19novembro2014

[Resenha] A menina mais fria de Coldtown – Holly Black

Sinopse – No mundo de Tana existem cidades rodeadas por muros são as Coldtowns. Nelas, monstros que vivem no isolamento e seres humanos ocupam o mesmo espaço, em um decadente e sangrento embate entre predadores e presas. Depois que você ultrapassa os portões de uma Coldtown, nunca mais consegue sair. Em uma manhã, depois de uma festa banal, Tana acorda rodeada por cadáveres. Os outros sobreviventes do massacre são o seu insuportavelmente doce ex-namorado que foi infectado e que, portanto, representa uma ameaça e um rapaz misterioso que carrega um segredo terrível. Atormentada e determinada, Tana entra em uma corrida contra o relógio para salvar o seu pequeno grupo com o único recurso que ela conhece: atravessando o coração perverso e luxuoso da própria Coldtown. A Menina Mais Fria de Coldtown, da aclamada Holly Black, é uma história única sobre fúria e vingança, culpa e horror, amor e ódio.
Minha opinião – “A menina mais fria de Coldtown” é narrado em primeira e em terceira pessoa e tem como protagonista Tana. Tana é uma adolescente que teve uma infância conturbada, a partir do momento em que sua mãe ficou Resfriada. 
Estar Resfriado é basicamente que o mesmo que estar infectado pelo vírus do vampirismo. A pessoa Resfriada se transforma em vampiro ao tomar sangue humano. O problema é que após ficar Resfriado, o impulso é grande, e dificilmente o indivíduo resiste.
Alguns anos se passam após o acontecimento que mudou a vida de Tana pela primeira vez e agora ela se encontra acordando em um banheiro em uma festa na casa de um aluno do colégio onde frequenta. E em sua volta aconteceu uma chacina. Todos estão mortos, com exceção de Aidan, o seu ex que se encontra amarrado em uma cama e infectado. A partir desse instante uma nova guinada na vida de Tana acontece e ela precisa levar Aidan e Gavriel, um vampiro que estava acorrentado na festa, para uma Coldtown. As cidades chamadas de Coldtown são quase fortalezas, onde algumas pessoas e vampiros moram. Elas são monitoradas 24 horas por dia, sendo postados vídeos na internet, mostrando que a vida por lá é uma eterna festa.
O livro conta a história de Caspar Morales, o primeiro vampiro a se revelar publicamente e sobre o famoso Lucien Moreau, o vampiro celebridade da Coldtown que é o destino de Tana.
De todos os personagens apresentados no livro, incluindo a protagonista, Gavriel é o que mais chama a atenção do leitor. Com capítulos que apresentam a vida de Gavriel e sua longa jornada e um toque de insanidade que é inerente, ele ganha o leitor pela sagacidade e personalidade.
O ponto negativo do livro são alguns personagens que só serviram para encher o saco (e o que realmente irritou foi a Tana suportá-los) como o ex Aidan. Desde a descrição do relacionamento entre Aidan e Tana, até seu comportamento durante todo o livro, Aidan é um personagem muito chato. O mesmo acontece com Midnight, uma garota sem noção que persiste até o final do livro. Seria bem mais interessante que o foco fosse em Winter.
Em contrapartida existem alguns personagens que ganham o respeito do leitor como o jovem Jameson e a Valentina. Ambos são inteligentes e tem personalidades fortes e o leitor fica torcendo por um romance.
Tana não é uma protagonista chata, mas perde pontos ao ser tão boba em relação à Aidan. As divagações que ela apresenta em alguns momentos deixa a trama sem graça.
A ideia geral do livro é ótima e tem vários elementos diferentes. A construção das Coldtowns, a história do Espinho de Istra e todo o histórico sobre os vampiros é bem delineado.
Em relação à revisão, diagramação e layout foi realizado um bom trabalho. Foram encontrados erros de grafia e digitação (por exemplo nas páginas 185,327 e 375). Existem alguns detalhes em cada página, como respingos e no início de cada capítulo quotes que fazem referência à morte. A capa chama a atenção e combina com o livro.

“- Eu não tive um dia muito bom…– Vamos arrumar um outro dia para você – disse Gavriel, com uma sinceridade tão estranha que ela teve que sorrir.” (p. 61)

Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581634036
Ano: 2014
Páginas: 384
Tradutor: Ana Death Duarte
Skoob: clique aqui
Avaliação: 3/5
Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe uma resposta para carolinaduraesCancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Dilza Sousa novembro 19, 2014

    Ganhei ele em um Top Comentarista e não vejo a hora de chegar! 😀
    Também achei a ideia do livro ótima! E uma pena que teve alguns personagens chatos, mas odiei isso da Tana ser tão boba quanto a Aidan. :/
    Amei a resenha! Bjs, Carol <3

  • suzana cariri novembro 30, 2014

    Amo livros de vampiro estou doida pra ler esse livro eu achei bem diferente a historia de todos que ja li eu também adorei a capa quando vi pela primeira vez tive uma outra ideia de como o livro era mas quando li a resenha adorei !!!

    • carolinaduraes dezembro 1, 2014

      Oi Suzana, tudo bem?
      É uma história de vampiros diferente sim e se você gosta do tema, vale a pena conferir.
      Bjkas

  • Fabrica dos Convites novembro 30, 2014

    Oi Carol, muito interessante e espero ler em breve. Uma pena os personagens chatos, mas acho que isso não vai tirar o prazer da leitura.
    Bjs, Rose.

    • carolinaduraes dezembro 1, 2014

      Oi Rose, tudo bem?
      Espero que você curta o livro, pois tem pontos bem interessantes na história.
      Bjkas