29julho2014

[Resenha] Manhã de Núpcias – Série Os Hathaways – Livro 4 – Lisa Kleypas

Minha opinião – “Quando herdou o título de lorde Ramsay, Leo Hathaway e sua família passavam por um dos momentos mais difíceis de sua vida. Mas agora as coisas vão bem. Três de suas quatro irmãs já estão casadas, uma preocupação que Leo nunca teve consigo mesmo. Solteiro inveterado, ele tem uma certeza na vida: nunca se casará. Mas então a família recebe uma carta que pode pôr tudo isso em risco: se Leo não arrumar uma esposa e gerar um herdeiro dentro de um ano, ele perderá o título e a propriedade onde todos vivem. Solteira e sem pretendentes, a governanta Catherine Marks talvez seja a única salvação da família que a acolheu com tanto carinho. O único problema é que Leo não compartilha do mesmo afeto que suas irmãs têm pela moça. Para ele, Catherine é uma megerazinha cheia de opinião que fala demais. Apesar de irritá-lo e quase o levar à loucura, ela é a primeira – e única – mulher com quem ele considera se casar. Catherine, por sua vez, tem uma opinião igualmente negativa a respeito do patrão. Além disso, ela esconde alguns segredos do passado e um deles pode destruir a vida que tão cuidadosamente construiu para si. Agora Leo e Catherine precisam um do outro, mas para vencer as dificuldades e consertar as coisas eles terão que superar as turras e as diferenças, num romance intenso e sensual que só Lisa Kleypas poderia ter escrito”.

Minha opinião – “Manhã de Núpcias” é o quarto livro da excêntrica família Hathaway e tem como protagonista o Leo.

Narrado em terceira pessoa, a história se passa em Hampshire, na Inglaterra no ano de 1852. Conforme a sinopse explica Leo agora é visconde e junto com seus cunhados administra as terras da Ramsay House. Com 30 anos, ele já sofreu uma grande perda e não quer saber de casamento. Suas irmãs estão casadas e felizes. Apenas Beatrix, que está com 19 anos, ainda não tem um pretendente, mas ela tem aulas de etiqueta com Catherine Marks, sua tutora.

Acontece que existe uma cláusula envolvendo a Ramsay House, que especifica que o proprietário precisa estar casado e com um herdeiro em um curto prazo. Só que a principal preocupação de Leo é perturbar Catherine, a única mulher que ele conhece que não se importa em ser sincera e até mesmo turrona em sua presença. O que acaba despertando emoções contraditórias em Leo.

“- A senhorita não tem pensamentos impróprios?
– Dificilmente.
– Mas quando tem, como são?
Ela lançou-lhe um olhar indignado.
– Já lhe disse que nunca tive nenhum – protestou ela.
– Não, a senhorita disse “dificilmente”. O que significa que um ou dois já andaram rondando por aí”. (p. 32)

Leo é engraçado, inteligente e até um pouco presunçoso. É um protagonista apaixonante, mesmo com sua teimosia infinita e a necessidade de perturbar Catherine.

Catherine tem uma fachada séria e tenta passar um ar imponente, mas na verdade é uma jovem de 20 e poucos anos que sofreu demais em tão pouco tempo. Nos livros anteriores o leitor descobriu a relação entre Catherine e Harry Rutledgle, o marido de Poppy. Filhos de Nicollete Wigens, uma mulher fútil e preocupada apenas consigo mesmo, em “Manhã de Núpcias” descobrimos o motivo de tanto segredo de Catherine sobre o seu passado.

“- Vocês, os Hathaways, nunca conseguiriam entender como é ser criado no isolamento por pessoas que não lhe dão a mínima. Não há escolha senão presumir que isso é culpa sua, que não é digno de amor. E esse sentimento o envolve até se tornar uma prisão e você se vir fechando a porta para qualquer um que queira entrar”. (p. 24)

É claro que o relacionamento dos protagonistas não poderia acontecer sem alguns percalços e alguns personagens são inseridos para potencializar a confusão: a condessa Ramsay e sua filha, a Srta Vanessa Darvin e o inescrupuloso lorde Guy Latimer.

Um dos pontos positivos desse livro, na verdade da série como um todo até o presente momento, é a interação dos Hathaways. Durante toda a leitura aparece uma irmã, um cunhado ou um teimoso furão (o Dodger é fofo demais) reforçando o tema principal dessa série: a família. Temos Amélia e Cam, Win e Kev, Harry e Poppy demonstrando como casamentos inesperados podem dar certo, mas também temos Beatrix deixando claro que possui uma personalidade forte e que não irá se envolver com alguém que não a compreenda. O modo como interagem entre si, defendem-se e deixam claro o quanto se amam é emocionante.

Lisa Kleypas soube dosar a sensualidade das cenas à dois com situações engraçadas e até mesmo dramáticas. A escrita concisa e ao mesmo tempo capaz de despertar sentimentos, proporciona aos fãs de romances históricos uma leitura agradável, com direito à lágrimas e suspiros.

” Decidido a debochar dela, Leo olhou para a lista.
– Marietta Newburry?
– Sim – disse Amélia – O que há de errado com ela?
– Não gosto dos dentes dela.
– E quanto a Isabella Charrington?
– Não gosto da mãe dela.
– Lady Blossom Tremaine?
– Não gosto do nome dela.
– Ah, pelo amor de Deus, Leo, ela não tem culpa de ter esse nome.
– Não importa. Não posso ter uma esposa chamada Blossom. Todas as noites eu sentiria como se estivesse chamando uma das vacas”. (p. 35)

Série Os Hathaways

  1. Desejo à Meia-Noite
  2. Sedução ao Amanhecer
  3. Tentação ao pôr do sol
  4. Manhã de Núpcias
Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Liza Mikaelly julho 30, 2014

    Desde a primeira vez que li sobre está serie fiquei morrendo de vontade de ler mesmo não sendo muito fã do gênero. Espero ler o livro para saber se irei gostar ou não. Beijos

    • carolinaduraes agosto 9, 2014

      Oi Liza, tudo bem?
      Eu sou um pouco suspeita para falar dessa série, pois me apaixonei completamente por ela, e espero que ao realizar a leitura, você também se apaixone!
      Bjkas

  • Leticia julho 31, 2014

    Oii
    Estou super atrasada com esses livros, vontade não me falta e sim tempo.rs
    O livro parece ser ótimo mesmo. Gostei da resenha.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    • carolinaduraes agosto 9, 2014

      Oi Leticia, tudo bem?
      Que bom que gostou da resenha, fico feliz!
      Espero que você arranje um tempinho para realizar a leitura, porque os personagens são fofos demais rs
      Bjkas

  • Karolyne K. julho 31, 2014

    Ainda não li nada da série, mas são romances históricos, que amo.
    Então já estou separando para ler futuramente, assim que terminar outra série de romances assim.
    Mas com certeza, essa é ótima, só comentários positivos.

    • carolinaduraes agosto 9, 2014

      Oi Karolyne, tudo bem?
      Eu me apaixonei pelos personagens, são tão carismáticos. Mesmo quando são teimosos pra caramba (esses homens!!)…
      Bjkas