09outubro2012

Os Gêmeos – Pauline Alphen

Os GêmeosLivro: Os Gêmeos
Série: Crônicas de Salicanda – Livro I
Autor: Pauline Alphen
Editora: Cia. Das Letras
Categoria: Literatura Juvenil | Literatura Internacional
ISBN: 9788535920079
Páginas: 306
Lançamento: 2011
Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ 
Sinopse:  
Claris e Jad são irmãos gêmeos tão inversos quanto idênticos. Compartilham sentimentos e pensamentos, mas enquanto Jad tem um coração frágil e sofre de enxaquecas terríveis, condições que lhe impedem de passar muito tempo ao ar livre, Claris é uma garota cheia de vida, destemida, que sonha em viver grandes aventuras. Aventuras como as que lê na Torre dos Livros, onde seu melancólico pai vive enfurnado desde o sumiço da mulher; aventuras como aquelas que a mãe lia para ela; aventuras como as que Jad, com seus problemas de saúde, não pode experimentar. Eles vivem em uma aldeia chamada Salicanda, em um castelo cravado num vale isolado por uma cadeia de montanhas e encharcado por uma chuva fina e incessante, com o pai, Eben; um preceptor, Blaise; e a ama, Chandra. A mãe, Sierra, desapareceu em uma noite de temporal, no dia em que os gêmeos completavam três anos, deixando a família despedaçada e muitas perguntas no ar. Claris, que divide o tempo entre os livros, as aulas de esgrima e as cavalgadas na floresta, anda obcecada com a ideia de que as aventuras são sempre protagonizadas por meninos – o que ela acha extremamente irritante. Mas está enganada, pois vai viver uma aventura e tanto ao lado do irmão. À procura de respostas para os mistérios que envolvem o sumiço da mãe, a história de Salicanda e os dons sobrenaturais que parecem ter herdado de Sierra, os gêmeos vão ultrapassar as fronteiras do castelo onde vivem e também do seu mundo: aquele da infância dos dois, o de um passado que eles desconhecem.

            
Jad e Claris são gêmeos e possuem 12 luadas, ou seja 12 anos. O pai deles é o rei de Salicanda, uma espécie de reino que vive em harmonia em seu próprio sistema, criado por Jors, o fundador. A mãe deles desapareceu quando eles possuíam três anos e desde então não há nenhuma noticia sobre seu desaparecimento ou se ocorreu alguma tragédia.

            Os gêmeos possuem uma ligação única apesar das tantas diferenças que foram aparecendo com o tempo. Claris possui um gênio forte e não se conforma com a passividade das mulheres nos livros que tanto gosta de ler. Ela quer se igualar aos meninos e para isso treina lutas e monta cavalos. Já Jad é contido e muito mais calmo. Possui constantes dores de cabeça e o coração aparentemente frágil, então evitas as atividades que sua irmã tanto gosta. Os dois possuem “treinadores”, além da ama Chandra, pessoas com quem eles contam bastante, já que eles possuem poucas amizades, pouco contato com outras crianças e o pai afastou-se deles desde que perdeu o grande amor da sua vida.

          Mas mesmo com a harmonia toda no reino, há um passado sombrio, que todos tentam esquecer e evitam falar. Pode até parecer que a história se passa em séculos passados, onde não existia a Internet e aparelhos eletrônicos, mas não se enganem, estamos no século XXIII e graças aos problemas que os seres humanos criaram para o mundo, eles precisam viver assim. E não é só isso, algo estranho está acontecendo e cabe a Jad e Claris impedir que o mal retorne novamente e é justamente por isso que o passado precisa ser conhecido novamente.

“Ler é uma viagem”                            

              pág 157

             Quando escolhi “Os Gêmeos” da editora para ler e resenhar, não estava preparado para o que me esperava. O livro tem uma capa bonita e é consideravelmente grande, 368 páginas, mas isso não são os únicos atrativos dele. A sinopse não consegue expressar o quanto o livro é bom e a história é envolvente.
         Nem preciso dizer que Claris é uma personagem que gostei muito né. Ela ama ler e durante a história, acompanhamos também suas leituras, desde “Odisséia” a “Harry Potter”. Jad também leva créditos e o que eu achei mais bonito é a ligação deles, uma coisa muito forte. É bem nítido o carinho que sentem um pelo outro e como se protegem.
          A autora, Pauline Alphen, possui uma escrita gostosa e que flui rapidamente. É muito bom todo o contexto que ela cria para o livro, além do mais ela explica tudo no decorrer da história, em nenhum momento você se vê perdido, mesmo com tantas coisas que aconteceu e que está acontecendo. E sabem o que é pior? Este é o primeiro volume das crônicas de Salicanda que terminou de uma maneira muito angustiante em ponto crucial para tudo e todos. Nem precisa dizer que quero o próximo rapidinho. Cinco estrelas sem dúvida!!!

                                                                                                                            Sobre o autora:


Pauline Alphen nasceu no Rio de Janeiro em 1961. Filha de pai francês e mãe alagoana, cresceu na França e ainda hoje vive em Paris. É escritora, tradutora e autora de livros infantis. Em 1994 publicou o livro de poemas Aviso aos Navegantes (edição artesenal) e participou da coletânea Língua Solta (Rosa dos Tempor).
Categorias:Outros, Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Wanessa Guimarães outubro 9, 2012

    Quanta fantasia… ADORO!!!
    Vou procurar saber onde vende esse livro, eu quero!

    Beijos,
    http://www.estanteseletiva.com

  • Nattacha outubro 9, 2012

    Nossa, achei um amor esse livro, e fiquei ralmente curiosa para saber como foi que a autora retratou os gêmeos, porque por eu ter uma irmã gêmea, as vezes sinto que os outores viajam demais… Então sempre que retratam gêmeos nos livros, fico curiosa para saber como foi. E claro que o enredo todo do livro chamou minha atenção, essa coisa de eles terem de conhecer o passado para acabar com o possivel mal. Parabéns pela resenha!
    Beijos :*

  • Giu Fernandes outubro 9, 2012

    Eu conheci a autora na Bienal! Foi tão rápido que não consegui comprar o livro dela, mas pretendo!!
    Adorei sua resenha, o livro parece ser ótimo mesmo!
    Beijos!

  • Andressa Leite outubro 9, 2012

    Compra sim Waness, aposto que você vai gostar!

    Que legal isso Nattacha. Sempre tive curiosidade em relação a isso, nunca conheci gêmeos e não sei até que ponto o que os autores retratam é fantasioso demais.
    Na estória, as pessoas possuem poderes telepáticos, então a relação dos gêmeos é um pouco sobrenatural.

  • Carolina Durães outubro 10, 2012

    Oi Dessa, tudo bem?
    Não conhecia o livro, mas após ler a resenha, eu realmente quero ler rs
    Beijos

  • Andressa Leite outubro 11, 2012

    Sério que ela veio na Bienal Giu? Essa eu perdi :/.
    Leia sim Carolina, ele é bem legal.