06Maio2015

[Resenha] Uma Chance para Amar – Leanne Banks

Sinopse
Uma chance para amar – Daniel Pendleton é incansável. O mais velho entre seis irmãos e uma irmã, ele foi forçado a amadurecer rápido depois da morte dos pais. Agora, com todos crescidos, ele finalmente tem tempo para aproveitar a vida e fugir do papel do Pendleton responsável e confiável, ainda que temporariamente. Daniel quer apenas uma mulher para acompanhá-lo nessa fantasia proibida: Sarah Kingston. Mas ela tem certeza de que só causará problemas para um homem bom como ele. O lado sensato de Sarah diz para evitar o envolvimento. O lado sensual, porém, só quer se entregar à oferta de um caso apaixonado e inconsequente. Depois de alguns beijos ardentes, ela não resiste. Daniel achava que levar Sarah para a cama seria o suficiente para satisfazer seu desejo e esquecê-la. Entretanto, ele não imaginou que se apaixonaria por uma mulher assombrada por segredos do passado…

Coleção Primeiros Sucessos #50 – Irmãos Pendleton #3

Sarah é uma mulher atraente que não teve um bom primeiro momento com Daniel. Mas isso não impede que ele tenha sonhos com ela e a deseje. O problema é que ela tem um passado que quer esquecer e não pretende corromper mais nenhum homem.

Daniel é o mais velho de sete irmãos e sempre teve muitas responsabilidades. Quando ele vê Sarah, esquece todas elas. Sarah também sente essa atração, mas tem medo. Ela é uma mulher forte, mas ao mesmo tempo sensível e tenta se isolar de tudo. Gosta do trabalho, tenta levar uma boa vida, mas ainda se pune por erros que cometeu e por nunca ter tido uma família. E é isso que Daniel possui.

“- Você não pertence a este lugar, Sarah Jean.
 – Eu sei, eu sei. Mas posso querer, não posso? Não vai machucar ninguém.
– Pode almejar tudo o que quiser, mas nunca vai ser como essas pessoas [..]” pág 48

É comum torcermos pelo casal de um romance, mas fiquei divida com esse. Na primeira metade do livro eu não queria que desse certo, mas depois cedi. Até fiquei esperando um triângulo amoroso para dar mais uma apimentada em tudo, mas no fim Daniel também me conquistou.

O romance é leve e algumas atitudes dos personagens podem irritar um pouco, mas no fim elas são compreensíveis. A autora construiu personagens um pouco diferentes do que eu estou acostumada com os livros do mesmo gênero, principalmente a Sarah e me apeguei bastante a ela.

Com a gigante família Pendleton eu esperava descobrir um pouco mais sobre cada um deles, afinal são em oito irmãos e somente alguns foram citados além do nome. Fiquei curiosa em relação a isso, se todos se dão bem, como é a personalidade, história e etc. Sim, é um romance de banca pequeno com poucas páginas, mas eu queria mais. E qual foi a minha surpresa ao descobrir que esse livro é o terceiro de uma série? No total são cinco, começando com a história de Carly, a caçula e chefe de Sarah que teve uma grande participação nessa história.

Agora quero ler os outros também, fiquei bem curiosa e recomendo a leitura.

Categorias:Outros, Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Any Maio 6, 2015

    Oi, Andressa.
    Amo livros de banca, e quando os personagens escondem um segredo então, melhor ainda, minha curiosidade é despertada rsrs.
    Já li alguns livros da Leanne, mas ainda não li esse, não conhecia essa série dos Irmãos Pendleton. Também quando leio um livro e descubro que faz parte de uma série vou correndo pesquisar pra saber mais, e é o que eu pretendo fazer agora pois fiquei interessada nesse livro e na série! Valeu pela dica!
    Bjos!

  • Luis Carlos Maio 7, 2015

    Dificilmente eu me interesso em livros como esse, mas esse realmente fez com que eu desse uma chance. A história não me agradou tanto, e sim os personagens. Por conta da diferença deles com outros livros do gênero, faz com que o livro não se torne clichês, um motivo á mais para que eu leia o livro. Adorei a resenha!

  • Lissandro Lima Maio 8, 2015

    Não é com muito frequência que vejo resenhas de livros da Harlequin, mas vamos lá
    Pela sinopse e pelo que você escreveu, esse livro não tem muito mimimi, confesso que já estou cheio de triângulos amorosos kkkkk até que gostei desse livro

  • BRUNO VALERIO Maio 8, 2015

    Não gosto muito das histórias da Harlequin (apesar de nunca ter lido). Os livros da editora não me agradam muito, talvez seja a sinopse, não sei…

  • Carol K Maio 11, 2015

    Nunca ouvi falar desse livro, ou melhor da série, e sinceramente ele não me chamou muito a atenção, apesar de ter gostado da sua resenha e ter ficado um pouco curiosa kkkk
    beijinhos :*

  • RUDYNALVA Maio 12, 2015

    Andressa!
    Sou totalmente arrebatada pelos romances de banca, muita gente tem preconceito, mas eu não…
    Quando estava lendo sua resenha, me veio logo a mente: até que enfim um romance que não é série, e quando terminei, fiquei foi triste por saber que são logo cinco livros. O bom é que pelo que entendi,, os livros podem ser lidos de forma independente.
    Semaninha cheia de luz e paz!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

  • Joιѕ Duarte Maio 17, 2015

    Eu amo livros com personagens que tenham famílias enooormes e é melhor ainda qdo cada um tem o seu espaço. Harlequin anda relapsa qdo a dar continuidade às séries ou publicar livros na ordem… olha, nestas horas sinto uma saudade imensa da falecida Nova Cultural.

  • Emanoelle Souza Maio 29, 2015

    curto muito livros de banca, aso meus romances preferidos, gostei muito dessa resenha e já to super curiosa pra ler e ver se é tao bom quanto a resenha.

  • Suzzy Chiu Maio 31, 2015

    Hello!
    Quando vi a capa pensei mesmo que se tratava de um romance de banca e confesso que nunca li, acho que foi mais pela falta de oportunidade mesmo. Nada contra.
    Não fiquei mto animada com a estória, nao senti aquele tcham para começar a ler o livro, sabe?
    Mas por ser uma série, imagino que faça sucesso ne?
    Apesar da minha falta de interesse, leria se eu ganhasse o livro, sempre é bom conhecer outras obras.
    Bjus