25julho2012

Fragmentos da Paixão – Sarah Mallory

Olá viajante, que tal um belo romance histórico?
Autor: Sarah Mallory
Editora: Harlequin Books
Categoria:  Romance | Romance de Banca | Literatura Internacional
ISBN: 9788539804351
Páginas: 288
Lançamento: Julho/2012
Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥     
Sinopse:

De
volta ao leito de seu marido! O marido de Felicity, o elegante major
Nathan Carraway, desaparecera na Espanha, Sozinha, ela descobre um
obscuro segredo por trás de seu turbulento casamento e foge para a
Inglaterra. Cinco anos depois, Felicity é tirada para dançar por um
homem bonito e perigoso. Mal sabe ela que está prestes a ficar
frente a frente com Nathan,de volta para reivindicar a esposa
fugitiva!

Felicity, uma jovem
órfã, acaba descobrindo algumas coisas perturbadoras sobre seu rápido casamento
com o Major Nathan Carraway e resolve fugir, pedindo abrigo a sua amiga dos
tempos da escola. A partir daí, ela muda de sobrenome e resolve viver uma nova
vida, esquecendo tudo sobre o seu passado. Sem prever, ela acaba encontrando o
marido mais cedo do imaginava, e todos os seus sentimentos voltam à tona: Fugir
novamente ou finalmente encarar e saber toda a verdade?
        Felicity é uma
mocinha que durante a leitura, me fez vivenciar uma relação de amor e ódio. Ao
mesmo tempo em que ela é imperativa e decisiva, ela é teimosa e não pensa duas
vezes antes de fazer algo, o que a sujeita a diversos problemas. Major Nathan
Carraway é um encanto. Que paciência esse homem precisa ter para aturar as
atitudes de Felicity. Um exemplo de cavalheiro, nem precisa dizer que me
apaixonei completamente por ele, que não desiste muito fácil das coisas que
quer, incluindo a esposa.
        No começo eu iria
deixar o livro para mais tarde, tinha outros na frente dele, mas quando eu
olhei a capa tão linda me chamando, não resisti e pulei a leitura. Não me arrependi,
em um dia terminei o livro suspirando, claro, 288 páginas que valem muito a
pena.
      Não leio muitos
romances históricos (falta de oportunidade), e gostei muito da experiência.
Sarah Mallory sabe fazer discrições dos lugares de uma maneira muito legal, não
sendo cansativo para o leitor e por ser um romance histórico, ela ainda nos
introduz no tempo e seus costumes. E é claro que o livro é repleto de festas e
bailes chique da alta sociedade, um encanto.
        Os personagens são todos interessantes e a
trama que envolve o livro é muito boa!  O
que parece ser uma conspiração, é apenas um caso de inveja e ganância. Aos poucos a autora nos dá dicas sobre o que
pode estar acontecendo, mas a surpresa fica mesmo para o final. Recomendadíssimo
esse lançamento da Harlequin!

Categorias:Outros, Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Carolina Durães julho 25, 2012

    Bom dia Dessa, tudo bem? Eu não conhecia o livro, mas ele parece ter uma história gostosa de ler, do tipo que beira ao engraçado em algumas situações.
    Parabéns pela resenha!
    Beijos

  • Angela Graziela julho 25, 2012

    Não conhecia esse livro
    Mas já me encantei com a resenha, parece ser muito bom

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

  • Fabrica dos Convites julho 25, 2012

    Adoro livros de bece mesmo seranca, pena que ainda não li este que par ótimo.
    Bjs, Rose.

  • Danielle CGA Souza julho 25, 2012

    Essa capa é linda mesmo… ele sumiu… como assim? Até pensei que estivesse morto. XD
    Sorte da mocinha, ou não, ele está vivinho da silva. E ainda vai pregar um mega susto. Imaginando a situação e rindo. =D
    Mocinha teimosa tem hora que irrita… mas o Nathan fez valer a pena… Não costumo ler históricos, mas esse parece uma boa pedida.

  • Danyelle Gross julho 25, 2012

    Muuito bom! Estou louca para ler mais esse. Dá uma passada lá no meu blog quando pudem: http://danyeescreve.blogspot.com.br/

  • Tonks julho 27, 2012

    Está na pilha de leitura. o/
    bjokas

  • Cris Paiva agosto 3, 2012

    Tambem gostei muito do mocinho, mas ela eu achei um porre!