06junho2017

[Resenha] Talismãs – Uma Geração. Todas as Decisões # 3 – Eleonor Hertzog

Sinopse – E se você descobrisse que a Terra guarda grandes segredos? E se esses segredos fossem poderosos o suficiente para modificar o rumo de nossas vidas? A aventura dos Melbourne continua de forma avassaladora. Os conflitos se entrelaçam e emolduram um quadro muito maior, e muito, muito pior do que acreditávamos ser! Agora, mais do que nunca, um único erro pode levar todas as raças da Terra ao caos total. Nunca o destino exigiu tanto de nossos personagens. Perigos inimagináveis permeiam a escuridão do oceano, nossos mais profundos pensamentos não estão mais seguros. O bravo Cisne talvez não resista até o fim da jornada. Conflitos serão elevados a patamares que você nunca ousaria imaginar. Está preparado para experimentar o melhor que Eleonor Hertzog já apresentou?

CONTÊM SPOILERS DOS LIVROS ANTERIORES

No finalzinho de “Linhagens”, Krilin, o lugar verde e pacífico que Peggy frequentava acabou mostrando um lado incomum ao atacar os Senhores de Merine. Ao atacar Robert com uma fúria descomunal, Peggy e Peter descobriram que a verdadeira raiva de Krilin estava voltada ao Moriser de Merine, o adron. “Talismãs” começa com a continuidade dessa briga, que tem uma grande reviravolta quando um grande sacrifício é realizado.

As consequências dessa batalha deixam a princesa de Senira extremamente irritada com Peter por conta de sua decisão e a casa de Merine fica instável, fazendo com que seus moradores precisem de refúgio na Casa de Slara. Toda essa confusão acontece nas primeiras páginas do livro e leva ao leitor uma grande carga de adrenalina, pois ficamos ansiosos com as repercussões dessas aventuras. E são essas consequências que vão dar seguimento durante o livro, pois vários assuntos que estavam sendo lidados em paralelo nos livros anteriores começam a se juntar, mostrando uma visão muito mais elaborada do que fazíamos ideia.

“Levantou. Merine estava chamando.” (p. 106)

A Casa de Merine tem um papel essencial na trama. É graças a ela e a forma como ela reagiu para manter Peter e Loon separados é que começamos a entender o papel de alguns herdeiros. O elo dos gêmeos estava causando risco de vida em um deles por conta da desigualdade de poder existente entre eles. Ninguém entende tão bem de elos gêmeos que os Kreganianos, pois é um povo que tem gêmeos frequentemente. Tanto Henry quanto Doris são especialistas nesse tipo de elo e ficam responsáveis por quebrar esse elo específico, ainda mais que a ligação entre Peter e Loon tem ainda mais um fator de complicação: Peggy.

Sem dúvida, um dos personagens que vão se destacar em “Talismãs” é o Peter, pois ele se vê preso em algumas situações graves e precisa amadurecer para salvar aqueles que ama. É interessante observar o quanto ele lida com sua raiva e começa a encontrar respostas que nem mesmo os adultos enxergam. Aliás, a sua interação com os adultos não é dos melhores. Seu pai Robert não o leva a sério, assim como Paul. Ambos acreditam que Peter é um garoto arrogante que não sabe o seu lugar, quando na verdade eles não respeitam a hierarquia por Peter ser novo demais.

Em paralelo, temos Peggy, uma jovem que vem apresentando poderes e habilidades que fogem ao conhecimento de todos, que se sente sobrecarregada por esses poderes e ao mesmo tempo, realiza feitos extraordinários. Após o que aconteceu em Krilin, ela procura refúgio no Cisne e irá embarcar em uma nova aventura com seus irmãos.

O Cisne mantêm o clima de camaradagem e os irmãos continuam aprontando um com o outro. Inclusive Jean, o jovem jornalista, acabou sendo incluído nesse grupo diversificado. Esse grupo ainda vai contar com a presença de Fabrin e Anna Tanlai e do Ricardo Veron, o Ric. Navegando em águas turbulentas, esse grupo vai fazer uma revelação científica que irá fazer história! 

O leitor também vai presenciar ainda mais o toque de recolher e sua intensidade. A intensidade desse toque será fenomenal e o final do livro, com as explicações e hipóteses levantadas farão os leitores se arrepiarem!

“A parte esquisita é que Peggy tinha absoluta certeza de que nunca tinha visto aquilo em lugar nenhum.” (p. 353)

“Talismãs” é uma continuação excepcional que fará o leitor vibrar por esses queridos personagens e ao mesmo tempo ficará ansioso pelo que virá a seguir!

ISBN-13: 9788567218076
ISBN-10: 8567218071
Ano: 2016
Páginas: 554
Idioma: português
Editora: Mundo Uno
Avaliação: 5 estrelas
Skoob: clique aqui

Categorias:Parcerias, Resenhas
Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Mundo Uno setembro 22, 2017

    […]  VIAJE NA LEITURA, por Carol, em 06.06.2017 […]