07junho2017

[Resenha] Um amor para Lady Johanna – Julie Garwood

A história acontece no ano de 1206 na Inglaterra. Narrada em terceira pessoa, Lady Johanna é informada de que seu marido, o Barão Raulf, faleceu.

 

Johanna fixou o olhar no altar por um longo, longo tempo. Sua mente era uma confusão de pensamentos e emoções. Ela estava muito chocada para ter pensamentos razoáveis. – Devo rezar – ela sussurrou. – Meu marido está morto. Devo rezar. Fechou os olhos, juntou as mãos e finalmente começou sua prece. Era uma litania simples e direta, que vinha de seu coração. – Graças a Deus. Graças a Deus. Graças a Deus. (p. 17)

Ninguém faz ideia do tormento que Lady Johanna sofreu durante todo o seu casamento. Seu marido usava as palavras do Senhor para infligir castigos físicos e emocionais na esposa. Por ser uma mulher pequena, a brutalidade infligida era demais, ainda mais por ter que sofrer em silêncio. Afinal, quando a criadagem se envolvia e tentava ajudá-la, também eram fisicamente machucados e logo em seguida, despedidos.

 

Tudo o que Lady Johanna deseja com o falecimento do marido é uma vida tranquila, onde possa respirar sem medo de ser punida. Só que a protagonista é um risco para o rei inglês, pois seu marido era próximo dele e Lady Johanna sabe segredos importantes da coroa. Segredos que podem fazer com que a cabeça do rei não esteja presa ao seu corpo.

 

Então o rei decreta que Lady Johanna precisa se casar urgentemente, de preferência com alguém de sua corte, através de uma artimanha política. A única chance de Lady Johanna escapar das garras do rei é conseguir um casamento que não seja com um aliado dele. Quem consegue um plano é seu irmão, o Barão Nicholas Sanders: casá-la com o lorde MacBain, líder dos clãs MacBain e Maclaurin, na Escócia. MacBain é um homem rude que não suporta os britânicos, mas um casamento com Lady Johanna será vantajoso para o seu clã. Então ele aceita a forasteira em casa, casa-se com ela e fornece a proteção necessária a ela.

 

Lady Johanna está apavorada, pois passou anos ouvindo como os escoceses são bárbaros. Após passar por tantas torturas nas mãos do falecido marido, como será a sua vida se tiver nas mãos de um bárbaro?

 

“Lady Johanna” é um romance histórico apaixonante, com protagonistas fortes e extraordinários.

 

Ela agia como se soubesse exatamente o que ia acontecer, e ele não precisava perguntar de onde tirara suas opiniões, pois estava claro que fora terrivelmente maltratada por seu primeiro marido. Ela era tão absurdamente inocente e vulnerável que MacBain lamentou que Raulf estivesse morto, pois adoraria matá-lo. (p. 69)

Ficha Técnica

 

Livro: Um amor para Lady Johanna

Autora: Julie Garwood

Editora: Universo dos Livros

Ano: 2016

Páginas: 400

Categorias:Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *