30junho2017

[Resenha] Pegasus e o Fogo do Olimpo – Olimpo em Guerra # 1 – Kate O’Hearn

Sinopse – Quando Pegasus, o mítico cavalo com asas, cai de uma grande tempestade no teto de um apartamento em NY, a vida da jovem Emily vira uma verdadeira lenda: batalhas épicas com monstros medonhos, uma busca desesperada para encontrar aliados, voos radicais sobre um belo cavalo com asas e um desafio heroico para salvar o Olimpo antes que o lugar seja destruído. Junte-se a Pegasus nesta incrível aventura!

“Pegasus e o Fogo do Olimpo” é o primeiro livro da série Olimpo em Guerra da autora Kate O’Hearn. Narrado em terceira pessoa, a história começa com um prólogo que se passa no Olimpo. Logo de início o leitor é transportado para uma invasão que está ocorrendo no Olimpo e os Deuses – Júpiter, Hércules, Juno, Apolo, Diana, Marte, Vulcano, Mercúrio e tantos outros – estão batalhando contra os Nirads. Não sabemos o motivo da batalha, nem ao menos o que os Nirads querem. Apenas percebemos que eles são implacáveis e que estão determinados. Entre os olimpianos, está Paelen. Paelen está sempre se metendo em confusões e é visto como um ladrão, por sempre entrar furtivamente em locais proibidos e pegar coisas que não lhe pertencem. Ele também é um covarde, que não quer de forma alguma lutar e que sempre sonhou em ter as rédeas de ouro do Pegasus, pois quem tiver as rédeas, pode controlar esse belíssimo cavalo alado.

“Todos no Olimpo sabiam que as rédeas eram o maior tesouro de todos, pois eram a chave para conquistar o poderoso garanhão alado. Se controlasse Pegasus, Paelen poderia ir aonde quisesse e tomar o que quer que chamasse sua atenção, sem que ninguém pudesse se opor a ele.” (p. 08)

Em Nova York temos Emily, uma garotinha de 13 anos de idade que está sozinha em seu apartamento no vigésimo andar enquanto ocorre uma tempestade terrível. É tão terrível que o topo do Empire State explodiu por conta de um raio e a cidade fica sem energia. Seu pai, Steve Jacobs, é um policial que está de plantão durante essa emergência e sua mãe faleceu três meses antes em decorrência do câncer. A jovem está assustada, mas segura. Isso até ouvir um grande estrondo no terraço do prédio, que fica logo acima do apartamento onde mora. Curiosa, ela vai checar o que aconteceu e se depara com uma imagem fantástica: Pegasus encontra-se ferido no terraço. 

Inicialmente, Emily está incrédula com o que vê, mas logo percebe que não apenas Pegasus é real como também precisa de ajuda. Apesar de Pegasus não falar, uma conexão ocorre entre os dois e a garota está determinada a fazer qualquer coisa para mantê-lo em segurança. Sabendo que precisa de ajuda e que Pegasus não quer que ela envolva seu pai na história, ela vai atrás de Joel DeSilva, um colega de classe que sempre se mete em confusão e não tem amigos na escola. Sua escolha se deve ao fato de Joel estar sempre desenhando o cavalo alado em suas anotações e para Emily, é a única pessoa que conhece que deve entender os mitos e saber como curar Pegasus.

“Outro raio iluminou o terraço, confirmando o que ela tentava negar tão fortemente. Um cavalo branco com cascos dourados e enormes asas brancas estava deitado de lado no meio do jardim de rosas de sua falecida mãe.” (p. 28)

Joel acredita que Emily está aprontando alguma com ele quando bate em sua porta, mas ele não tem nada a perder. É então que esses dois jovens irão mergulhar na aventura de suas vidas…

Pegasus corre mais riscos do que Emily e Joel esperavam. Não apenas os Nirads aparecem em NY para capturá-lo como também uma entidade governamental conhecida como UCP (Unidade Central de Pesquisas) está no seu encalço. A UCP é uma agência independente que não deve satisfações a ninguém e é capaz de tudo, inclusive desaparecimentos suspeitos e torturas, para alcançar seus objetivos.

Quanto mais esses dois jovens se envolvem na missão de manter Pegasus seguro, mais eles se envolvem na batalha do Olimpo. Afinal, Pegasus veio à Terra com uma missão também. E para cumprir sua missão, um grande sacrifício deverá ser realizado.

A trama é muito bem construída e os personagens são carismáticos. A história começa com um tom vibrante e se mantêm repleta de aventuras até o final. Temos batalhas, lendas, revelações e fugas mirabolantes e tudo isso em meio da caótica Nova York. Além do trio de protagonistas (Emily, Joel e Pegasus), a história gira em torno de Diana, a Caçadora, Steve, o pai de Emily, Paelen e alguns dos agentes da UCP.

Emily é altruísta, corajosa e inteligente. Apesar de estar sofrendo com a perda da mãe, é uma jovem que coloca as suas dores de lado para ajudar o próximo. Joel é um jovem que está sentindo muita raiva no momento, mas é compreensível. Sua vida também não tem sido fácil e sem a intervenção de Emily em seu caminho, seu futuro poderia ter sido problemático. 

“Pegasus e o Fogo do Olimpo” é um começo apaixonante de uma série e com certeza fará com que os leitores fiquem na expectativa pelos próximos livros. O livro conta ainda com um mapa de Nova York (Manhattan e pontos turísticos) no final do livro, permitindo ao leitor acompanhar visualmente a aventura desse trio.

“O garanhão pareceu fazer uma pausa. Depois cutucou a mãe da menina, convidando-a a fazer outro carinho em seu focinho. Naquele instante, completamente ensopada pela chuva, Emily sentiu seu mundo mudar. E para sempre.” (p. 31)

ISBN-13: 9788580440751
ISBN-10: 8580440750
Ano: 2011
Páginas: 292
Idioma: português 
Editora: LeYa Brasil
Skoob: clique aqui
Avaliação: 3/5

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *