26março2015

[Resenha] Segredos de Um Pecador – The Sins of Lord Easterbrook – Rothwell Brothers # 04 – Madeline Hunter

Sinopse“Leona Montgomery foi criada na China. Com pai inglês e mãe portuguesa, aprendeu desde cedo a se adaptar aos costumes de outras terras e adquiriu uma cultura e uma sofisticação incomuns às mulheres de seu tempo. Por isso, quando o pai, já viúvo, morreu, deixando os dois filhos em uma situação financeira difícil, Leona assumiu os cuidados do irmão caçula e os negócios da família. Trabalhando pela recuperação da Montgomery & Tavares, ela viajou por diversos países, negociou com homens rudes e enfrentou piratas. Recém-chegada a Londres, agora espera fechar parcerias comerciais e dar sequência a uma investigação que o pai não pôde concluir. Mas estar em Londres significa algo mais. Sete anos atrás, Edmund, um naturalista inglês, deixou Macau à noite, depois de um beijo de despedida que Leona nunca esqueceu, e retornou à Inglaterra. O que Leona não poderia imaginar era que Edmund na verdade é Christian Rothwell, o marquês de Easterbrook, um homem poderoso envolto em mistérios – e que talvez se beneficiasse com o fim das investigações de seu pai. Dividida entre o dever e a tentação, é na cama do marquês que ela fará suas maiores descobertas”.

O quarto livro da série Rothwell Brothers tem como casal protagonista o sombrio Easterbrook e a jovem Leona Montgomery. Quando Christian fugiu de suas responsabilidades há sete anos atrás, um dos locais que ele visitou foi Macau. Usando o nome de Edmund, e se passando por um naturalista, ele conheceu uma jovem de 19 anos de idade: Leona. 
“Sua inexperiência, sete anos antes, a forçara a fugir toda vez que esse poder tentava dominá-la. Agora, ali estava ela, uma mulher adulta e viajada que havia negociado com muçulmanos e enfrentado piratas e, ainda assim, queria se esconder”. (p. 18)
O pai de Leona, era dono da Montgomery & Tavares, empresa de comércio marítimo em Macau. Acontece que o pai de Leona estava fazendo denúncias sobre algumas irregularidades e sua companhia estava sendo boicotada.
Com o falecimento do seu pai, Leona tornou-se a responsável por reerguer o seu legado. Enquanto deixa o seu irmão Gaspar, de 22 anos, lidando com as atividades diárias da Montgomery & Tavares, Leona está em Londres, acompanhada de seu segurança Tong Wei e sua dama de companhia Isabella, tentando conseguir parceiros para o negócio, mas também tem um objetivo pessoal. 
O que ela não esperava era reencontrar Edmund, ou melhor, Christian Rothwell. Christian é um homem excêntrico e considerado louco pela sociedade, porém o nome de sua família tem um grande impacto.
“Ela estava belíssima à luz que entrava pela janela. Seus olhos escuros e expressivos observavam algo no jardim, mas também algo dentro da própria alma”. (p. 123)
O reencontro dos dois é um pouco peculiar, mas a conexão é óbvia. Não é apenas algo físico, e sim algo profundo. Leona consegue se manter calma, mesmo quando seus pensamentos estão em um turbilhão. Inteligente, bonita, leal e honrada, Leona não se preocupa com os riscos que podem surgir. Ela está determinada a descobrir a verdade sobre a conspiração que seu pai investigava. Acontece que Christian irá fazer de tudo para poupá-la, inclusive tentar distraí-la e investigar por conta própria em paralelo.
“Eu sou Easterbrook.”
Christian é um pouco mandão. Talvez ser Eastebrook o deixou mal acostumado, acreditando que todos irão se curvar diante suas vontades. Que ingenuidade da parte dele, porque Leona não vai ficar quietinha. Outro detalhe significativo da história do Christian é entender melhor o seu dom. Quando começamos a entendê-lo, fica bem mais fácil compreender algumas atitudes desse Rothwell.
Além do casal protagonista, o livro conta a história dos casais dos livros anteriores. Acompanhamos a vida e o casamento de Hayden e Elliot e a expansão dessa família que encanta os leitores.
O livro tem romance, mas também tem um enredo mais investigativo, com direito a traições, reviravoltas e algumas brigas. Muitos dos assuntos discutidos tem um cunho social, como o vício e o contrabando.
Leona e Christian soltam faíscas quando estão juntos. As personalidades se complementam, a atração é óbvia, e a história do passado deles é emocionante, pois é possível observar a vulnerabilidade de ambos. 
A escrita da autora é deliciosa. Ela mescla o contexto histórico com a trama principal e ainda consegue criar um clima intimista. O enredo foi muito bem estruturado, é coeso e apresenta uma visão ampla dos acontecimentos. A trama foi muito bem desenvolvida e prende a atenção.
A capa combina com as capas dos livros anteriores e a diagramação foi muito bem feita. A revisão foi muito bem realizada.
“Ela admitia isso, encarara as implicações. E, ao compreender o que isso significava, a muralha atrás da qual se protegia desmoronou, deixando-a sem nada em que se agarrar. A vulnerabilidade a inundou e o amor chegou flutuando em sua correnteza”. (p. 14)
Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580413823
Ano: 2015
Páginas: 240
Tradutor: Beatriz Horta
Avaliação: 4/5
Skoob: aqui
Resenha: As regras da Sedução – Livro 01 – aqui
Resenha: Lições do Desejo – Livro 02 – aqui
Resenha: Jogos do Prazer – Livro 03 – aqui

Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Tarsila Martins março 27, 2015

    Apesar de não ser muito meu estilo, esse livro parece ser bem interessante.
    Eu fiquei bastante curiosa para saber o que Christian fez a 7 anos atrás. Leona parece ser uma mulher decidida e admirável. Quero muito descobrir a relação que existe entre eles dois.
    Beijos!

    • Carolina Durães abril 2, 2015

      Oi Tarsila, tudo bem?
      Dos três irmãos, o Christian é o que tem os segredos mais obscuros. Acredito que é por conta disso que o livro dele se torne bem mais interessante 😉
      Bjkas

  • Jhonatan Veloso março 28, 2015

    Esse livro me chamiu atenção desde a capa que achei linda *-*

    Sua resenha ficou ótima e fiquei curioso! Tem problema se eu ler sem ter lido os volumes anteriores? Não, né? É que só esse me chamou atenção :3

    Abs!

    • Carolina Durães abril 2, 2015

      Oi Jhonatan, tudo bem?
      Até é possível ler esse sem ler os dois primeiros, mas existem alguns trechos que irão comentar sobre os outros dois irmãos. De qualquer forma, esses comentários não interferem na história do Christian (espero ter conseguido te responder sem te deixar confuso rs)
      Bjkas