30dezembro2015

[Resenha] A Febre – Megan Abbott

Sinopse – Na Escola Secundária de Dryden, Deenie, Lise e Gabby formam um trio inseparável. Filha do professor de química e irmã de um popular jogador de hóquei da escola, Deenie irradia a vulnerabilidade de uma típica adolescente de 16 anos. Quando Lise sofre uma inexplicável e violenta convulsão no meio de uma aula, ninguém sabe como reagir. 
Os boatos começam a se espalhar na mesma velocidade que outras meninas passam a ter desmaios, convulsões e tiques nervosos, deixando os médicos intrigados e os pais apavorados. Os ataques seriam efeito colateral de uma vacina contra HPV?

Envoltos em teorias e especulações, o pânico rapidamente se alastra pela escola e pela cidade, ameaçando a frágil sensação de segurança daquelas pessoas, que não conseguem compreender a causa da doença terrível e misteriosa.


A história gira em torno de Deenie, seu pai e seu irmão. Deenie é uma adolescente que tem duas melhores amigas: Lise e Gabby. Lise foi aquela garotinha gordinha que ao se desenvolver, transformou a gordura infantil em curvas, atraindo a atenção de todos, especialmente dos rapazes. Gabby é a garota introspectiva, principalmente por conta da história de seus pais. É o tipo de garota que tem uma aura de mistério ao seu redor. E Deenie…. Deenie é a garota “normal” filha de pais divorciados e sem uma figura materna em sua vida.
Tom, o patriarca da família, é um homem amargurado pelas traições da ex e pelo sentimento de impotência ao perceber que Deenie já não é mais sua garotinha. 
Eli, o jogador de hóquei e irmão de Deenie, começa a ver as garotas sobre outra perspectiva. Sempre casual e sem relacionamentos, ao perceber que a irmã não é mais uma garotinha começa a se preocupar como os outros rapazes da escola a observam. Será que irão respeitá-la? Pois ele claramente não respeitou as garotas da escola.
E temos Deenie, que apesar de ser uma adolescente ainda tem certa inocência em relação à essa transição da infância para a vida adulta. Enquanto muitos lidam com a sexualidade de forma exacerbada, Deenie começa a ter os primeiros vislumbres e começa a entender mais sobre a inveja e a cobiça.
Conforme a sinopse explica, um dia que deveria ser normal, Lise sofre uma convulsão no meio da sala de aula. O problema é que Lise é saudável e essa “convulsão” começa a se alastrar pela escola. Seria um caso de histeria coletiva? Ou seria a vacinação para o HPV que se tornou polêmica por sua obrigatoriedade? 
Em um clima tenso, a narrativa vai levando o leitor aos segredos dessa pequena comunidade. Esses segredos vão agregando profundidade ao enredo e levantando hipóteses que são assustadoras.
O enredo mescla teorias com embasamentos médicos e um certo ar místico com algumas teorias mais “sobrenaturais”.
“A febre” lida com a psique dos jovens adolescentes, a sexualidade precoce deles e a forma como a sociedade encara a liberdade dada a eles. Por ter temas tão próximos do cotidiano, essa ficção ganha uma dose extra de encanto, deixando o leitor perplexo com alguns acontecimentos.
Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um ótimo trabalho. A capa faz referência a uma das principais cenas do livro, porém não combina muito com a descrição da personagem.
ISBN-13: 9788580577990
ISBN-10: 8580577993
Ano: 2015
Páginas: 272
Idioma: português 
Editora: Intrínseca
Skoob: clique aqui
Avaliação: 4/5

Categorias:Outros, Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *