13julho2014

[Resenha] Cada Toque Seu – Susan Meier (Special #86)



Sinopse 


Novo Caminho: Missy Johnson se desdobra para cuidar
de seus trigêmeos e administrar seu negócio em ascensão. É muito trabalho para
uma pessoa só! Ela só não contava que Wyatt McKenzie, que acabou de voltar à
cidade, estivesse disposto a ajudá-la…

Corações Unidos: O magnata Dominic Manelli procura Audra
Greene porque precisa de ajuda para cuidar do sobrinho órfão. Mas ele acaba
caindo em uma armadilha do coração… O playboy deixa de querer as noites na
cidade para ficar com Audra e o bebê!
Minha opinião – Confesso
que livros de bancas que envolvam bonitões e bebês fofos sempre me atraem para
uma leitura, mas nesse caso nenhuma das histórias conseguiu me deixar
satisfeita. Algo me incomodou, seja nas atitudes dos mocinhos (Wyatt e
Dominic), ou nas escolhas das mocinhas (Missy e Audra). Claro que as histórias
são trabalhadas para que o romance ocorra, e as situações para chegar a isso às
vezes não são nenhum pouco verossimilhantes – mas Andressa, isso é uma razão
para a leitura oras, fugir da realidade!! – eu sei, eu sei, mas digamos que
tudo foi “forçado” demais em minha opinião. 

Até
há momentos que te fazem suspirar e torcer pelo casal, coisas fofas e cenas
divertidas, mas eles não foram o suficiente para me fazer gostar das
histórias. 
Em “Novo Caminho”,
temos Missy, uma mulher divorciada que tem trigêmeos e produz bolos e docinhos
de festa para se para sustentar. Quando Wyatt chega à cidade para cuidar de
algumas coisas de sua falecida avó que morava do lado de Missy, os sentimentos
do ensino médio voltam para ele e por mais que a ideia de ficar com alguém com
3 filhos possa assustar, ele está disposto a ajudá-la no que for necessário,
mesmo que não se envolvam. Ele era amigo de Missy e guarda mágoa de algo que
ela fez no passado, mas se encanta com os filhos dela, principalmente com o
menininho Owen, que vive em meio à mãe e as irmãs e faz do novo vizinho, um
exemplo de figura masculina.
Missy, ainda
machucada por ter sido abandonada, reluta pela ajuda do amigo que agora está
mais sedutor que antes, tanto por causa dos filhos pequenos, quanto por ela,
com medo de ser ferida novamente.
Já em
“Corações Unidos”, conhecemos Dominic que segue a velha fórmula: playboy mimado
e arrogante que no fundo tem um enorme coração. Seu irmão e sua cunhada
morrem em um acidente, e ele pega para si a responsabilidade de cuidar do
sobrinho. Só que ele não tem nenhuma experiência com crianças, não sabendo nem
como segurar um bebê e contrata Audra, a filha da governanta da casa, quando
percebe que ela leva jeito para isso. E por mais que ele comece a sentir algo a
mais, ela resiste, pois não está à procura de uma aventura
passageira, o estilo de Dominic de se envolver.
As duas
mocinhas são independentes, em alguns momentos teimosas e às vezes acabam
fazendo tempestade em copo d’água. Acho que a que eu mais gostei foi da Missy e
o final que a história dela teve.  A capa do livro é muito fofa, vontade
de morder esse bebê *-*.
Categorias:Outros, Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • thaila oliveira julho 14, 2014

    eu sou suspeita, amo os romances de banca e essa série então eu me rendo tão profundamente as histórias que acabo sempre babando nos mocinhos!
    bebês e crianças dão um toque a mais!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

  • Hangover at 16 (contato) julho 16, 2014

    Realmente, a capa é bem fofa haha mas não me interessei muito pela história, e pelo visto nem ia gostar mesmo pelo que você comentou :/

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

  • Liza Mikaelly julho 26, 2014

    Confesso que não sou muito fã de romance de banca por serem muito previsíveis mas esses até que me interessei um pouco. Beijos

  • Karolyne K. julho 31, 2014

    Nunca li um romance de banca (mas tenho muita vontade)
    Mas esta história parece puro amor gente… e me encantei na hora. Estou com vontade de comprá-lo, imediatamente. Talvez comece a ler o gênero com este,quem sabe.