10abril2017

[Resenha] A Morte Não é o Bastante – Hollows # 3 – Kim Harrison

Sinopse – Rachel Morgan, a bruxa mais talentosa, sexy e durona da ficção está de volta. Desta vez, precisa controlar uma perigosa e mortal guerra de poder no submundo de Cincinatti enquanto tenta se livrar de mais um acordo com o poderoso demônio Algaliarept, que poderá a condenar a uma eternidade de sofrimento. Ao mesmo tempo, seu namorado está cada vez mais distante, abrindo espaço para Kisten, um vampiro sedutor e misterioso que teima em conquistá-la. Cheio de ação, humor e momentos imprevisíveis, os leitores vão ficar grudados em cada página deste livro. A morte não é o bastante é terceiro livro da série Hollows.

“A morte não é o bastante” é o terceiro e mega esperado livro da série Hollows da autora Kim Harrison. A trama é narrada em primeira pessoa, a bruxa Rachel Morgan e dá continuidade aos acontecimentos de “Na mira do serial killer” (livro 02). Como nos livros anteriores, a trama apresenta várias histórias separadas que vão se convergindo em uma única até o final do livro.

Quando Piscary, o vampiro líder do submundo, ameaçou a ela e aos seus amigos, Rachel quebrou seu próprio código e fechou um acordo com uma das criaturas mais inescrupulosas existentes: um demônio. E não um demônio qualquer. Algaliarept. Aquele que passou boa parte das histórias passadas tentando machucá-la, matá-la ou algo ainda pior (a imaginação dessas criaturas é terrível).

“Naquela noite, eu iria descobrir se meu contrato verbal cuidadosamente formulado três meses antes me manteria viva e do lado certo das linhas de ley. Eu tinha aceitado voluntariamente ser familiar de Algaliarept…” (p. 08-09)

Durante o embate entre Rachel e Algaliarept, ela consegue libertar a antiga familiar dele, a Ceri, uma mulher que ficou mil anos sob o seu jugo e que está mentalmente e emocionalmente frágil. Rachel acaba abrigando Ceri, para desgosto de Ivy que detesta estranhos em casa (além do fato de que Jenks e seus milhões de filhos já estão lá). A alternativa é pedir que Keasley, o velhinho que mora do outro lado da rua e que volta e meia está ajudando Rachel com os seus ferimentos, a abrigue.

Com Piscary fora da jogada o submundo vampírico precisa de um novo líder e com Ivy recusando-se a assumir o seu lugar na linhagem, Kisten está assumindo a liderança e visitando muito a residência das duas ultimamente. Kisten tem um ar de debochado e sedutor ao mesmo tempo e fica impressionado pelo interesse de Ivy em Rachel. Essa fascinação se torna meio que um desafio para ele, que começa a ganhar espaço na vida de Rachel com sua personalidade.

“-Não é muito do tipo príncipe no cavalo branco, hein?

-Ah, eu poderia ser – disse. – Mas sou preguiçoso pra cacete.” (p. 275)

Nesse momento vocês devem estar se perguntando onde está Nick, o namorado da bruxinha. Bom, não tenho palavras sutis para definir seu paradeiro. O bundão precisa se recuperar do que aconteceu há três meses atrás e se distancia.

“Fui tomada por uma angústia súbita e estaquei. Nós formávamos um casal tão perfeito e agora tudo que nos restava era aquela distância terrível.” (p. 54)

Apesar de toda essa confusão armada, tanto Rachel quanto Ivy precisam pagar aluguel, contas e se sustentar. Como profissionais freelancers, elas são contratadas pelo astro Takata para fazer a segurança do seu show, pois um novo jogador chegou na cidade e está extorquindo as pessoas. Afinal, sem Piscary presente, seu sucessor não é tão assustador assim.

“O astro pop de meia-idade usava uma calça laranja esquisita e um colete da mesma cor por cima de uma camisa em tons de terra. O conjunto todo era de seda, a única coisa boa no look, afinal, pelo amor de Deus, até os sapatos do homem eram laranja. E as meias também.” (p. 61)

Vocês sabem que nada é fácil para Rachel e esse novo jogador está assustando a todos, inclusive o Quen, chefe de segurança de Trent Kalamack, e o próprio Trent. Enquanto Rachel tenta descobrir em que nova furada se meteu e tenta encontrar uma solução que salve a todos, sua própria vida fica em constante perigo.

A trama é rica e muito complexa. As diversas subtramas trazem várias informações que o leitor precisa ir juntando para entender o quadro geral. Os personagens continuam cativantes, irônicos e cheios de humor e a história se torna ainda melhor com isso. Rachel é uma protagonista fantástica. Engraçada, atrapalhada, desbocada e com uma tendência crônica de se envolver em perigo e sair machucada, faz com que o leitor fique torcendo por sua felicidade. 

Sua lealdade inquestionável também a coloca em encrencas e o risco de perder amizades torna-se iminente. Outro ponto interessante da trama é que os demais personagens vão tendo seus próprios conflitos e problemas para lidar, como no caso da Ivy. Ivy está lutando arduamente para se livrar do jugo da linhagem e com a necessidade de sangue que vem crescendo exponencialmente. O leitor também acompanha mais sobre a família dessa personagem e até mesmo fica sabendo sobre um romance mal terminado.

Trent também é um personagem que traz uma história rica e como fica claro no final do livro, sua história está apenas começando. Não apenas o mistério em torno dele, mas o envolvimento de sua família com a família de Rachel são elementos que vão sendo explorados de maneira intrigante na série, dando pequenas dicas a cada livro.

“- Pode ser bonito, Rachel, quando há confiança e amor. Ninguém é ligado. Ninguém perde arbítrio. Ninguém se torna menor. Os dois se tornam mais do que seriam sozinhos. Mas é tão raro, e tão bonito, quando isso acontece.” (p. 186)

Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um ótimo trabalho. Existem alguns errinhos de digitação e gramática, como por exemplo, nas páginas 127, 339, 399 e 442, mas nada que interfira na compreensão do texto. A capa combina com as capas dos livros anteriores.

Confiram as resenhas dos livros
Marcada para morrer – Livro 01
Na mira do serial killer – Livro 02

ISBN-13: 9788584190232
ISBN-10: 8584190236
Ano: 2017
Páginas: 472
Idioma: português
Editora: Pavana
Skoob: clique aqui
Avaliação: 5/5 

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *