01outubro2016

[Resenha] Eu sou um ser emocional – A vida secreta das garotas ao redor do mundo – Eve Ensler

eu-sou-um-ser-emocional-a-vida-secreta-das-garotas-ao-redor-do-mundo-eve-ensler-viaje-na-leitura

Sinopse – Neste livro ousado, provocante e sensível, Eve Ensler, autora e dramaturga de projeção internacional, escreve monólogos ficcionais e histórias inspiradas em adolescentes dos mais diversos lugares do mundo. Em meio a um universo de temas e emoções, essas vozes são apaixonadas, vívidas, ternas, complicadas, imaginativas e inteligentes. Atualmente, as garotas enfrentam o dilema de permanecerem fortes e fiéis aos seus princípios ou a viver de acordo com as expectativas impostas pela sociedade, no esforço de serem aceitas e amadas. Elas são doutrinadas a não serem tão intensas, tão apaixonadas, tão inteligentes, tão sensíveis, tão abertas. A sociedade e os pais as incentivam a obedecer às regras e a reprimir os instintos. Eu sou um ser emocional é uma eloquente homenagem à voz autêntica do íntimo de cada jovem e um estímulo inspirador para que as garotas do mundo inteiro se expressem, persigam seus sonhos, e amadureçam para se tornarem mulheres genuínas e independentes como sempre sonharam ser.

“Depois de romper um silêncio surpreendente ao incentivar as mulheres a falarem a palavra “vagina” em público, Eve Ensler escreve um livro de monólogos voltado agora para adolescentes. A frase “Querido ser emocional” é, ao mesmo tempo, um grito do fundo do coração e um apelo à ação. Por ser mulher, ela conhece as pressões impostas às jovens para manter o silêncio, para agirem como se não tivessem sentimentos ou cujos sentimentos não fossem importantes, ou para agradar às pessoas que as cercam, mas não a si mesmas. A frase simples “Eu sou um ser emocional” é um desafio para inúmeras maneiras pelas quais as adolescentes são vistas, mas não percebidas, são assuntos de conversas sem serem ouvidas, usadas, descartadas, violentadas, exploradas, mutiladas e até mesmo assassinadas”. (p. XI) 

É com essas fortes palavras que o prólogo escrito por Carol Gillingan começa a apresentação da obra “Eu sou um ser emocional”. A obra é dividida em três partes mais o epílogo e em cada parte, discute determinadas temáticas. A primeira parte fala sobre o significado se ser uma adolescentes em 2015, como ser um ser emocional e os motivos pelas quais as adolescentes não gostam de ser adolescentes.

“Estou sozinha
e com medo.
Garotas mais jovens do que eu estão fazendo sexo oral
nas salas de reunião dos colégios,
mas nem sabem que isso é sexo.
Elas só querem ser populares e respeitadas.
A maioria das garotas da minha idade toma pílula anticoncepcional,
ou recusa-se a sair da cama e a comer
ou fazem cirurgia plástica no nariz e colocam implantes 
ou ferem-se para chamar atenção, conectam-se o tempo inteiro
no Twitter
ou se escondem e desesperam-se para descobrir uma maneira
de ficarem acordadas sem fingir,
de estarem vivas sem perder o controle, 
de serem sérias, verdadeiras,
de se apaixonarem por alguém,
embora estejamos condenados.” (p. 08/09)

É em meio a inúmeros textos com uma linguagem crua e visceral que Eve Ensler discute temas como abstinência sexual, aborto, agressão, tráfico de mulheres, a idealização da sociedade e tantos outros assuntos que permeiam o imaginário feminino.

A Editora Gryphus está de parabéns pelo trabalho editorial realizado. O livro está com revisão, diagramação e layout impecáveis!

ISBN-13: 9788583110491
ISBN-10: 8583110492
Ano: 2015
Páginas: 174
Idioma: português
Editora: Gryphus Editora
Skoob: clique aqui
Avaliação: 3/5

Carol Durães
Carol Durães

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *