07março2013

A Menina que Fazia Nevar – Grace McCleen

Classificação

Sinopse:

Todos os dias se parecem na vida que Judith McPherson leva ao lado do
pai. Eles têm uma rotina simples e reclusa, numa casa repleta de
lembranças da mãe que ela nunca conheceu, e as únicas pessoas com quem
convivem são os fiéis da igreja cristã a que pertencem. Judith não tem
amigos na escola, onde é alvo de gozações, e para encontrar consolo se
refugia no mundo de sucata que construiu em seu quarto. Lá, cada dia é
um dia, e a vida pode ser incrivelmente feliz graças a sua imaginação.
Basta acreditar que a Terra Gloriosa, como ela chama sua maquete, é
realmente o paraíso prometido onde um dia vai viver ao lado da mãe. Aos
dez anos, Judith vê o mundo com os olhos da fé, e onde os outros veem
mero lixo, ela identifica sinais divinos e uma possibilidade de criar.
Assim, constrói bonecos de pano e inventa para eles histórias felizes na
Terra Gloriosa. O que nem Judith poderia imaginar é que talvez seu
brinquedo seja mais do que uma simples maquete. Pelo menos é o que
parece quando ela cobre a Terra Gloriosa de espuma de barbear e a cidade
aparece coberta de neve na manhã seguinte. Um pequeno milagre, é assim
que ela interpreta esse e outros sinais parecidos. Tão pequeno que
muitas pessoas poderiam pensar que não passa de coincidência, mas Judith
sabe que milagres nem sempre são grandes, e que reconhecê-los é um dom
de poucas pessoas. Longe de ser benéfico, no entanto, esse poder traz
consigo uma grande responsabilidade. Afinal, seria certo usar a Terra
Gloriosa para se vingar de Neil Lewis, o colega que a maltrata todos os
dias na escola? 

A Menina que Fazia Nevar não era um livro que eu leria sem consultar minha pilha de leitura, mas assim que chegou eu comecei a folheá-lo e li a sinopse, o trecho da contracapa e seus elogios me pegaram desprevenida para uma leitura descompromissada, o resultado foi que, não parei de ler até concluir a história.

Peço aos que forem ler o livro que, apreciem cada palavra, concentrem-se em aproveitar ao máximo cada reflexão em forma de pensamentos e devaneios de uma garotinha de dez anos, que acredita em milagres, em Deus e na Terra Gloriosa.

Notem que, o livro não especifica nenhuma religião, claro que, notamos à qual provavelmente a menina e seu pai pertencem, mas maior do que tudo isso, são as palavras encantadoras, maravilhosas que levam o leitor às lágrimas, à gargalhadas e a refletir sobre quão milagrosa é a vida e suas surpresas. Judith é uma garota doce e inteligente, mas sofre de bullying na escola e isso a aborrece muito, em vez de revidar, ela se apega à Deus e faz coisas maravilhosas na sua “Terra Gloriosa” (maquete criada com “recicláveis” como latas, embalagens vazias e outras bugigangas que a garota encontra na rua), onde tudo pode acontecer.

Um dia, ela desejou não ter de ir à escola (por causa da promessa do garoto em afogá-la na privada) e para isso acontecer (de ela faltar) só mesmo se nevasse, ela fez neve na Terra Gloriosa e então milagrosamente, pois os jornais e TV não tinham nem previsto que viesse a never em tal época do ano, começou a nevar…

Você acredita em milagres?

É uma história emocionante e incrivelmente tocante, seria perfeita se não fosse o final, que foi inconclusivo e deixou a desejar (ao menos para mim), recomendo mesmo assim a leitura, porque toda a história de crença e fé desta garota que vive apenas com o pai, vale todo o livro! Então, se tiverem a oportunidade, não hesite em ler, você poderá se surpreender!


Book Trailer

Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Gabi Lopes março 7, 2013

    Eu adorei a Sinopse e a capa desse livro, que bom que vc gostou.
    Se tiver a oportunidade lerei com certeza!!

    Abraços
    Gabi Lopes
    sonhosaventuras.blogspot.com

  • Márcia Desirée março 8, 2013

    Thais,
    Eu adoro títulos com "menina(s)". E achei a sinopse e a resenha tão inspiradores. Ver o mundo sob a ótica de uma garotinha, pura e com tanta fé, com certeza deve ser um banho. Não ter a mãe mas mesmo assim ter tanto otimismo. Com certeza irei gostar!

    Márcia
    Tesouro Literário

  • Dyana Colares março 9, 2013

    Ai, que lindo! É a primeira vez que leio uma resenha sobre esse livro e já amei! <3 Vou procurar comprá-lo! 😀
    Ótima resenha!!!

    Beijos!
    http://www.desejoliterario.com