paelen, o Olímpico renegado que virou herói e Pegasus, o garanhão alado e companheiro inseparável.

CONTÊM SPOILERS DO LIVRO ANTERIOR

Quem teve a oportunidade de ler o primeiro livro da série percebeu que no final houve várias reviravoltas que deixaram ganchos para essa continuação. Primeiro, Emily não é mais apenas Emily, a nova iorquina de 13 anos de idade e sim a Chama do Olimpo. É ela que mantêm o poder e a vida dos deuses olimpianos restauradas. Porém, seu sacrifício não veio sem um alto preço a pagar: seu pai ainda é um prisioneiro da UCP e sua perna nunca mais será a mesma após ter sido ferida por um Nirad.

Agora Emily e Joel encontram-se no Olimpo, na companhia de Pegasus e Paelen. Se por um lado, a jovem está felicíssima por estar no Olimpo, conhecendo deuses e criaturas extraordinárias, por outro, seu coração sofre por não poder resgatar seu pai, já que Júpiter deixou claro que ela não pode ir para a Terra ainda pois os Nirads ainda estão próximos e se preparando para um ataque. Enquanto aguarda, Emily vai tendo lições com Vesta para aprender a controlar seus poderes. Sendo a Chama, ela tem poderes inimagináveis, que podem machucar as pessoas queridas. E essa é outra preocupação da protagonista. Como manter aqueles que ela ama em segurança, quando ela é o problema?

Emily fica impaciente com a espera e decide voltar à Terra por conta própria, mas Pegasus, Joel e Paelen decidem ajudá-la.  Afinal, todos eles estiveram nas mãos da UCP por tempo o suficiente para saber o que essa cruel agência é capaz de fazer e Steve fez de tudo não apenas para ajudar a filha, mas a todos. É nesse instante que a jovem percebe que o tempo passa de forma diferente entre os Deuses e sua partida ocorreu há seis meses e não a alguns dias na Terra. Acontece que a saída do grupo do Olimpo coincide com um novo ataque e eles ganham a companhia do Cupido. O Cupido tem uma personalidade muito parecida com a do Paelen no início do primeiro livro. É covarde e quer manter-se seguro, evitando lutar. Mas ele vai perceber que ir para a Terra pode não ser a solução…

A UCP não está mais escondida na Ilha do Governador e sim nas montanhas Catskill, um lugar isolado onde o agente O e o agente T são alguns dos agentes que estão empenhados em descobrir respostas de Steve.

É a partir do momento em que o grupo sai em busca do pai de Emily que novos personagens surgem e a verdadeira história dos Nirads é contada. Temos Earl, dono da Red Apple que se tornará um grande aliado; Crisaor, um javali alado; Segan, a rainha dos Nirads, Tange, um Nirad laranja e muito mais. 

Em “Pegasus e a Batalha pelo Olimpo” tanto Emily quanto Joel vão finalmente perceber os riscos e os sacrifícios que eles terão que fazer pelo bem maior. É uma sequência repleta de aventuras, ação e um final revelador.

“O Olimpo era diferente de qualquer lugar em que Emily estivera antes. Era uma ilha da fantasia mágica, cheia de pessoas e criaturas além da imaginação. Um lugar em que a chuva não caía, mas os jardins, de um verde luxuriante, nunca murchavam. Eles floresciam constantemente, preenchendo o ar com suas fragrâncias intoxicantes. O próprio ar parecia estar vivo, sendo doce como mel e com um calor que envolvia você em um cobertor de paz, cheio de sons de pássaros e insetos que nunca picavam.” (p. 07)

CONFIRAM A RESENHA DO LIVRO ANTERIOR
Pegasus e o Fogo do Olimpo – Livro 01

ISBN-13: 9788580442632
ISBN-10: 858044263X
Ano: 2011
Páginas: 312
Idioma: português 
Editora: LeYa Brasil
Skoob: clique aqui
Avaliação: 3/5

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *