14outubro2013

Resenha: “Karma Club” – Jessica Brody

“Karma Club” é um livro totalmente voltado para um público teen que traz aos leitores uma trama engraçada e bem desenvolvida, personagens marcantes e inteligentes e um final inteligente.

Maddy é a típica garota da porta ao lado: bonitinha, inteligente, tem duas boas amigas e um namorado há dois anos, Mason. Após realizar uma surpresa e conseguir que a foto de Mason fosse publicada em uma revista, o namorado se torna popular e é claro, que a via de regra é garoto popular namora com garota popular. Dessa forma, a sinopse até já conta isso, Mason traí Maddy com Heather, deixando a Maddy desolada.

Conforme o leitor avança na leitura, é possível observar o verdadeiro caráter de Mason e Heather. Apesar da autora não focar no tema, é interessante observar o quanto realmente conhecemos as pessoas por quem estamos apaixonadas. Maddy tem uma visão do Mason que vai se desintegrando aos poucos, o que leva a garota à uma desilusão amorosa total.

A partir daí, Maddy começa a analisar que mesmo ela sendo certinha, boazinha e realizando boas ações, o Carma não está do lado dela. Na verdade, não é só ela que sofre, pois suas melhores amigas, Angie e Jade também já sofreram desilusões. Bom, se o carma não vai fazer nada, porque não dar uma forcinha a ele? E aí que é criada a Agenda oficial do Clube do Carma, onde as garotas irão bolar planos mirabolantes para auxiliar no equilíbrio cármico.

As amigas são o alicerce de Maddy, pois a apoiam incondicionalmente e apesar das três personagens terem personalidades distintas e maluquinhas, elas combinam muito bem juntas.

Os planos criados pelas garotas são hilários, cheios de criatividade e arrancam risadas do leitor. Mesmo sabendo que o que essas garotas aprontam não é correto, é impossível para o leitor não defendê-las.

Como se não bastasse tudo isso, nós temos ainda um personagem muito popular no colégio, mas meio misterioso: o Spencer.

A aproximação do Spencer com esse grupo mostrará a Maddy que talvez o Carma esteja do lado dela e de suas amigas. Spencer é bonito, popular e muito inteligente. Uma combinação fatal para qualquer pessoa.

Uma trama leve, com um enredo bem delineado.

Em relação a revisão, diagramação e layout a editora fez um bom trabalho. A capa não tem nada a ver com a trama e não é muito bonita.

“Mas sei que a mudança é inevitável. Na verdade, ela é a única coisa constante. Então não posso lutar contra ela. Não existe razão para isso. Tudo o que eu posso fazer é continuar vivendo a minha vida da melhor forma que sei e confiar que tudo vai acabar bem”. (p.262)

Edição: 1
Editora: Novo Século
ISBN: 9788576794677
Ano: 2011
Páginas: 264
Tradutor: G. Marion Rosa
Skoob: clique aqui
Avaliação: 4

Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Oliveira outubro 17, 2013

    Ah, não pensei que esse livro fosse assim. Amei a forma que você explicou tudo, parece ser engraçado, ainda mais por elas serem maluquinhas. Amo livros de protagonistas com personalidade meia maluca. Vou coloca-lo em minha lista de leitura. Amei!

    • carolinaduraes outubro 19, 2013

      Oi Oliveira, tudo bem?
      É um livro totalmente teen, com momentos engraçados. Eu aproveitei uma promoção na saraiva e paguei um preço bem legal 😉
      Beijos

  • Bruno Valério outubro 18, 2013

    Muito boa a resenha, vou indicar esse livros as minhas amigas. 😉 #euamoler

  • Adriana outubro 18, 2013

    Acho que apesar de ser um livro que foi lançado a algum tempo, nao tinha lido nenhuma resenha dele. É assim também na vida real, as vezes não conhecemos direito com que estamos nos relacionando e só descobrimos que a pessoa não é "legal" depois que não estamos mais juntos, acho que o amor, deixa a gente um pouco cega né, e ainda bem que tem amigos pra nos apoiar, acho que foi mais ou menos isso que aconteceu com Maddy nessa historia, fiquei com vontade de ler esse livro, parece bem leve e divertido!

    • carolinaduraes outubro 19, 2013

      Oi Adriana, tudo bem?
      É exatamente isso que se passa no livro! Mas temos também o fato do Carma em si. O fato de sermos impacientes e quando nos sentimos injustiçados queremos que algo aconteça e logo de volta para a pessoa que nos prejudicou. A autora aborda muito bem isso, ainda mais do ponto de vista dos adolescentes, onde a impaciência é uma característica marcante.
      Obrigada pelo comentário.
      Beijos