22novembro2012

Os Reis do Rio – Rafael Lima

Classificação:

Sinopse:
No romance Os Reis do Rio, de Rafael Lima, descubra uma distopia 100%
carioca.

O ano é 2189. Décadas após um holocausto nuclear, nada de maravilhoso
restou na cidade de São Sebastião. A monocromia substituiu a exuberância
natural. A insipidez, o charme das ruas. A apatia, a vivacidade dos
cariocas.

Mas ainda há esperança. Ao menos para William Costa.

Quando seu irmão Edu é sequestrado pela Radius, organização soberana da
cidade, o mulato deixa seu bairro-caverna para resgatá-lo. Em sua
companhia segue Lia, namorada de Edu, e Ulysses, um tiziu implacável.

Seu destino: a cidadela de Iraputã, coração da Radius. Lá, respostas que
vão além do paradeiro de Edu os aguardam, revelações sobre o passado e o
futuro do Rio de Janeiro e até mesmo do terrível mundo que habitam.

Samba-dumps, robôs esquizofrênicos, rifles plasmáticos, harpias,
caveiras, rádios clandestinas e uma batalha iminente pelas ruínas de um
dos cartões-postais mais famosos de todos os tempos.

Está preparado?

Então seja bem-vindo ao novo Rio.

No começo da leitura me senti perdido, devido ao amplo vocabulário que o autor utilizou durante a escrita, mas aos poucos fui me acostumando e pegando o ritmo. E conhecendo mais o cenário do Rio devastado. Muitas perguntas foram formuladas em minha cabeça, mas aos poucos elas foram sendo respondidas. Todos os personagens foram descritos bem tanto fisicamente quanto psicologicamente. Até mesmo aqueles personagens secundários, foram essenciais para conhecermos o tipo de governo e sociedade vivida no livro.

O governo desta distopia foi bem retratado em todos os detalhes. No começo da leitura tive a curiosidade de saber como era o governo, mas aos poucos e no final do livro temos explicações que vão saciando esta curiosidade. Confesso que fiquei curioso mesmo assim com pequenos detalhes que fizeram o mundo ter aquele tipo de governo, como por exemplo, qual foi o motivo das guerras, entre outras coisas.

O final deixou a desejar, mas foi ideal para terminar o livro. Como o livro tem tanta ação o autor poderia ter divido o livro em 2, mas acho que foi mais que correto o que ele fez. Apesar de que ao finalizar um capítulo, tive a sensação de estar vendo Avatar (o do Cameron) que sua duração foi tão extensa que em certo momento pensei que havia acabado a história. Mas a história está longe de acabar neste livro, apesar de não ser uma série, gostei muito do mundo que o autor criou e me faz pensar em várias histórias relacionadas a este mundo.

Um livro repleto de cenas de ações (repleto mesmo), traições, batalhas e uma jornada espetacular. E o melhor, uma distopia de um autor nacional.

Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Wanessa Guimarães novembro 22, 2012

    Adorei a resenha, parece ser um excelente livro!!!

    Beijo,
    http://www.estanteseletiva.com

  • Inara Souza novembro 22, 2012

    Oi, Lipe!

    Preciso confessar que não chamou muito a minha atenção, mas que bom que você gostou! Bom saber que é uma distopia e que tudo ficou bem explicado!

    Um beijo,
    Inara
    http://www.lerdormircomer.com.br/

  • Danielle CGA Souza novembro 22, 2012

    Gostei bastante da sinopse.
    Muito bom que os autores nacionais estejam investindo em diversos gêneros, assim não fica na mesmice.
    A capa é bonita!!!

  • Carolina Durães novembro 24, 2012

    Bom dia Lipe, tudo bem?
    Não conhecia o livro, mas após ler a sua resenha achei bem interessante.
    Já anotei o nome, obrigada pela dica!
    Beijos

  • Ana Claudia novembro 26, 2012

    Fantástica a resenha, quem diria um romance de ficção cientifica ambientado no Rio de Janeiro, achei a ideia do livro muito bacana. Nos, os brasileiros estamos tão acostumando as ver historias como essas descritas apenas em livro de autores estrangeiros e em cidades estrangeiras que se torna realmente fantástica essa aventura em pleno Rio de Janeiro. Estou muito a fim de ler, que ver que fim autor deu aos pontos turísticos, como ele transformou a realidade carioca.
    Valeu pela super dica, me sinto cada vez mais feliz de ver autores brasileiros escrevendo livros como esse.

  • Nattacha novembro 30, 2012

    Fiquei encantada com a resenha, pois tenho visto varios comentarios super positivos sobre esse livro e ver a resenha dele aqui me alegrou muiiito também 😀 Fiquei bem curiosa para lê-lo! Parabéns pela resenha Lipe!
    :*