08maio2017

[Resenha] A Ameaça Sombria – Trilogia Echo # 2 – Melissa Grey

Sinopse – O mundo de Echo mudou por completo quando a garota menos esperava. Até pouco tempo, ela era apenas uma espectadora da guerra milenar entre os Avicen e os Drakharin, dois povos mágicos que habitam a Terra em segredo. Agora, depois de encontrar e libertar o pássaro de fogo – uma figura mítica importante para os dois grupos – e de descobrir o poder que carrega dentro de si, Echo precisa entender qual papel deve desempenhar para colocar um fim definitivo nesse conflito. Para complicar, a libertação do pássaro de fogo deu nova vida a um ser antagônico a ele, o kuçedra. Feito de trevas e sombras, o kuçedra espalha medo e morte por onde quer que passe – principalmente se controlado pelas pessoas erradas. Enquanto tenta encontrar uma solução para esse novo obstáculo, Echo vai perceber que a linha que separa a luz das trevas é bem mais tênue do que esperava…

Os eventos do segundo livro ocorrem três meses após os acontecimentos do primeiro. No prólogo, narrado em terceira pessoa, temos a perspectiva de Rowan, um Avicen que conhece Echo desde criança e está apaixonado por ela desde então. Temos uma visão de como ele a conheceu, e como se apaixonou até o momento do último encontro deles, onde Echo tirou a vida de um Avicen.

Em paralelo, o grupo de fugitivos se encontra em Londres, em um esconderijo de Jasper, nosso talentoso ladrão. Um grupo formado por dois Avicen, dois Drakharin e uma humana. Esse grupo é o responsável em proteger Echo, que agora é o pássaro de fogo, enquanto Echo ainda tenta se adaptar a esse novo poder e aprender a controlá-lo e não a ser controlada. 

“Não se sentia como o pássaro de fogo, a única ferramenta que os dois lados estavam desesperados para controlar, na esperança de botar fim ao conflito secular que havia entre eles. Nesses momentos, ela não passava de uma garota olhando as estrelas ao lado de um garoto.” (p. 16)

Jasper está gravemente ferido da última batalha. Seu ferimento precisa de um feiticeiro para salvá-lo e é aí que entra um novo personagem: Quinn. Quinn e Jasper tem uma história antiga e isso desperta certo ciúmes em Dorian, que ainda não está pronto para analisar seus próprios sentimentos. 

Echo está passando por uma crise existencial. Rose e os outros pássaros estão em seu interior, tentando manifestar-se e mostrar coisas para ela. Porém, Echo ainda não entende como funciona ser um pássaro de fogo e quando vai dormir, pesadelos terríveis atormentam seu descanso. Quando ela descobre que os pesadelos não são apenas sonhos, o grupo irá descobrir que o universo sempre dá um jeito de equilibrar as forças. É quando todos irão descobrir a existência do kuçedra, uma criatura vil que se alimenta do medo e da morte.

“-Não existe luz sem trevas… Não existe vida sem morte. Não existe ganho sem perda… Não existe um redentor sem um destruidor… Um não pode existir no mundo sem o outro. O kuçedra… é sua outra metade. Sua imagem espelhada. E não podemos deixá-lo livro. Você é um perigo por ser quem é. Por ser o que é.” (p. 55/56)

A guerra entre os Avicen e os Drakharin está cada vez mais próxima. Temos nesse livro uma jornada incrível, onde veremos os dois grupos ambicionando o pássaro de fogo, mas sem hesitar em lançar mão da destruição para conquistá-lo. 

Os leitores serão levados mais uma vez ao ninho dos Avicen e veremos de perto o medo que está surgindo entre as trincheiras e o final está mais próximo do que todos esperam.

Nesse segundo livro, um dos personagens que mais evoluiu foi Ivy. A jovem curandeira avicen passou por muito no primeiro livro, sendo até mesmo torturada pelos Drhakarian. Porém, após conviver com dois deles, ela começa a rever seus pré-conceitos e a entender que às vezes, precisamos nos sacrificar para salvar aqueles que amamos.

Rowan também é uma presença mais constante nessa continuação. Vemos como ele e Caius tentam coexistir mesmo sabendo que os dois tem sentimentos por Echo. Quem roubou a cena em “A ameaça sombria” foi Dorian e Jasper. Jasper mesmo ferido continua provocando e suspirando por Dorian, que por sua vez, começa a se render pelo carisma desse avicen.

“A Ameaça Sombria” tem tudo o que os leitores precisam para se apaixonar: aventura, personagens carismáticos, uma profecia incrível, possíveis casais maravilhosos, uma vilã sem escrúpulos e um final de tirar o fôlego. 

“O pássaro que canta à meia-noite em sua gaiola de ossos … ascenderá do sangue e das cinzas para saudar a verdade desconhecida.” (p. 34/35)

ISBN-13: 9788555340321
ISBN-10: 8555340322
Ano: 2017
Páginas: 424
Idioma: português
Editora: Seguinte
Skoob: clique aqui
Avaliação: 4/5

Confiram a resenha do livro anteriorA profecia do pássaro de fogo – Livro 01

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *