22setembro2014

[Resenha]: “Um Motim No Tempo” – Série Infinity Ring – Livro 01 – James Dashner

Sinopse – “Furacões, terremotos e outros desastres naturais estão destruindo cidades, estados e países inteiros. E a organização SQ, apesar de ser responsável por controlar o planeta, parece não se esforçar para evitar a chegada do cataclismo que acabaria de vez com toda a humanidade. Dak Smyth assiste a tudo isso de dentro de casa, fazendo aquilo de que mais gosta: estudar história e comer queijo. Até o dia em que seus pais saem para uma viagem curta e ele e sua melhor amiga Sera Froste, uma garota totalmente fascinada por física quântica, resolvem matar a curiosidade e se aventurar no laboratório de ciências dos pais dele. Lá, encontram nada mais nada menos que um dispositivo que, assim que for finalizado, possibilitará a viagem no tempo – o Anel do Infinito. Sera, craque da matemática, consegue preencher a última lacuna nos cálculos e, quando os pais de Dak retornam, o mecanismo está pronto para ser usado. Na primeira tentativa, porém, os dois adultos desaparecem. Quando tudo parece estar perdido, Dak e Sera são recrutados pelos Guardiões da História, uma sociedade secreta criada há muitos séculos. Eles então descobrem que os agentes da SQ estavam alterando eventos históricos importantes para conseguir mais poder para a organização, gerando as Grandes Fraturas, que em breve levarão ao fim do mundo. Assim, de posse do Anel, Dak e Sera viajarão pela história com a missão nada fácil de encontrar os pais de Dak, corrigir as fraturas e salvar o planeta. Neste primeiro volume da série, eles voltarão à Espanha de 1492, onde está a Primeira Fratura, com o objetivo de embarcar em uma das naus da expedição de Cristóvão Colombo e garantir que seja ele o responsável pela chegada dos europeus à América”.

Minha opinião – A série Infinity Ring é o tipo de leitura que engana o leitor…. Da melhor maneira possível!!!

Narrado em terceira pessoa, o livro tem como protagonistas Dak Smyth e Sera Froste, dois alunos da quinta série da Escola Ginasial Benedict Arnold. Os dois tem onze anos de idade, são muito inteligentes e possuem dificuldades de se relacionar com os demais alunos, mas são melhores amigos e entendem perfeitamente as peculiaridades que possuem.

Dak é fanático por história, do tipo que sempre quer explicar algum evento histórico nos momentos mais inapropriados (como em um velório!) e tem uma séria compulsão por queijo. Seu pais são cientistas que possuem um laboratório em casa. Tem algo mais incrível do que isso?

Sera é fã de física quântica, consegue resolver as mais complexas equações e atura Dak.

Conforme a sinopse explica, o mundo onde esses dois vivem está passando por diversas alterações climáticas críticas, que aparentemente não tem explicação. A organização SQ é quem está no poder e afirma que a população pode ficar despreocupada.

Mas e se os dois descobrissem que a SQ, representada pela maligna Tilda, a Dama de Vermelho, está alterando eventos históricos importantes e mexendo com a linha tempo/espaço?

Sera e Dak vão conhecer os Guardiões da História, uma sociedade que existe desde o tempo de Aristóteles e que vem percebendo algumas Fraturas no tempo. Essas Fraturas estão causando Reminiscências, que são sensações de que “algo” está faltando em sua memória, mas por mais que a pessoa se esforce, ela não consegue descobrir o que é.

Um dos Guardiões mais novos é Riq, um adolescente de 16 anos poliglota que acaba sendo enviado pelo Tempo junto com Dak e Sera. A dinâmica entre os três, principalmente as implicâncias de Dak e Riq são hilárias e trazem uma certa leveza à história.

A primeira missão deles é utilizar o Anel do Infinito (dispositivo de viagem no tempo) até Palos de la Frontera, no dia 03 de agosto de 1492 e “arrumar” o descobrimento da América. A série é voltada para o público jovem e tem todos os elementos necessários para ser um sucesso: personagens cativantes e divertidos, diversas aventuras e em cada livro o leitor conhece novos personagens, locais diferentes e situações inusitadas.

Com a ajuda da açogueira Gloria, Olho Grande, Ricardo, Francisco e Daniel, os três protagonistas precisam descobrir qual é a Fratura no descobrimento da América que precisa ser corrigido. O livro contêm enigmas, imagens e outros detalhes que não apenas enriquecem o livro, como permitem o leitor ter uma participação mais ativa da missão desse trio.

(Editora Seguinte, 2013. 1ª Edição.)
Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Bianca Martins setembro 22, 2014

    Ainda n me senti convencida a ler Infinity Ring…
    Vou esperar resenhas dos próximos livros p ver se consigo sentir uma ligação e vontade de lê-lo.
    Não gosto mto dessa capa…acho mto exagerada..

    • carolinaduraes setembro 26, 2014

      Oi Bianca, tudo bem?
      Em breve teremos as demais resenhas aqui no Viaje. Quem sabe não te inspira a ler a série?
      Bjkas

  • Dilza Sousa setembro 22, 2014

    Como gosto de aventura e viagens no tempo e infanto-juvenis essa série é pra mim!
    Amei o fato dos personagens serem engraçados!
    Excelente resenha! Me deixou bem empolgada pra ler!
    Abraços Carol!

    • carolinaduraes setembro 26, 2014

      Oi Dilza!
      Se você gosta do gênero, deve realmente realizar a leitura. É muito interessante a maneira como os autores inserem fatos históricos e distorcem de acordo com a aventura dos protagonistas rs
      Bjkas

  • Neny setembro 27, 2014

    Nossa eu achava que os protagonistas fossem mais velhos rs,
    mas mesmo sendo tão jovens o livro parece ter bastante ação, e não deixa a desejar.
    Livro com personagem engraçado é ótimo, principalmente depois de ler um livro pesado, quero para ontem, beijos.

  • Lissandro Lima setembro 28, 2014

    Fiquei super interessado neste livro, adoro livros que retratam viagem no tempo *–*
    Com certeza não irei me arrepender de lê-lo, quero desde já