13outubro2016

[Semana Peculiar] Dia 4 – Resenha Biblioteca de Almas

2

Olá Viajantes! Estamos quase terminando a nossa Semana Peculiar e hoje teremos a resenha do livro “Biblioteca de Almas”. Vamos conferir?

 

“CONTÊM SPOILERS DOS LIVROS ANTERIORES”

biblioteca-de-almas-viaje-na-leitura

Sinopse – Biblioteca de Almas é o último volume da celebrada trilogia iniciada com O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares. Neste terceiro livro, depois de sofrer com a morte do avô, conhecer crianças com habilidades peculiares em uma fenda temporal e partir pelo mar em uma busca desesperada para curar a srta. Peregrine, Jacob vai finalmente enfrentar a inevitável conclusão dessa turbulenta jornada.  Jacob descobre uma poderosa habilidade e não demora a explorá-la para resgatar os amigos peculiares e as ymbrynes da fortaleza dos acólitos. Junto com ele vai Emma Bloom, uma menina capaz de produzir fogo com as mãos, e Addison MacHenry, um cão com faro especial para encontrar crianças perdidas. Partindo da Londres dos dias atuais, o grupo vai percorrer as ruelas labirínticas do chamado Recanto do Demônio, uma complexa fenda temporal que abriga todo tipo de vícios e perversões. É ali que o destino de peculiares de toda parte será decidido de uma vez por todas. Tal como os volumes anteriores da série, Biblioteca de Almas une fantasia, aventura e sombrias fotografias de época para criar uma experiência de leitura única.

No finalzinho de “Cidade dos Etéreos”, os peculiares foram capturados por Caul, mas no último instante Addison consegue resgatar Emma e Jacob. Dessa forma, “Biblioteca de Almas” começa com o trio procurando uma fenda e encontram Sharon, o barqueiro, para levá-los. A fenda em questão é chamada de Recanto do Demônio e é um local onde crimes e atrocidades são cometidos frequentemente.

“População atual de sete mil duzentos e seis,população oficial, zero. Os pais da cidade, em sua sabedoria, se recusam sequer a reconhecer sua existência. Esse corpo charmoso de água em cuja corrente estamos deslizando atualmente chama-se Valão da Febre, e os dejetos industriais, excrementos e carcaças de animais que fluem permanentemente em seu interior são fonte não só do seu odor encantador, mas também de epidemias tão regulares que  você poderia acertar seu relógio por ele, e tão espetaculares que toda está área foi apelidada de “a Capital do Cólera””. (p. 66)

“As principais ocupações dos cidadãos são coletar lixo e atrair estranhos para o Recanto para acertá-los na cabeça e roubá-los. Por diversão, ingerem quaisquer líquidos inflamáveis à disposição e cantam mal a plenos pulmões. Os principais produtos de exportação da área são rejeitos de ferro fundido. farinha de osso e miséria”. (p. 66)

“Entre os principais destaques estão a Prisão Infantil de St. Rutledge, uma instituição de pensamento avançado que prende órfãos antes que tenham a oportunidade de cometer qualquer crime, poupando a sociedade de grandes custos e problemas; o Asilo de Lunáticos, Vigaristas e Criminalmente Perversos de St. Barnabus, que funciona como ambulatório para pacientes que se voluntariam a ser atendidos, e está quase sempre vazio; e a Rua da Fumaça, que está em chamas há oitenta e sete anos devido a um incêndio subterrâneo que ninguém se deu ao trabalho de apagar”. (p. 67)

library-of-souls-photos

No meio desse local inóspito e cheio de peculiares não tão honrados, se encontra a fortaleza dos acólitos, onde as ymbrynes e as crianças peculiares estão sendo mantidas reféns. Com uma missão quase impossível, o trio precisa encontrar aliados e respostas. Desde o primeiro livro discutiu-se teorias sobre o que diferencia os normais dos peculiares e a mais aceita é a da segunda alma que os peculiares teriam. Vimos também alguns dos experimentos que estavam sendo realizados, assim como o surgimento dos acólitos. Nesse terceiro e último livro, temos a explicação por inteiro. Todos os detalhes apresentados anteriormente vão tomando forma e finalmente temos todas as peças para compreender os planos daqueles que acreditam que devem ser tratados como deuses pelos demais.

Jacob também tem finalmente seu papel de destaque. Apesar de toda a trilogia ser narrada através de sua perspectiva, muitas vezes ele tinha um papel de espectador, fascinado pelo novo mundo que encontrou. Porém, seu dom é realmente extraordinário e ao começar a se desenvolver de forma tão forte, fica claro porque todos o acham tão especial. O crescimento pessoal dele é palpável, pois não está apenas dividido em estar com os pais ou com os peculiares, mas agora, demonstra que está realmente determinado a fazer a coisa certa. Aliás, “Biblioteca de Almas” aborda constantemente o tema “fazer a coisa certa”. Os personagens compreendem que às vezes, sacrifícios são necessários para que os amados encontrem seu próprio caminho.

ransom-riggs-viaje-na-leitura

A dinâmica da trama é diferenciada dos demais. Enquanto que anteriormente tínhamos a presença constante dos alunos da Srta Peregrine, agora boa parte da história foca em Jacob e Emma e em novos personagens, como Sharon. Mas o maior destaque se dá ao conhecermos a história na íntegra dos irmãos da diretora: Caul e Myron. 

A trilogia termina de forma fenomenal. O autor insere valores importantes no texto, como a família, os amigos e a honra, e também trabalha de forma sutil o receio que temos da mortalidade, tema abordado em toda a série. Em relação à revisão, diagramação e layout a editora arrasou. Desde a capa dura, até os detalhes internos, tudo tornou a obra ainda mais peculiar e excepcional. 

ISBN-13: 9788580579666
ISBN-10: 858057966X
Ano: 2016 
Páginas: 416
Idioma: português
Editora: Intrínseca
Skoob: clique aqui
Avaliação: 5/5 

As peculiaridades: De todas as peculiares apresentadas na obra, várias chamaram a minha atenção. Porém, se eu tivesse que escolher uma delas, qual seria?

Acredito que eu gostaria de ter a Peculiaridade de Fiona, a de fazer as plantas crescerem. Sinceramente, muitas delas um pouco assustadoras demais para mim. Ter um enxame de abelhas na barriga? Passo. Dar vida a seres inanimados? Passo. Ter visões? Passo. Manipular fogo? Passo. Ver monstros? Passo também. A habilidade de Fiona (uma personagem que não foi muito aproveitada na série) é uma das que me encantou de imediato (manipular o tempo foi outra, mas a responsabilidade e as consequências são grandes demais!). E vocês? Qual peculiaridade escolheriam?

 

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *