20Janeiro2015

[Resenha] Série Wicked Lovely + Contos de Fadas e Pesadelos – Melissa Marr

Sinopse“Desde pequena, Aislinn possui um dom especial – a Visão, que permite que ela perceba os seres encantados que circulam entre os humanos, invisíveis para a maioria dos mortais. Mas, ao contrário do que as histórias infantis sugerem, as fadas podem ser extremamente perversas e egoístas, a ponto de machucarem as pessoas de propósito. Aislinn mora na decadente cidade de Huntsdale, nos Estados Unidos e sempre viveu pautada por três normas básicas. Regra número 3: não encare as criaturas invisíveis. Regra número 2: não responda a criaturas mágicas invisíveis. Rega número 1: nunca desperte a atenção dos seres mágicos. Mas, mesmo com todos os seus cuidados, Ash, como a jovem também é conhecida, quebra todas as regras num mesmo dia ao ser descoberta por Keenan, o Rei do Verão. Há nove séculos, o deslumbrante rei procura por aquela que será a sua rainha, a Rainha do Verão. Apesar de todo seu horror ao mundo das fadas, Aislinn sente-se cada vez mais atraída pelo universo fantástico a sua volta, ainda que isso coloque sua vida em risco. No meio desses seres encantados e poderosos, Aislinn quer apenas ter uma vida normal, mas será que ela conseguirá fugir de um destino para o qual parece não haver escapatória? E se falhar… o que virá depois.” 
Ash (como é conhecida e chamada o livro inteiro), tem a capacidade de ver o que as demais pessoas não conseguem: os seres encantados. Essa capacidade foi passada de geração em geração, pois sua avó tem o mesmo dom e a educou com três regras:
* não encare os seres encantados invisíveis;
* não fale com os seres encantados;
* não desperte a atenção dos seres encantados.
Regras simples que fazem total sentido né? E Ash realmente consegue segui-las por um bom tempo, mesmo vendo criaturinhas assustadoras aprontando com os humanos. Seguindo a sua vida normalmente, Ash tem os seus amigos, entre eles Seth, um jovem que mora em um vagão de trem (local que a Ash adora estar já que as criaturas detestam). É claro que não é só por isso que Ash adora ficar no vagão, mas vamos deixar isso mais para frente. Tudo vai bem, até que Ash vê uma das criaturas assumir a forma humana e começar a conversar com ela. Uma coisa é você ignorar um ser encantado que não deveria estar ali, outra é um ser em forma humana. Como ela explicaria o motivo de ter sido rude? Depois desse contato, Ash percebe que tem algo diferente acontecendo….
O ser que conversou com Ash foi Keenan, o rei do verão, que é filho de Beira, a megera do livro ou também conhecida como a rainha de inverno. Keenan, para conseguir ter seus plenos poderes, precisa encontrar a sua rainha, graças a uma maldição imposta há muitos e muitos anos atrás. É claro que para Beira essa situação é perfeita, porque se o verão não é pleno, quem domina é o inverno. Então a megera, ops, a rainha faz de tudo para Keenan falhar. E quando digo de tudo, é de tudo mesmo, inclusive burlar as regras estabelecidas. 
Como Keenan procura de tempos em tempos a sua rainha, existe uma sucessora que está presa à maldição: a Donia, que conforme avançava a leitura, cada vez mais eu gostava dela.
Agora, vocês podem imaginar porque Keenan tentou conversar com Ash? Porque ele acha que ela pode ser a rainha de verão! Então, precisa jogar todo o seu charme pra cima de Ash. O interessante é que Keenan é um ser encantado, por isso seria irresistível para uma humana, mas como Ash consegue enxergá-los, ela não caí tão fácil, o que intriga Keenan. Além disso, nós temos Seth na história, um carinha tão perfeito pra Ash e alguém em que ela confia plenamente. Eu simplesmente adorei o livro, que apesar de ter um ar encantado, não teve um final de contos de fada no sentido “tradicional” (vocês terão que ler o livro). A capa é apaixonante e o trabalho de diagramação e revisão impecáveis.
Como primeiro livro da série, ele estabeleceu altos padrões para os próximos. Temos um enredo diferente,  criaturas que são encantadas mas não são fofas (algumas são realmente assustadoras!) e uma protagonista feminina, que mesmo tendo medo, é forte e decidida. 

“Seth enganchou a pesada corrente em volta da garganta dela, deixando que caísse sobre a sua pele. Então beijou a parte de trás do pescoço dela e passou por ela a caminho da porta”. (p. 100)

Edição: 1
Editora: Rocco
ISBN: 9788579800832
Ano: 2011
Páginas: 360
Tradutor: Maria Beatriz Banquinho da Costa
Skoob: clique aqui
Avaliação 4/5
Sinopse“Sem o conhecimento dos mortais, uma luta pelo poder está se desenrolando em um mundo de sombras e perigo. Depois de séculos de estabilidade, o equilíbrio entre as Cortes das Fadas se alterou e Irial, o regente da Corte Sombria, está lutando para manter suas rebeldes e vulneráveis fadas juntas. Se ele falhar, o derramamento de sangue e a brutalidade não tardarão a aparecer. Desta vez, o foco muda de Aislinn, a garota escolhida para ser a Rainha do Verão, para Leslie, uma de suas amigas mais íntimas. A jovem não sabe nada sobre as fadas – criaturas mágicas e voluntariosas, beirando a perversão -, mas ao se sentir atraída por uma linda tatuagem de olhos e asas, seu caminho cruza com o de Irial, o Rei Sombrio, o sedutor e ardiloso monarca da Corte Sombria. Apesar de parecer uma adolescente normal, como tantas outras da decadente cidade de Huntsdale, nos Estados Unidos, Leslie leva uma vida dura: depois da morte da mãe, ela viu o pai decair a ponto de virar um alcoólatra, é obrigada a conviver com o irmão traficante de drogas e trabalha árduas horas como garçonete para poder pagar as contas da casa. A jovem estudante do colégio Bishop O’Connell carrega ainda um terrível segredo, uma violenta tragédia em seu passado recente que a enche de culpa, vergonha, medo e raiva, sentimentos que fazem de Leslie uma candidata perfeita a Garota Sombria… uma posição que nenhuma menina deveria querer. Mas a cada novo traço da tatuagem, gravada em sua pele com muito mais que tinta comum, Leslie se vê mais e mais atraída por Irial e pelas criaturas da Corte Sombria, seres agressivos e belicosos que se alimentam da negatividade dos humanos. Nem mesmo o desejo que o Rei Sombrio sente pela jovem é capaz de evitar o destino ao qual ela parece fadada: servir de canal para a energia ruim de que Irial precisa para manter o equilíbrio em sua corte. Ele tem uma obrigação com seus súditos e fará de tudo para assegurar sua sobrevivência em meio às disputas com aos outros reinos do mundo das fadas: a Corte de Verão, a Corte de Inverno e a Alta Corte. Atordoada e encantada pelo turbilhão de novas emoções que a proximidade com as criaturas sombrias evoca, Leslie começa a se envolver com Niall, por natureza um integrante da Corte Sombria e atual conselheiro de Keenan, o Rei do Verão. Niall é um gancanagh, um tipo de ser mágico que faz com que as mortais que seduz fiquem viciadas nele e morram de abstinência, sofrendo por uma paixão impossível de ser concretizada. Mas o amor do gancanagh por Leslie é real, e suas tentativas de libertá-la do domínio de Irial representam uma ameaça que o monarca não está disposto a tolerar. Presa entre dois mundos e entre dois amores, a jovem pouco a pouco vai descobrindo que o que está em jogo não é apenas o futuro desse triângulo amoroso, mas sua própria existência.”

A sinopse desse livro é longa, então não irei me estender muito na resenha. Como é possível perceber, o foco principal do segundo livro da série Wicked Lovely não são os protagonistas do livro anterior Ash e Keenan. Leslie é uma amiga da Ash na escola, que está passando por situações difíceis em casa: sua mãe foi embora e seu pai se desligou completamente do mundo. Como isso não bastasse, seu irmão é um viciado e traficante, que cometeu atos repugnantes contra a Leslie. Mesmo passando por tudo isso, ela não conta a nenhum dos seus amigos o que vivencia. Está sempre sorrindo e fingindo que tudo está bem, mesmo estando morrendo por dentro. Leslie é uma personagem totalmente inspiradora, pois é forte, apesar de sofrer brutalmente. 
No primeiro livro, conhecemos a corte de verão e a de inverno, e agora temos mais informações sobre a corte sombria. Quando Beira estava no comando da corte de inverno, a corte sombria não tinha muitos problemas, mas agora com o “equilíbrio” restaurado entre as duas cortes (a de inverno e a de verão), a corte sombria, governada por Irial, começa a passar por problemas. Leslie não vê os seres encantados e quando resolve fazer uma tatuagem, não sabe que o desenho que a atraiu foi realizado pelos seres da corte sombria, permitindo que ela faça parte da corte, auxiliando Irial a alimentar seus súditos através dos sentimentos humanos canalizados por Leslie. Conforme a tatuagem vai sendo feita, Leslie tem uma mudança de comportamento. E Irial começa a desenvolver sentimentos por ela. Só que não é apenas Irial que tem um interesse em Leslie, mas também Niall, um dos conselheiros de Keenan que tem um passado obscuro. As descrições desse livro tem um ar mais sombrio, mas também mais sensual. É aquela velha história de que os bad boys são mais atraentes e que o perigo pode ser excitante. Tanto Irial quanto Niall tem uma aura de poder que atravessa as páginas do livro e que torna difícil para Leslie decidir ou resistir!

“Ela ondulou na direção dele como uma cobra se movimentando ao som de um encantador de serpentes.” (p. 218)

Edição: 1

Editora: Rocco
ISBN: 9788579800993
Ano: 2012
Páginas: 328
Tradutor: Maria Beatriz Branquinho da Costa
Skoob: clique aqui
Avaliação: 4/5
Sinopse“No terceiro volume da série Wicked Lovely, o amor e as disputas entre seres mágicos e mortais mais uma vez estão em cena. O jovem Seth, como qualquer apaixonado, quer ficar perto de sua amada Aislinn para sempre; mas muita coisa mudou na vida da menina desde que ela foi escolhida pelo sedutor Keenan, o Rei da Corte do Verão, para ser sua rainha. Dividida entre sua vida normal e um destino do qual parece ser incapaz de fugir, Aislinn precisará enfrentar desafios e tentações que jamais poderia imaginar em mais um emocionante capítulo deste arrebatador conto de fadas do século XXI.”
Em “Frágil Eternidade” o foco será o relacionamento da Aislinn, agora rainha da corte do verão, com Seth. Após assumir o “cargo” de rainha, Aislinn acaba se tornando extremamente ocupada, o que para Seth não seria problema, se não houvesse o Keenan, tentando de todas as formas fazer com que o relacionamento da corte de verão se torne físico. As dificuldades do relacionamento de um ser encantado com um mortal serão analisadas na trama, assim como o papel de Seth. Sim, Seth tem um papel fundamental a desempenhar, tornando o seu personagem ainda mais intrigante. Nesse livro também vamos observar como andam os novos soberanos das outras cortes: Donia e Niall, que se tornou um ser mais interessante e provavelmente será motivo de suspiros para algumas leitoras. Um dos pontos positivos do livro, é que vamos conhecer no terceiro volume da série, os personagens da Alta Corte, e seus relacionamentos. Até agora foi a corte mais interessante que apareceu, por sua complexidade e dualidade. Os conflitos entre a Guerra e a Razão são muito bem elaborados, fazendo com que o leitor analise os argumentos de ambos os lados.
O livro mantêm o ritmo dos anteriores e continua despertando a curiosidade dos leitores. O único ponto que eu classificaria como negativo é o fato do livro não ter um “final” como os outros dois. 
Quanto a revisão, diagramação e layout, a editora está de parabéns. Os pequenos ornamentos no início dos capítulos trazem um toque de magia ao livro. A capa está simplesmente linda, não tem outra palavra para descrevê-la.

“A alternativa – sua antítese, sua irmã gêmea, Bananach – esperava na sala. Ela andou vagarosamente na direção de Sorcha com um olhar levemente louco. Cada pensamento perdido de caos e discórdia que poderia ser de Sorcha trilhava seu caminho até o espírito de Bananach. Enquanto a existência de Bananach se resumia a inflamar esses sentimentos, a de Sorcha era lutar contra a explosão de tais desprazeres. Isso criava entre as duas um laço estranho.” (p. 16)

Edição: 1
Editora: Rocco
ISBN: 9788579801273
Ano: 2013
Páginas: 400
Tradutor: Maria Beatriz Branquinho da Costa
Skoob: clique aqui
Avaliação: 4/5
Sinopse“A jovem Aislin era uma garota normal – ou pelo menos ela pensava que sim – até ser escolhida pelo sedutor e perigoso Keenan para ser a Rainha do Verão e ingressar num mundo repleto de encantamento e perigos. A saga de Aislin conduz a série de sucesso internacional Wicked Lovely, de Melissa Marr, que depois de Terrível encanto, Tinta perigosa e Frágil eternidade chega agora ao quarto volume. Em Sombras radiantes, um segredo capaz de mudar os planos da Corte e o futuro de todos os seres encantados está prestes a ser revelado. Fantasia, romance e suspense aguardam os leitores em mais um capítulo deste surpreendente conto de fadas do século XXI.”
No final de “Frágil Eternidade” para salvar a vida de Seth, a rainha da alta corte, a Sorcha, teve que transformá-lo em um ser encantado. Como consequência, os dois criaram um laço. Sorcha considera Seth um filho e demonstra uma preocupação exacerbada com ele. Então a história de “Sombras radiantes” acaba tendo dois focos: a nova vida de Seth com seus adquiridos dons ao mesmo tempo em que precisa lidar com esse relacionamento incomum com a Sorcha e a história de Devlin e Ani.
Devlin é um ser encantado que foi “criado” pela essência de Sorcha e Bananach. A mistura do Caos e da razão o tornou um ser que possui essa dualidade dentro de si. Devlin sempre foi um ser muito centrado que segue as ordens de Sorcha sem questionar, com exceção de uma única ordem: matar uma criança chamada Ani a pedido da Rae (um ser espectral que tem a sua história explicada nesse livro).
Acontece que Ani é a filha humana de Gabriel, o líder da caçada. Os anos passam e percebe-se que a parte encantada de Ani está aumentando, então ela precisa ir para o mundo encantado viver com o seu pai. Infelizmente, ela não é encantada o bastante para realizar as tarefas da caçada, mas seus “apetites” são perigosos o suficiente para Gabriel proibir que qualquer um a toque e a alimente, pois ela ainda não tem o controle dos seus dons.
Como vocês podem imaginar, o caminho de Ani e de Devlin irão se cruzar novamente e nesse ponto, várias revelações serão feitas. A principal delas é descobrir o motivo da Razão ordenar a morte de Ani quando jovem. Que papel Ani terá no equilíbrio das cortes?
Devlin é um personagem que desperta a simpatia do leitor ao mesmo tempo em que consegue irritar Ani. 
Ani é uma jovem teimosa, que detesta as limitações impostas por seu pai. É um espírito livre, que tenta aproveitar a vida e está determinada a participar da caçada. Sua força, assim como o seu amor pelos seus irmãos e por sua família são admiráveis. Não existe nada nem ninguém que irá impedi-la de manter seguros aqueles que ama.
Conforme avançamos na série, percebemos que o Caos perdeu a pouca sanidade que tinha e tenta de todas as maneiras iniciar a guerra. Em “Sombras Radiantes” temos um final muito doloroso, pois nos apresenta o que acontece quando a maldade começa a se infiltrar nas cortes de maneira mais definitiva. O final desse livro com certeza desperta a curiosidade para o desfecho da série.

“- Sou o Assassino da Alta Corte. Acredite em mim quando digo que fugir de mim não é o melhor para você, Ani.” (p. 162)

Edição: 1

Editora: Rocco
ISBN: 9788579801716
Ano: 2013
Páginas: 344
Tradutor: Maria Beatriz Branquinho da Costa
Skoob: clique aqui
Avaliação: 4/5
Sinopse“Último livro da série Wicked Lovely, um conto de fadas contemporâneo ambientado num mundo ao mesmo tempo fabuloso e cruel, sedutor e perigoso, Sombrio perdão leva a jornada da jovem Aislinn Foy a um desfecho emocionante. Bestseller do The New York Times, a série de Melissa Marr foi traduzida em 26 línguas e vendeu mais de um milhão de exemplares, conquistando os leitores com seu clima romântico e um tanto sombrio.”

Após as perdas que tivemos em “Sombras Radiantes” o mundo dos seres encantados está de luto, mas infelizmente eles precisam se preparar, pois Bananach está pronta para o golpe final. Na corte sombria, Gabriel está sofrendo, mas seu rei está sofrendo muito mais. Irial está inconformado com o ferimento de Niall e não irá poupar esforços para salvá-lo.  Graças às ações de Devlin no livro anterior, sua nova corte e a corte de Sorcha estão a salvo, mas as demais, que estão no mundo humano, são alvo de de Bananachah. Será possível que a corte de inverno, a de verão e a sombria conseguirão se unir para evitar um grande perigo?
Keenan foi embora tem algum tempo e Ash está encarregada da corte de verão sozinha. Ela precisa aprender e rápido tudo o que ela puder para manter a salvo seus súditos. Donia está se sentindo solitária e traída. Será que ela conseguirá deixar de lado toda a amargura para se juntar à Ash? E Seth? Será que os seus dons vão ajudar os seus amigos encantados ou irá afastá-los cada vez mais?
Nesse desfecho temos várias situações a serem resolvidas e a autora vai respondendo uma a uma. Não é apenas o bem maior que está em risco, mas a felicidades dos personagens que nos encantaram por tanto tempo. Existe ainda a grande batalha, onde novos personagens irão se juntar para definir o destino do mundo encantado. A presença constante de Far Docha e sua irmã consegue impressionar e assustar ao mesmo tempo.
Apesar de duas cortes estarem separadas, seria interessante assistir as duas lidando com esse conflito, pois fazem parte da saga. O final não foi incrível, do tipo que tira o ar do leitor, mas foi um desfecho coeso que abrangeu todos os personagens que marcaram a série: Ash, Keena, Donia, Seth, Bananach, Irial, Niall, Gabriel e muito mais!

“Ele se levantou e saiu em silêncio do parque. Quando passou, o rowan se ajoelhou. As Garotas do Verão fizeram uma reverência única; suas trepadeiras se tornaram como tinta sólida sobre a pele quando elas se levantaram, não mais dependendo do antigo rei. A maldição que as unia tinha terminado.” (p. 222)

Em relação as capas da série, todas elas possuem detalhes que combinam com as histórias. Elas tem um ar encantado e despertam a atenção dos leitores.
Edição: 1

Editora: Rocco
ISBN: 9788579801907
Ano: 2014
Páginas: 336
Tradutor: Cláudia Mello Belhassof
Skoob: clique aqui
Avaliação: 4/5

Sinopse“Composta por 12 histórias independentes, algumas delas ambientadas no universo da bem-sucedida série Wicked Lovely, a antologia Contos de fadas & pesadelos traz de volta a atmosfera sombria e sedutora que marca a narrativa da norte-americana Melissa Marr. Personagens já conhecidos pelos leitores, como Irial e Niall, vivem outras aventuras desta vez, inclusive disputando o amor de Leslie, a garota mortal amada pelos dois seres mágicos. Além deles, novos seres fascinantes surgem para conquistar os fãs de contos de fadas e terror em histórias recheadas de fantasia e suspense.”
Para aqueles leitores que ficaram com saudades quando a série Wicked Lovely chegou ao fim, “Contos de fadas & pesadelos” traz algumas histórias desse universo, mas também traz contos separados e não relacionados. Em “Onde os pesadelos rondam”, temos um conto bem curtinho narrado em primeira pessoa. Outros contos bem curtinhos nesse livro são “A arte da Espera” e “Corpo por conforto”. “O beijo de inverno” conta a história da princesa Nesha que tem um dom muito especial, mas que pode colocar em risco todo o seu reino, até que conhece Bjarn, o menino urso, e vê seu destino mudar; em “Transformação”, temos a história de Sebastian e Eliana, que envolve luxúria, traição e vampiros; “Fisgada de Amor” conta a história de Alana, uma jovem que conhece um selchie, na verdade dois, e que tem que decidir se irá aventurar-se ao amor.
Os outros seis contos se passam no universo Wicked Lovely. “A Garota Adormecida e O Rei do Verão” vai contar como funciona a corte antes da chegada de Ash. Um dos meus favoritos envolve o passado do misterioso Niall, que é o conto chamado “Velhos Hábitos”. “Parar O Tempo”, “Céu de Algodão-Doce”, com Ani e Rabbit (fiquei emocionada com esse), “Família Inesperada” e “Reles Mortal” são os demais contos que encantam nesse livro.
Para os fãs da Melissa Marr e de sua série de sucesso, esse livro é indispensável. Para os leitores que não conhecem a saga ou a escrita da autora, também vale a pena conferir, pois é possível observar a maneira como a autora consegue transitar entre o sombrio e o romântico e entender porque a autora tem uma legião de fãs. 

“Agora que voltar a sentir as próprias emoções, ela se percebia desejando poder entregar nas mãos dele aquelas que a deixavam trêmula e coberta de suor frio ao despertar de pesadelos dos quais mal conseguia lembrar-se direito. Queria poder alimentá-lo com suas emoções ruins – para também conseguir dormir um pouco.” (p. 212)

Edição: 1
Editora: Rocco
ISBN: 9788579802195
Ano: 2014
Páginas: 384
Tradutor: Daniela P. B. Dias
Skoob: clique aqui
Avaliação: 4/5
Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ana Paula Barreto Janeiro 21, 2015

    Parabéns pelas resenhas!! Foi super bacana ler sobre todos os livros num mesmo momento.
    Aliás, a história (apesar de não se enquadrar muito no que costumo ler) parece super criativa e bem escrita. O "sobrenatural" é usado de uma forma inteligente e consegue fugir um pouco do convencional, o que é muito bacana.
    Não sei se um dia vou ler a série, mas confesso que fiquei com uma pontinha de curiosidade!!
    bjs

    • Carolina Duraes Fevereiro 1, 2015

      Oi Ana Paula, tudo bem?
      Que bom que curtiu as resenhas!
      É uma série bem interessante viu?
      Bjkas

  • Larissa Santos Janeiro 21, 2015

    Fiquei receosa em ler essa série, não porque seja ruim, porque pelas resenhas a série é maravilhosa, mas esses personagens fantásticos assustadores me deixam com medo O.o, somente por isso não sei se lerei a série, mas para quem não se sente incomodado é uma ótima dica.
    Beijocas ^^

    • Carolina Duraes Fevereiro 1, 2015

      Oi Larissa, tudo bem?
      A autora descreve algumas criaturas dos mundos das fadas que não são tão cut como imaginamos, mas eu particularmente acho bem legal isso.
      Bjkas

  • Joιѕ Duarte Janeiro 22, 2015

    Foi muita coisa pra absorver e eu sou meio "Magda", não consigo me concentrar em várias coisas hahahaha
    Foquei mais no primeiro livro: à primeira vista, achei a sinopse bem fantasiosa e isso não me agradou. Mas, lendo a resenha, tive uma opinião diferente. Adoro livros sobrenaturais e principalmente qdo os personagens não são bonzinho, super educados e fofos… gosto mesmo é de cabeças rolando.
    As capa é linda e série entrou pra lista dos desejados 😉

    • Carolina Duraes Fevereiro 1, 2015

      Oi Jois, tudo bem?
      Espero que realize a leitura. Se você gosta de "cabeças rolando" deve gostar da série rs
      Bjkas

  • BRUNO VALERIO Janeiro 26, 2015

    Não curti muito a série não, estou em outro ritmo de leituras. Gostei muito desta super resenha, acho legal resenhar todos os livros da série.

    • Carolina Duraes Fevereiro 1, 2015

      Oi Bruno, tudo bem?
      Que bom que curtiu esse post, pois deu um trabalhão rs.
      Bjkas

  • Newton Almeida Janeiro 28, 2015

    Muito bom! Parabéns pelo blog! De vez em quando vou dar uma passada aqui nesse excelente blog! Aproveito para divulgar o Curso para Melhorar a Velocidade de Leitura: http://blogdoebook.blogspot.com.br/2014/07/veja-e-entenda-o-metodo-acelere-3x-sua.html

  • Karolyne K. Janeiro 31, 2015

    Olha, o bacana dessa série é que parece manter o mesmo nível em todos os livros.
    Como já tenho bastante série para ler, não vou colocar essa na lista também, rs. Mas parece interessante.

    • Carolina Duraes Fevereiro 1, 2015

      Oi Karolyne, tudo bem?
      A série é interessante mesmo. Quem sabe mais para frente você não adquira em uma promoção?
      Bjkas