19maio2014

[Resenha] “Amante Sombrio” – Série Irmandade da Adaga Negra – Livro 1 – J. R. Ward

Sinopse – Nas sombras da noite, em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra, entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Ainda assim, nenhum deles deseja a aniquilação de seus inimigos mais que Wrath, o líder da Irmandade da Adaga Negra. Wrath é o vampiro de raça mais pura dentre os que povoam a terra e possui uma dívida pendente com os assassinos de seus pais. Ao perder um de seus mais fiéis guerreiros, que deixou órfã uma jovem mestiça, ignorante de sua herança e destino, não lhe resta outra saída senão levar a bela garota para o mundo dos não mortos. Traída pela debilidade de seu corpo, Beth Randall se vê impotente em tentar resistir aos avanços desse desconhecido, incrivelmente atraente, que a visita todas as noites envolto em sombras. As histórias dele sobre a Irmandade a aterrorizam e fascinam. Seu simples toque faísca, um fogo que pode acabar consumindo a ambos.

Minha opinião – A série “Irmandade da Adaga Negra” possui milhares de fãs ao redor do mundo e nem é preciso pesquisar muito para entender o motivo. Imaginem uma irmandade repleta de espécimes do sexo masculino repletos de testosterona, altos, musculosos, inteligentes, divertidos e insaciáveis…. bom, é mesmo difícil entender porque faz tanto sucesso.

No primeiro livro da série não seria mais do que justo o leitor conhecer a história do líder, o Wrath.

Narrado em terceira pessoa, a história se passa em Caldwell, Nova York. Existe todo um mundo sobrenatural que os seres humanos desconhecem, onde vampiros e redutores travam uma guerra.

A sociedade vampírica é conhecida como glymera e é protegida por guerreiros que fazem parte da Irmandade da Adaga Negra (IAN). A glymera tem uma relação conturbada com os guerreiros: por um lado necessita de sua proteção, por outro os considera a irmandade um grupo de brutamontes (o mal necessário) não aceitável em sua sociedade patriarcal antiquada. Os vampiros tem a Virgem Escriba como Deusa. Os inimigos são os redutores, seres humanos que não tem mais alma e respondem ao Ômega. São escolhidos pelo seu histórico de violência e maldade e em troca da alma, ganham uma longevidade extrema e uma aparência peculiar, mas também se tornam impotentes.

Wrath é o líder da IAN e também é o rei dos vampiros, apesar de não assumir o cargo. É considerado um solitário, mesmo em meio à irmandade.

“Wrath: quase dois metros de puro terror trajado em couro. Seu cabelo era liso, longo e negro, partindo do bico de viúva no alto da testa. Pesados óculos escuros escondiam-lhe os olhos jamais vistos por alguém. Os ombros tinham o dobro do tamanho dos da maioria dos homens. No rosto, a um só tempo aristocrático e brutal, transparecia o rei que era por nascimento e o guerreiro no qual o destino o transformara”. (p. 16)

Darius, um dos guerreiros, pede um favor à Wrath: auxiliar sua filha Beth na transição, que ocorre próximo aos 25 anos de idade e que não tem conhecimento desse mundo “sobrenatural”.

“- E o que vai falar? Vai chegar para ela e dizer: “Oi, sei que você nunca me viu na vida, mas sou seu pai. E sabe do que mais? Você ganhou na loteria da evolução: você é uma vampira. Vamos para a Disneylândia?” (p.14)

Beth tem 25 anos, é repórter local no Correio de Caldwell e anda sem perspectivas no trabalho, sentindo-se desmotivada. Apesar disso, tem uma ética impecável de trabalho e não mistura vida pessoal com profissional. Seu profissionalismo é tanto que é respeitada por todos os policiais da delegacia da vizinhança, onde comparece sempre para pesquisar informações. Tem uma grande amizade com o detetive Jose de la Cruz e desperta o interesse do detetive Butch O’Neal (que vai ter um papel importante em um futuro próximo).

Os redutores são chamados no livro por letras do alfabeto. O atual líder é o Sr. X, sensei de uma academia de artes marciais (que utiliza como fachada para recrutamento), que foi transformado em redutor na década de 50. Vendo o declínio da Sociedade, ele decide reestruturá-la, dividindo os redutores em grupos para trabalharem de modo mais eficiente.

Do lado da sociedade no primeiro livro irá se destacar Havers, um médico que teve uma perda pessoal e que está realizando um estudo sobre bancos de sangue de vampiros, para tentar criar uma alternativa de alimentação. Além de médico Havers é irmão de Marisa, a companheira de Wrath.

Em meio a todo esse cenário e a presença dos demais guerreiros (Vishous, Rhage, Phurym Zsadist e Thor) o leitor irá acompanhar uma história repleta de ação e cenas calientes quando Wharth e Beth se encontram.

Uma história muito bem desenvolvida, com personagens cativantes, enigmáticos e sexis que irão habitar as fantasias de muitos leitores. Com diálogos inteligentes e sarcásticos, uma escrita fluida e um texto atraente sem ser vulgar, “Amante Sombrio” é o primeiro livro de uma série que veio para conquistar o coração dos leitores. A autora cria uma espécie de vampiros que destaca em algumas situações o lado mais “animal”, usando termos como macho e fêmea, cio entre outros. Além disso, logo no início do livro temos um glossário de termos e nomes próprios, que explica detalhadamente as peculiaridades desse novo mundo.

A capa é simples e tem uma cor bem chamativa.

“Nossa lenda diz que os vampiros foram criados pela Virgem Escriba como seu único legado, como seus filhos escolhidos. Ômega se ressentiu pela capacidade dela de gerar vida e desprezou os poderes especiais que ela outorgou à raça vampírica. A Sociedade Redutora foi a sua resposta. Utiliza os humanos porque é incapaz de procriar e, além disso, são uma fonte de agressividade bem à mão”. (p. 222)

Edição: 1
Editora: Universo dos Livros
ISBN: 9788579300820
Ano: 2009
Páginas: 448
Skoob: Clique aqui
Avaliação: 4/5

Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Any maio 20, 2014

    Sua definição da serie é perfeita. A Irmandade da Adaga Negra me cativou com seus personagens masculino, o que com certeza aconteceu com a maioria dos fãs dessa serie cativante.
    Wrath é o meu preferido. Misterioso, sombrio… Beth é perfeita para ele.
    Amei quando soube que Wrath teria outro livro sobre ele!!
    Bjos,
    Any.

    • carolinaduraes maio 22, 2014

      Oi Any, tudo bem?
      Nossa, eu pirei quando vi outro livro do Wrath… fico imaginando como estará a dinâmica do casal nesse livro, pois vi uns quotes no face que me deixaram agoniada rs.
      Fico feliz em saber que a resenha acertou e que você gostou.
      Obrigada pelo comentário.
      Bjkas

    • Talita Becalli junho 27, 2014

      Wrath também é o meu preferido. Quando soube do novo livro precisei me atualizar na série o quanto antes. Li ele e adorei. Estava com saudades do primeiro livro e de centralizarem no relacionamento dos dois.

  • Camila maio 20, 2014

    Oi, Carol.
    Tenho os quatro primeiros livros dessa série, mas ainda não me animei a ler.
    Pior é que uma amiga que conhece meu gosto e já leu essa série disse que acha que eu não vou gostar! Isso me deixou mais desanimada ainda!
    beijos
    Camis – Leitora Compulsiva

    • carolinaduraes maio 22, 2014

      Oi Camila, tudo bem?
      Nossa, será que você não irá gostar da série? Eu particularmente gostei bastante, apesar de que alguns dos livros não me agradaram tanto (acho que a questão é ter os vamps preferidos mesmo kkk).
      Bjkas

  • Estante Diagonal maio 22, 2014

    Comprei esta semana o meu exemplar de Amante Sombrio tinha dias que estava namorando já este livro e a série! E vendo todas as resenhas positivas me rendi ^^

    Amei a sua resenha!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    • carolinaduraes maio 26, 2014

      Oi Joi, tudo bem?
      Fico feliz em saber que gostou da resenha! E venha nos contar o que achou do livro ok?
      Bjkas

  • Oliveira maio 24, 2014

    Gosto muito dessa série, e prefiro mais ainda os primeiros livros. Esse primeiro livro é o que mais gosto. A história do rei cego é ótima!

    • carolinaduraes maio 26, 2014

      Oi Oliveira, tudo bem?
      Eu também gostei muito dos primeiros três livros, são os melhores na minha opinião! Imagina a minha cara quando descobri que vai ter outro livro sobre o líder… pirei rs
      Bjkas

  • Fabrica dos Convites maio 26, 2014

    Oi Carol, demorei a ler a série IAN, e quando comecei, este volume me lembrou muito uma outra série que eu adoro: Senhores do Submundo. Não, elas não são iguais, até porque a outra não é de vampiros, mas o jeitão dos TDB me lembraram. Eu gostei desta série e hoje sigo lendo.
    Bjs, Rose

    • carolinaduraes maio 26, 2014

      Oi Rose!
      Eu amo a série Os senhores do Submundo!!! rsrs… estou desesperada pelo livro "A mentira mais sombria" – o livro 6 que está esgotado =
      Acho incrível esses livros com homens TDB, sendo vampiros ou não kkk
      Bjkas