07Março2015

[Resenha] Para Sir Philip, com amor – Os Bridgertons – Livro 5 – Julia Quinn

Sinopse
Eloise Bridgerton é uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, nas quais sua personalidade se torna ainda mais cativante. Quando uma prima distante morre, ela decide escrever para o viúvo e oferecer as condolências.
Ao ser surpreendido por um gesto tão amável vindo de uma desconhecida, Sir Phillip resolve retribuir a atenção e responder. Assim, os dois começam uma instigante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado que quer encontrar uma esposa para ajudá-lo na criação de seus dois filhos órfãos.
Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta peculiar: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para os dois se conhecerem melhor e, caso se deem bem, pensarem em se casar?
Ela aceita o convite, mas em pouco tempo eles se dão conta de que, ao vivo, não são bem como imaginaram. Ela é voluntariosa e não para de falar, e ele é temperamental e rude, com um comportamento bem diferente dos homens da alta sociedade londrina. Apesar disso, nos raros momentos em que Eloise fecha a boca, Phillip só pensa em beijá-la. E cada vez que ele sorri, o resto do mundo desaparece e ela só quer se jogar em seus braços.
Agora os dois precisam descobrir se, mesmo com todas as suas imperfeições, foram feitos um para o outro.
Para Sir Philip, com amor (2015, 288 páginas. Arqueiro, Editora) é o quinto volume da Série Os Bridgertons. Os livros podem ser lidos separadamente porque cada um, conta a história de um Bridgerton. Sou fascinada pela série e simplesmente não resisto quando um novo volume é lançado, a Editora Arqueiro têm lançado os livros rapidinho e a espera para conhecer um novo irmão(a) Bridgerton e sua história de amor não é longa.
O Duque e Eu (vol.1), O Visconde que me amava (vol.2), Um Perfeito Cavalheiro (vol.3) e Os Segredos de Colin Bridgerton (vol.4) já foram resenhados aqui no site.
Surpreendentemente eu devorei cada romance histórico dessa série, os Bridgertons conquistaram-me cada qual a sua maneira, como já mencionei anteriormente nas resenhas são oito irmãos, nomeados em ordem alfabética (Violet a mãe, era bem criativa), Anthony tinha apenas sete anos quando perdeu o pai, a mãe estava grávida de oito meses de Hyacinth (a caçula) entretanto são unidos, alegres e personagens incríveis.
Eloise (a Breidgerton de número sete) é a protagonista desse volume, sua melhor amiga Penelope casou-se recentemente e desde então ela tem pensado que não é legal ser uma solteirona aos 28 anos, a ideia seria envelhecer com Penelope, mas esta está feliz e radiante com o irmão de Eloise, Colin Bridgerton. Certo dia, ela escreve uma carta de condolências ao esposo da falecida prima Marina, mesmo distante, as boas regras ditavam que era adequado a uma dama escrever aos seus. Não esperava ela que, ele responderia tão gentilmente e ela retornaria com uma pergunta. Passa-se um ano de correspondências quando ele faz um pedido: de que Eloise aceite ser sua esposa. O que ambos não esperavam eram os acontecimentos que sucederam então.
A trama conta ainda com cenas divertidas, como o da primeira vez que se encontraram:
Ele pigarreou.
Ele se inclinou para a frente.
Ele pigarreou de novo.
Ela tossiu.
Ele pigarreou pela terceira vez.
– Gostaria de um pouco de chá? – perguntou Eloise por fim, não suportando a ideia de ouvir mais uma vez aquele som vindo da garganta dele.
Ele olhou para ela agradecido, embora não tivesse certeza se tinha sido pela sugestão do chá ou por ela ter misericordiosamente quebrado o silêncio. 
– Sim, adoraria – respondeu.
Eloise abriu a boca para falar, então lembrou que estava na casa dele e que não fazia sentido lhe oferecer chá. Sem falar que ele também deveria ter se lembrado disso.
– Certo – disse ela. – Bem tenho certeza de que logo chegará.
– Sim – concordou ele, remexendo-se no assento.
A narrativa da autora é concisa, singela e durante a leitura os minutos passam tão despercebidos por nós que quando damos conta, não queremos mais parar de ler até o final. Toda vez que pego um livro da autora para ler, crio altas expectativas e não espero menos da leitura. Julia Quinn brinda a cada volume uma história bem elaborada com personagens secundários que circulam entre um romance e outro, sem nos desapontar. Brilhante define meu conceito sobre essa série em particular.
A história contou com vários pontos positivos, enredar um romance que mencione personagens de volumes paralelos pode ser muito difícil, mas a autora tira de letra. Trabalhar com personagens com problemas emocionais também dificulta ao leitor compreender a mente destes, mas também temos isso muito elaborado neste romance.
Ele vivia a aurora de um novo dia, a primeira página de um novo capítulo da vida. Era emocionante. E assustador. Porque Phillip não queria fracassar. Não agora, não quando finalmente descobrira tudo de que precisava.
Brilhante e emocionante! Não deixem de ler!

Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Andreza Galvão Março 8, 2015

    De tanto ler e ouvir ótimos comentários sobre os romances históricos da Arqueiro, estou pensando em dar uma chance. Mas, mesmo sendo histórias independentes, prefiro ler na ordem em que os livros foram publicados, pois sempre há um spoilerzinho sobre algum personagem dos livros anteriores.

  • thaila oliveira Março 8, 2015

    flor, estou louca para ler, primeiro porque é um romance histórico que eu amo, segundo é da Julia e pela prévia que li no livro anterior este me parece cheio de mistérios e quero ver que rumo a história vai ganhar
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

  • Tarsila Martins Março 8, 2015

    Acho que sou a única que não leu nenhum livro da série Os Bridgertons. Eu gosto muito de romances históricos, e até hoje não sei porque ainda não li nada dessa série. Muito bom saber que mesmo você criando muitas expectativas, a autora nunca decepciona, isso se torna um motivo a mais para eu querer ler essa série. Espero começar a lê-la, mas vou começar pelo primeiro, não gosto de começar aleatoriamente.
    Beijos!

  • Camila Março 10, 2015

    Estou lendo tantas resenhas bacanas sobre esse quinto livro, que decidi começar a ler essa série ainda nesse mês!! Já tenho os quatro primeiros e agora me falta esse! hehehe
    beijos
    Camis – Leitora Compulsiva

  • K Março 14, 2015

    Estou atrasada na leitura!! Só consegui ler os dois primeiros! Mas são leituras deliciosas…. Louca pra ler os outros… Bjs