06abril2015

[Resenha]: Dominados – Mila Wander

SinopseLaura Diniz está concorrendo a um cargo na diretoria da Construtora Marcos Delacox. Henrique Farias também. Laura Diniz é orgulhosa, ambiciosa, poderosa e viciada em desafios. Henrique Farias também. Laura Diniz é uma dominatrix fatal. Henrique Farias é um dominador intenso. O jogo de poder e sedução só está começando…

“Dominados” é narrado em primeira pessoa pelos protagonistas. Cada capítulo alterna o ponto de vista da história, contada pela Doutora Laura Diniz e pelo Senhor Henrique Farias. Ambos trabalham na Construtora Marcos Delacox. Laura é uma arquiteta de 32 anos de idade e coordenadora geral do departamento de estratégia; Henrique é um contador de 34 anos que é coordenador do departamento de contabilidade. O que eles tem em comum? Os dois querem a vaga de diretor geral, já que o antigo diretor, o Agenor, irá montar sua própria empresa. Ah, e mais um pequeno detalhe: os dois são dominadores natos, tanto dentro quanto fora do quarto. Controle é a palavra chave dos dois.
“Ia descobrir o que aquela gente queria conosco.
Ia dar o melhor de mim em cada procedimento.
Ia conseguir a vaga de diretora geral da CMD.
Ia ter o Henrique Farias amarrado à minha cama antes do fim.” (p. 27)
Laura é confiante. Ela estudou muito e é extremamente capaz de assumir a direção. É vista por muitos na empresa como uma mulher fria e arrogante, mas por trás dessa fachada existe uma guerreira que é determinada e sabe o que quer da vida. 
Henrique é muito parecido. Ele é qualificado para a vaga e confiante. Só que é visto como um homem sedutor e sensual.
“Tomei um banho rápido e liguei o computador, pronto para traçar as minhas estratégias. Tinha as informações sobre a Laura Diniz de um lado e, do outro, o maldito projeto. Não sabia por onde começar, pois o meu bom desempenho seria necessário nos dois casos.
Resolvi começar pelo mais simples. Pelo projeto, é claro.” (p. 46)
Um dos detalhes interessantes dessa obra é exatamente a construção das personalidades desses dois e como as pessoas ao seu redor os rotulam. Os dois são parecidos, mas Laura é vista como arrogante ao invés de confiante. Seria por que ela é uma mulher? E Henrique, apesar de ter seus “casos” na empresa, não sofre recriminações dos demais funcionários. São pequenos detalhes que foram desenvolvidos na trama, que permitem refletir como a sociedade ainda diferencia o comportamento de acordo com o sexo do envolvido.
“- Não duvide. Você e todos os homens do mundo são substituíveis por um mero objeto, Henrique. Ele é grande, grosso, vibra, faz gostoso e não enche o saco depois.” (p. 60)
Os dois terão que participar de um projeto imenso em um prazo de três meses juntos. Eles farão provas individuais e serão avaliados pelo Agenor, pelo Marcos e a Sara Delacox (presidente e vice-presidente da empresa, respectivamente) e pelos sócios Edmundo Bittencourt e Ana Vitória Salazar.
Enquanto guerreiam pelo cargo, surge uma aposta pessoal: o ganhador poderá dominar o outro sexualmente. O livro inteiro tem uma grande tensão sexual, pois os dois estão atraídos um pelo outro, mas nenhum dá o braço a torcer.
Será que é possível duas pessoas que querem o controle encontrar um equilíbrio?
Além da trama dos protagonistas, observaremos intrigas relacionadas à inveja no trabalho, alguns personagens ciumentos e outros que estão determinados a ser um empecilho para esses dois.
A construção da trama foi muito bem elaborada e cativante. Os diálogos são inteligentes, engraçados e muitas vezes desbocados.
Muitos dos personagens secundários chamam a atenção e merecem um livro próprio, como o Jaime e a Jane!
O livro é um romance gostoso de se ler, mas também aborda alguns temas de relevância social, como discriminação e violência. A leitura não é para os fracos do coração, porque a Doutora Laura e o Senhor Henrique…. são voláteis!
Existem cenas hots e existem cenas hots com dominação, então o livro é indicado para os leitores que curtem o gênero.
Em relação à revisão, diagramação e layout foi realizado um trabalho excelente. Ocorreram alguns errinhos de digitação (por exemplo, nas páginas 308 e 459), mas nada que interferisse na compreensão do texto. A diagramação foi muito bem feita, a fonte é de tamanho excelente, existem detalhes no meio dos capítulos e no início de cada capítulo temos o coração da capa do livro. A capa complementa perfeitamente a história e chama a atenção.
O único motivo por eu não ter dado a nota máxima ao livro é porque eu gostaria que o passado da Doutora Laura fosse um pouco mais desenvolvido (o grande segredo!), mas isso é uma questão de gosto pessoal.
“- Mudo meu nome se eu não tirar esse seu vestido hoje.
– Tudo bem, Humberto.
Sorri. Pelo menos estava com um pouco de humor.
– Não me tente, Laura. Já transbordei só com essa sua entrada.
– Ejaculação precoce?
Ri alto.” (p. 208-209)
Edição: 1
Editora: Qualis editora
ISBN: 9788568839027
Ano: 2015
Páginas: 490
Skoob: aqui
Avaliação: 4/5

Onde comprar:
Loja virtual da Editora Qualis no Facebook: aqui
Site da Editora: aqui

Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Any abril 7, 2015

    Acho interessante livros narrados ora do ponto de vista da protagonista, ora do ponto de vista do protagonista…
    Confesso que quando a editora anunciou o lançamento desse livro a sinopse não me empolgou. Mas achei interessante esse tópico que você comentou sobre a distinção que a sociedade faz ainda hoje entre o homem e a mulher, acho isso tão preconceituoso!! Curto bastante livros com diálogos inteligentes e engraçados.
    Bjos!

    • Carolina Durães maio 1, 2015

      Oi Any, tudo bem?
      Nesse livro temos uma guerra de vontades. Nenhum dos dois protagonistas são bobos e os dois sabem muito bem o que querem.
      Eu acho muito interessante quando o autor consegue envolver um tema social dentro da trama.
      Bjkas

  • RUDYNALVA abril 8, 2015

    Carol!
    Gosto dos romances hot e quando pegam fogo como me parece ser o caso aqui, fico doidinha para ler.
    Dominados me parece que existe uma 'briga' entre quem domina mais que o outro e depois tudo é 'só love, só love…"
    Bom demais!
    “Passando para desejar a todos uma ótima e abençoada semana,que Deus esteja no controle de nossas vidas guardando e livrando de todos os obstáculos que possam surgir pelo caminho,pois com Deus no controle tudo dará certo.” (Andréia Godoi)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    • Carolina Durães maio 1, 2015

      Oi Rudy!
      É bem assim: uma luta de dois dominadores rs. Nenhum deles quer ceder em nada.
      Bjkas

  • Neyla Suzart abril 10, 2015

    Oi Carol!!!!
    Sou mega fã dos romances mais hots e estou doida para ler Dominados. Primeiro por ser da Mila Wander que eu adoro demais (essa mulher escreve bem demais da conta) e segundo por que a temática é ótima e tem intrigas, inveja…adorooooo isso nos livros. rsrs Sem contar que os mocinhos vivem em pé de guerra, né? Como não se empolgar com uma leitura assim?
    Esse livro está na minha lista de desejados e espero ler em breve. Certeza que irei amar. <3
    Beijos

    • Carolina Durães maio 1, 2015

      Oi Neyla, tudo bem?
      A Mila Wander escreve muito bem mesmo e até hoje, todos os livros que tive a oportunidade de ler dela, me encantaram.
      Sim, os mocinhos vivem discutindo e tem personalidades muito fortes.
      Bjkas