07agosto2015

[Resenha] Hora morta & A Morte de Rachel – The Murder Notebooks – Livro 01 e 02 – Anne Cassidy

Sinopse – O sumiço dos pais de dois adolescentes é o fio condutor de Hora morta, primeiro livro da série The Murder Notebooks, da britânica Anne Cassidy, cujas histórias fazem sucesso ao redor do mundo. Como num intrincado quebra-cabeça, a autora prende o leitor numa teia de suspense e conspirações, ação e romance da qual ele não conseguirá sair enquanto não encaixar a última peça. O livro tem todos os atributos de um suspense eletrizante, gênero que tem se destacado como nova aposta do segmento juvenil nas feiras e eventos internacionais do mercado editorial. 

Esse é o primeiro livro da série “The Murder Notebooks” (na verdade existe um conto falando dos acontecimentos anteriores). Rose é a protagonista, uma adolescente que nos últimos anos tem vivido com sua avó materna. Sua mãe Kathy e seu padrasto Brendan, dois policiais que trabalhavam em casos não solucionados desapareceram. Isso fez com que Rose e Joshua (filho de Brendan) vivessem separados desde o desaparecimento. Rose convence sua avó a estudar em Londres, para se encontrar com Joshua. Os dois estão se comunicando há um bom tempo e eles combinam de se encontrar. No dia do encontro marcado, Rose acaba interagindo com Rick Harris, um adolescente que vive a importunando. O desagradável encontro na estação do metrô acaba causando problemas para a protagonista, pois instantes depois, Rick é encontrado morto. 
A história é narrada em terceira pessoa e tem como foco a perspectiva de Rose diante dos acontecimentos. Rose é uma adolescente comum que age como durona e revoltada na maior parte do tempo, mas que na verdade nada mais é do que um mecanismo de defesa. 
Ela se vê dividida em dois grandes tópicos: desvendar o que ocorreu com Rick e com sua mãe e padrasto. Joshua passou todo esse tempo morando com um tio e investigando o que aconteceu com seu pai e a mãe de Rose. Ele não acredita na história que a polícia contou e está decidido a encontrar a verdade. E ao entrar nesse mundo que Joshua vive, Rose pode descobrir que ele não está totalmente enganado e que os dois nunca souberam realmente a verdade.
A série é uma série investigativa, mas com um pouco mais de leveza, por conta dos protagonistas jovens e do fato de que alguns acontecimentos não são totalmente explorados. É um romance também e mesclando tudo, torna-se um bom livro para o público infantojuvenil.
Em relação à revisão, diagramação e layout, a editora realizou um ótimo trabalho. Existem detalhes internos no início dos capítulos que enriquecem ainda mais a obra. A revisão está impecável e a capa atraente. 
“Mas a palavra ficava em seu coração, uma farpa que não seria removida, que se enterrava mais fundo e lhe causava uma dor aguda e profunda. Assassinato.” (p. 104)
Edição: 1
Editora: Rocco
ISBN: 9788579801846
Ano: 2014
Páginas: 320
Tradutor: Viviane Diniz
Skoob: clique aqui
Avaliação: 4/5

Sinopse – A busca de Rose Smith e Joshua Johnson por seus pais continua. Em A morte de Rachel, segundo livro da série The Murder Notebooks, iniciada com Hora morta, a britânica Anne Cassidy mostra os dois jovens protagonistas às voltas com os cadernos criptografados que podem ser a chave para o súbito desaparecimento de Kathy, mãe de Rose, e Brendan, pai de Joshua. Mas novos mistérios aparecem no caminho dos dois, entre eles Rachel Bliss, com quem Rose não falava desde a época em que estudavam juntas, e que agora é encontrada morta depois de várias tentativas de entrar em contato com a antiga amiga. Suspense e reviravoltas de tirar o fôlego aguardam os leitores no segundo volume de The Murder Notebooks.
Um dos pontos muito interessantes dessa série é que a cada livro, além de Rose e Joshua avançarem na investigação sobre o desaparecimento de seus respectivos pais, surge um caso novo para solucionarmos.
Também narrado em terceira pessoa “A morte de Rachel” aborda a vida de Rose no colégio interno. Rachel é a melhor amiga da protagonista, mas verdade seja dita, nunca foi uma boa amiga. Sempre mentindo, enganando e causando confusão. A amizade das duas foi dada como encerrada quando Rose saiu do colégio. Por isso o estranhamento da protagonista quando Rachel começa a tentar contatar Rose desesperadamente. Inicialmente, suas tentativas são ignoradas, mas percebendo que a garota não irá desistir, Rose pede à sua avó que descubra o que está acontecendo no colégio, só que é tarde demais. Rachel está morta. 
“- Como você pôde?… Você disse naquela época que não voltaria a fazer isso. Por que mentiu pra mim?
Rachel fingiu que escolhia um vidro de esmalte. Então abriu a tampa demoradamente. Rose esperou que ela dissesse alguma coisa. Mas ela não falou nada.” (p. 162)
Rose sente-se compelida a voltar ao colégio interno para descobrir o que aconteceu. Seu retorno é também uma viagem ao passado, onde o leitor é levado a conhecer melhor a vida da protagonista.
Fugindo da síndrome do segundo livro, Anne Cassidy conseguiu ter uma continuação melhor do que o livro inicial.
Rose demonstra um grande amadurecimento e começa a desenvolver a simpatia dos leitores. Joshua continua o fofo de sempre, apoiando e incentivando a garota, além de claro, investigar o que houve com sua família.
A escrita da autora também evoluiu. Ela conseguiu desenvolver mais o lado romântico, mas de maneira sutil, deixando perceptível que os sentimentos dos protagonistas também estão amadurecendo.
Mais uma vez o trabalho da editora foi impecável. As borboletas no início dos capítulos, a revisão, a diagramação e a capa demonstram o carinho e dedicação dos envolvidos na confecção da obra.
Edição: 1
Editora: Rocco
ISBN: 9788579802287
Ano: 2015
Páginas: 272
Skoob: clique aqui
Avaliação: 4/5

Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • RUDYNALVA agosto 8, 2015

    Carol!
    Me parece que é uma boa série policial infanto juvenil e bem atrativa, porque gosto do estilo, embora nem seja mais adolescente.
    As capas são chamativas e atraem.
    Gostaria de apreciar a leitura da série.
    “As pessoas entram em nossa vida por acaso, mas não é por acaso que elas permanecem.”
    (Lilian Tonet)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista!

  • Emanoelle Souza agosto 9, 2015

    ultimamente tenho lido muitos livros de gênero e to adorando, sao livros cheios de mistérios e me fascinam muito, gostei bastante de conhecer esse livros e a resenha ta ótima.

  • Ana Carolina Sousa agosto 20, 2015

    Terminei de ler o segundo livro e do bem frustrada com o final, alguém já sabe se tem o terceiro livro ou quando vai lançar? Ansiedade mil!!!!!
    Obrigada

  • Any agosto 30, 2015

    Oi, Carol!
    Sem dúvida todo o suspense que há em relação ao desaparecimento dos país dos protagonistas é o que mais prende o leitor, – eu já fiquei curiosa apenas em ler a resenha! – sem falar que o surgimento de novos casos para serem solucionados deixa a leitura mais interessante. Valeu pela dica, não conhecia essa série mas ficarei de olho nela daqui pra frente.
    Bjos!