26Maio2017

[Resenha] Amar, Rir e Comer – E outros segredos de longevidade do povo mais saudável do planeta – Dr. John Tickell

Sinopse – Inspirador e de fácil entendimento, Amar, Rir e Comer é o método de longevidade e vida saudável que você esperava. Viver bem e com saúde nunca foi tão fácil – nem tão gostoso e divertido. Viva a vida! Especialista em perda de peso e renomada autoridade em longevidade, Dr. John Tickell conta o segredo da vida longa: MODERAÇÃO. Moderação em tudo, exceto no amor, no riso, no peixe e nos vegetais, claro. Baseado no bom senso, na ciência e na alimentação saudável, Amar, Rir e Comer é um guia acessível, simples e descomplicado para você melhorar sua saúde e prolongar sua expectativa de vida. De qualidade de vida, principalmente. Com sabedoria prática e notória competência médica e científica, Dr. Tickell traz ao Brasil seu Programa ACE: Atividade Física, Controle Mental e Educação Alimentar. Atuando simultaneamente sobre o corpo, a mente e a boca – os três fatores críticos da vida saudável –, o Programa ACE compreende um conjunto de instruções sobre como manter-se ativo, reagir às pressões externas controlando o estresse e alimentar-se de forma inteligente. Amar, Rir e Comer contém um programa de desintoxicação de sete dias, planos alimentares que funcionam – simples, saborosos e completos –, deliciosas receitas e uma lista de Petiscos Infalíveis para você se manter energizado o dia inteiro.

“Amar, ri e comer” é dividido em introdução + três partes. Através de uma pesquisa conhecida como Estudos dos Okinawenses Centenários, realizada por 25 anos (de meados da década de 70 até o ano de 2001) o mundo descobriu que os Okinawenses tem um baixo índice de demência, uma longevidade estendida e uma qualidade de vida excepcional. O Dr. Tickell passou anos viajando pelo mundo, mas nenhum povo chamou mais a sua atenção do que os okinawenses ao falar sobre qualidade de vida.

“A pesquisa, conhecida como o Estudo dos Okinawenses Centenários, descobriu que os idosos de Okinawa têm artérias mais limpas, menos tumores hormônio-dependentes e ossos mais fortes do que a maioria dos idosos norte-americanos de idade menos avançada. E os cérebros também se mantêm jovens por mais tempo.” (p. 11)

O Dr. John Tickell que tem como princípio o Programa ACE (Atividade Física, Controle Mental e Educação Alimentar), começa a explicar o programa na primeira parte do livro. Segundo o médico, a qualidade de vida está apoiada em um pilar: conseguir um equilíbrio entre controle mental, educação alimentar e atividade física. São pequenas alterações no cotidiano que, ao longo do tempo, irão fornecer a tão esperada qualidade de vida.

O livro explica a importância de eliminar a Síndrome da Cata (cafeína, álcool, tabaco e açúcar refinado), a analisar o lado prático e o lado emocional e a trabalhar os cinco ases. O médico também explica as quatro regras básicas da nutrição, que serão as norteadoras para uma reeducação alimentar.

O interessante da proposta do Dr. John Tickell é que ela não apoia nenhum extremismo. Quando fala em eliminar a Cata, não fala em cortar a cafeína em definitivo da vida, mas sim em dosar a quantidade ingerida por dia. O mesmo acontece com outros alimentos que não são visto com bons olhos, como chocolates e refrigerantes. O médico não apoia a eliminação definitiva deles, mas sim, uma dosagem pequena e em espaço de tempos amplos, o que permite o indivíduo a saborear de tudo.

A segunda parte do livro, chamada “Aprendendo a amar, rir e comer” traz algumas dicas de atividades físicas e receitas de refeições, além de ferramentas que auxiliam a administrar o estresse diário. A terceira parte discute mais a parte técnica dos superalimentos, probióticos, fibras e muito mais.

“Amar, ri e comer” é um livro recomendado para aqueles que querem mudar de estilo de vida de forma lenta, gradual e constante, mas que irá trazer uma qualidade de vida diferenciada.

ISBN-13: 9788558890274
ISBN-10: 8558890277
Ano: 2017
Páginas: 208
Idioma: português
Editora: Valentina
Skoob: clique aqui
Avaliação: 4/5

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *