08julho2013

A Sétima Morte – Paul Cleave

Classificação

Sinopse:

 Conheça Joe: um sujeito comum, de trinta e poucos anos, que passa seus dias dividido entre um emprego diurno em uma delegacia de polícia e atividades noturnas bastante peculiares. Visto por quase todos como apenas um faxineiro com uma deficiência mental, Joe parece ter total controle sobre a sua vida pacata: ninguém o incomoda, ele não perturba ninguém.
Como Joe vive isolado em seu mundo, ele é um dos poucos moradores da cidade de Christchurch que não está aterrorizado com a ameaça de um serial killer que já fez sete vítimas e está longe de ser pego. No entanto, por ser muito mais esperto do que prefere aparentar, Joe decidiu “ajudar a lei” e sair em busca do assassino, para que ele seja finalmente punido por seus crimes – talvez até por alguns que não tenha cometido.
Nessa caçada intensa e doentia, Joe vai mergulhar no submundo da cidade e descobrir que todos (inclusive ele) possuem segredos que jamais deveriam vir à tona. Mas o que importa de verdade é: o “carniceiro de Christchurch” continuará livre? Suas vítimas vão receber justiça ou o criminoso vai permanecer solto e invisível como um fantasma cruel e sanguinário?

A sétima morte – Uma viagem imprevisível pela mundo de um serial killer.

Sinto-me em uma difícil situação ao resenhar esse livro. Mas não é porque ele é horrível e eu sofri para ler até o fim, mas porque se eu contar um pouco mais da história para que vocês possam ter uma base a mais, eu estaria estragando e dando spoilers. E o legal de você não saber disso, é que será surpreendido logo no primeiro capítulo, como eu fui.

O serial killer retratado no livro é irônico, se considera superior e tudo mais, mas não consegui me afeiçoar por ele. Ri bastante com seus pensamentos e opiniões ácidas sobre alguns assuntos e como ele descrevia lugares, situações e até pessoas, mas como disse nada que faça com que você se apegue a ele, como acontece em Dexter do Jeff Lindsay por exemplo.

Já Joe, é faxineiro em uma delegacia na cidade e é constantemente associado a pessoas que possuem algum problema mental, mesmo sendo um dos mais espertos. É ele que começa a investigar usando os recursos na delegacia para confortar as famílias das vítimas e por um fim nos crimes da cidade.

A história em si é muito boa e bem desenvolvida. O final é inesperado, aliás, praticamente tudo o que ocorre no livro é inesperado, um surpresa atrás da outra e é difícil de prever os próximos acontecimentos ou passos dos personagens. O único problema foi a grande quantidade de erros bobinhos que achei, como escrever o delegacia ao invés de a delegacia. Eu até colocaria mais exemplos, mas acabei perdendo o papel que eu utilizava para anotar. Existe até frases que acabavam perdendo o sentindo se não fosse relida.

A capa também não é muito atraente e o título não ganha muito destaque no fundo preto. Fiquei um pouco decepcionada, pois com o tema que o livro trata, daria para construir uma capa legal.

Mas indico a leitura, são 310 páginas que quando você começar a ler não vai parar, pois vai ficar intrigado com o que poderá ocorrer no final.

Categorias:Outros, Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Fernanda Assis julho 9, 2013

    Ei meninas,

    Ah estou com este livro na fila, vim ver se vc tinha gostado, a capa não é muito atrativa mesmo. Mas espero gostar sou fã de seriais killers, que bom que vc não contou tanto, neste estilo de livro são onde os spoilers mais atrapalham.
    bjs

  • Ariádne Tamires julho 10, 2013

    Oie, gostei muito da resenha, você conseguiu passar bem sua opinião sobre o livro 😀
    Bom o genêro do livro já não me agrada muito, e a capa não é legal.. então já perdeu pontos comigo rs
    Não vai para estante de desejados por enquanto!

    beijos

    tamigarotaindecisa.blogspot.com.br

  • Dany julho 11, 2013

    Falou em serial killer eu já quero.
    Mesmo o livro tento esses errinhos eu fiquei com vontade de ler. O tema para mim e muito interessante.
    Beijos.

  • Resenhas de uma Leitora julho 15, 2013

    Oi Dessa, bem?

    Realmente, se eu visse este livro em uma livraria, só pela capa eu não compraria. Uma pena quando a arte não ajuda, não é?
    Mas este tipo de livro, que entra na cabeça do serial em questão é sempre bom.
    Lááá vou eu anotar mais um livro para minha listinha interminável..

    Beijos
    Camila
    http://www.resenhasdeumaleitora.com.br/