10julho2017

[Resenha] Amos e Masmorras – A Submissão – Amos e Masmorras # 1 – Lena Valenti

Sinopse – Em mais uma excitante série, a renomada autora Lena Valenti aborda agora as nuances do universo BDSM. Amos e Masmorras é um dos mais recentes sucessos da autora e se tornou best-seller internacional. A agente Cleo Connelly, integrante do corpo de polícia em Nova Orleans, é uma mulher atraente e destemida, que não mede esforços e impulsos na resolução dos casos que assume. Certo dia, entretanto, ela é designada para investigar, junto ao FBI, uma lucrativa rede de tráfico humano. Para cumprir a missão, ela precisará se inserir em um contexto inusitado: visitar a cena BDSM do país e participar das práticas de sodomia e dominação instituídas no torneio Dragões e Masmorras DS. Agindo como agente infiltrada, Cleo terá de pesar os limites de sua própria luxúria nesta implacável caçada, considerando também a arrebatadora atração que sente por Lion Romano, seu parceiro no caso. Mas será que, no meio do caminho, ela vai gostar de ser submissa? Renda-se aos deleites desta intrigante e sensual narrativa!

“Amos e Masmorras – A Submissão” é o primeiro livro da série “Amos e Masmorras”. Narrado em terceira pessoa, a história tem como protagonistas Cleo Connelly e Lion Romano. Cleo é uma jovem de vinte e poucos anos que é policial em Nova Orleans. Ela e sua irmã Leslie são melhores amigas e ambas estão trabalhando  como agente da lei. Porém, Leslie é uma agente do FBI, algo que Cleo almeja para si mesma. Lion Romano é um dos melhores amigos de Leslie e desde pequenos fez parte da vida das irmãs. Enquanto que com Leslie seu relacionamento era de companheirismo, ele sempre tentou excluir Cleo, a caçula do trio, dos passeios quando eram mais jovens.

Acontece que Lion também é um agente do FBI e trabalha com Leslie em um caso muito importante: o tráfico humano. Porém, o tráfico tem ocorrido em meio ao cenário BSDM, especialmente me meio do tornei Dragões e Masmorras, um torneio inspirado em um RPG. A missão de Leslie é trabalhar infiltrada com um parceiro, onde os dois trabalhavam como Dominador e Submissa. 

“Quando as masmorras se abrem, os dragões estão à solta”

Enquanto Leslie está mergulhando nesse cenário em Washington, Cleo está se sentindo um pouco entendiada com suas funções na delegacia local de Nova Orleans, aguardando a nova seleção de agentes para o FBI, até receber o vice-diretor da agência em sua casa, informando que Leslie está desaparecida. Como Leslie e Cleo possuem aparências semelhantes, o vice-diretor acredita que Cleo poderia chamar a atenção das mesmas pessoas que estão com sua irmã. Determinada a encontrar a irmã, Cleo aceita imediatamente a proposta de se infiltrar. Mas para entender o mundo em que ela irá se meter, Cleo precisa fazer um curso intensivo sobre Dominantes e Submissas. E o seu instrutor será Lion.

Lion é um Dom em sua vida particular e conhece muito bem o aspecto das apresentações. Mas mais do que isso, Lion vai finalmente ter a oportunidade de se aproximar de Cleo, a única mulher que realmente mexeu com ele em sua vida. 

“O coração de um amo fica em uma masmorra muito perigosa, e só uma princesa com alma de dragão pode conquistá-lo. Quando eu entregar meu coração, será para sempre.”

O primeiro livro gira em torno da semana de treinamento de Cleo, onde ela e Lion ficam praticamente isolados em casa testando todas as hipóteses de situações que podem surgir no torneio. É um livro altamente sensual, cheio de tensão sexual e uma química escaldante.

Cleo é inteligente, destemida, resiliente e altruísta. Lion é intenso, um pouco sombrio e muito sexual. A interação entre os dois é envolvente e os diálogos entre os protagonistas são densos. Um detalhe muito importante na personalidade de Cleo é o bom humor. Muitos de seus diálogos são engraçados e trazem um tom mais leve à história. 

Apesar de ser uma literatura erótica, ele tem como pano de fundo um assunto importante, real e preocupante: o tráfico humano. O final do livro traz uma grande reviravolta, que deixa o leitor com vontade de ler o próximo o quanto antes. 

A Universo dos Livros realizou um ótimo trabalho editorial. Revisão, diagramação e layout foram muito bem feitos. A capa é muito bonita e os destaques em vermelho chamam a atenção. 

“- Os amos e submissos não querem ser salvos por ninguém. Eles gostam do que fazem, gostam de seu mundo. Não sofrem nenhum tipo de psicopatia, nem paranoia, ou transtorno obsessivo-compulsivo… Por eliminação e por serem maioria, tem muito mais pessoas baunilhas desequilibradas do que entre membros de BDSM.”

ISBN-13: 9788579308901
ISBN-10: 8579308909
Ano: 2015
Páginas: 416
Idioma: português 
Editora: Universo dos Livros
Skoob: clique aqui
Avaliação: 4/5

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *