14maio2017

[Resenha] Fogo Contra Fogo – Olho Por Olho # 3 Jenny Han & Siobhan Vivian

Sinopse – A festa de Ano-novo terminou com uma tragédia irreparável, e Mary, Kat e Lillia podem não estar preparadas para o que está por vir. Após a morte de Rennie, Kat e Lillia tentam entender os acontecimentos fatais daquela noite. Ambas se culpam pela tragédia. Se Lillia não tivesse se apaixonado por Reevie. Se Kat não tivesse deixado Rennie ter partido sozinha. Se a vingança não tivesse ido longe demais, talvez as coisas seriam como antes. Agora, elas nunca mais serão as mesmas. Apenas Mary sabe a verdade sobre aquela noite. Sobre o que ela realmente é. Também descobriu a verdade sobre Lillia e Reeve terem se apaixonado, sobre Reeve ser feliz quando tudo o que ele merece é o sofrimento, assim como ela ainda sofre. Para Mary, as tentativas infantis de vingança ficaram no passado, ela está fora de controle e pretende sujar suas mãos de sangue, afinal, não tem mais nada a perder.

“Fogo contra fogo” mantêm o mesmo estilo de narrativa: capítulos curtos, narrados em primeira pessoa, alternando o ponto de vista entre as três protagonistas – Mary, Katy e Lillia.

Após os acontecimentos de “Dente por Dente” uma certa tensão permeia a ilha Jar. Afinal, Rennie morreu e a perda de alguém tão jovem em um local pequeno sempre traz grandes repercussões. Percebemos um amadurecimento nítido em Kat, que finalmente começa a deixar de lado sua mentalidade infantil para se tornar algo mais. O leitor consegue observar com mais clareza o seu lado sentimental, seus receios e desejos, tornando-a alguém mais fácil para se conectar. 

Mary fez revelações pesadas e enquanto as duas outras protagonistas escolhem a paz, ela escolhe o caos. Seu desejo de vingança está mais aflorado do que nunca e ela está determinada até mesmo a punir as suas supostas amigas, Kat e Lillia. 

“Assim que eles desaparecem pela esquina, entendo tudo. Esse é o meu objetivo. É por isso que estou na Ilha Jar. Sou uma vingadora. Um anjo vingador enviado para corrigir os malfeitos. Não sou fraca. Sou poderosa. Mais poderosa que imagino.”

Lillia sente-se dividida: por um lado está extasiada com o seu relacionamento com Reeve e por outro sente-se culpada por tudo o que aconteceu. Reeve também carrega essa culpa e os dois tentam se afastar um pouco, mas é praticamente impossível. Porém, relações passadas estão determinadas a colocar um fim definitivo nesse relacionamento.

“- Não consigo parar de te olhar – complementa ele.
Não olho para ele, não posso.
– Se vamos fazer isso, ninguém vai poder saber. Não podemos agir como fizemos esta noite. Precisamos ser cuidadosos.
– Tudo bem – diz ele, rapidamente. – Farei qualquer coisa que você queira. Do jeito que você quiser. Sinto que não consigo respirar quando não estou ao seu lado, Cho.
Então me jogo nos braços dele, e estamos nos beijando outra vez. Exatamente como antes.”

O encerramento da trilogia é agridoce. É agradável perceber que as protagonistas amadurecem e aprendem a lidar com as situações de forma sensata (nem sempre e nem todas elas) e de certa forma, é uma boa analogia das nossas vidas: é sempre após as adversidades que aprendemos a superar e a apreciar as pequenas coisas. Porém, também é perceptível que o final deixou um pouco a desejar. Algumas situações deixaram a sensação de inacabadas e poderiam ter sido mais elaboradas.

“Fico esperando que isso não passe de um sonho ruim. Quero acordar e ter de novo as coisas do jeito que eram. Nem me importaria se Rennie me odiasse pelo resto da vida por causa do que aconteceu com Reeve na véspera do Ano-Novo. Mesmo se ela nunca quisesse falar comigo novamente. Tudo que eu queria agora era que ela estivesse viva.”

ISBN-13: 9788581634876
ISBN-10: 8581634877
Ano: 2017
Páginas: 352
Idioma: português
Editora: Novo Conceito
Skoob: clique aqui
Avaliação: 3/5

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *