26novembro2016

[Resenha] O Problema dos Três Corpos – Remembrance of Earth’s Past # 1 – Cixin Liu

Sinopse – China, final dos anos 1960. Enquanto o país inteiro está sendo devastado pela violência da Revolução Cultural, um pequeno grupo de astrofísicos, militares e engenheiros começa um projeto ultrassecreto envolvendo ondas sonoras e seres extraterrestres. Uma decisão tomada por um desses cientistas mudará para sempre o destino da humanidade e, cinquenta anos depois, uma civilização alienígena a beira do colapso planeja uma invasão. O problema dos três corpos é uma crônica da marcha humana em direção aos confins do universo. Uma clássica história de ficção científica, no melhor estilo de Arthur C. Clarke. Um jogo envolvente em que a humanidade tem tudo a perder.

“O problema dos três corpos” é o primeiro livro da trilogia de Cixin Liu, que tem como protagonistas Ye Wenjie e Wang Miao. Os dois personagens são apresentados em momentos diferentes da história e as ações de Wenjie irão repercutir no presente de Wang.

Wenjie é uma jovem que sofreu com o aparecimento da Revolução Cultural, quando perdeu sua família, seus bens e seu porto seguro. Durante a Revolução, a vida da protagonista torna-se cada vez mais difícil, até que um dia, um simples livro mudará a forma como ela enxergará o mundo e como consequência, mudará o próprio mundo.

“No passado, aquele lar elegante e acolhedor fora um porto seguro para Wenjie quando ela precisava escapar das tormentas do mundo mais vasto, mas aquilo tinha sido antes de os guardas-vermelhos vasculharem a casa de Ruan e confiscarem os seus bens. Como o pai de Wenjie, Ruan sofrera muito com a Revolução Cultural. Em suas sessões de luta, os guardas-vermelhos haviam pendurado um par de sapatos de salto alto em seu pescoço e riscado o rosto dela com batom, para evidenciar o estilo de vida capitalista corrupto que ela seguia”. (p. 19)

Wang é um físico que trabalha com as Forças Armadas. Existe um jogo chamado “O problema dos três corpos” que a cada vez que o jogador se conecta um novo cenário, uma nova civilização e um novo problema são apresentados. Wang vai envolvendo-se cada vez mais no jogo e conforme isso ocorre, irá se deparar com uma catástrofe iminente.

A obra é maravilhosa! O conteúdo é denso e complexo, pois o autor mesclou fatos e personalidades históricas com a ficção. Tanto Wenjie quanto Wang são personagens inteligentes, carismáticos e muito humanos. O livro é cheio de reflexões também, que fazem com que o próprio leitor reflita sobre a condição do ser humano.

Uma ficção maravilhosa, com todos os elementos necessários para prender a atenção do leitor do começo ao fim do livro! Em relação à revisão, diagramação e layout foi realizado um trabalho excepcional. Existem notas explicativas no rodapé que auxiliam o leitor a se contextualizar com os nomes e situações citadas, a revisão está impecável e a capa, apesar de simples, desperta o interesse.

“A medida em que avançava em suas reflexões, uma dedução lhe deu calafrios.É possível que a relação entre a humanidade e o mal seja semelhante à relação entre o oceano e um iceberg que flutua em sua superfície? Tanto o oceano quanto o iceberg são feitos do mesmo material. O iceberg só parece diferente porque tem outra forma. Na realidade, é apenas uma parte do vasto oceano…
Era impossível esperar um despertar moral da humanidade assim como era impossível esperar que os humanos movessem a Terra com seus próprios cabelos. O despertar moral exigia uma força externa à raça humana.
Esse pensamento determinou o rumo da vida de Ye”. (p. 24)

ISBN-13: 9788556510204
ISBN-10: 8556510205
Ano: 2016
Páginas: 320
Idioma: português
Editora: Suma de Letras
Skoob: clique aqui
Avaliação: 4/5

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *