23Fevereiro2012

Contos de Fadas Norte-Americanos – L. Frank Baum

Livro: Contos de Fadas Norte-Americanos
Autor: L. Frank Baum
Editora: Martin Claret

Categoria: Literatura Internacional | Contos
ISBN: 9788572328017
Páginas: 118

Classificação: ♥ ♥ ♥

Compre:
Submarino | Menor preço


Sinopse:
Contos de fadas norte-americanos’ é uma coleção de doze contos de magia e de encantamento, escritos por L. Frank Baum, o mesmo autor da obra de literatura infantil, ‘O Mágico de Oz’.

Este livro de contos foi escrito pelo autor L. Frank Baum que também escreveu O Mágico de Oz. Ele reúne doze contos de fadas norte-americanos. Livro pequeno e escolhido para a resenha de hoje.

Em geral, são contos pequenos, narrados concisamente e com entendimento mediano. È intrigante a maneira peculiar com que o autor escreve e descobrir a moral de cada conto torna-se um trabalho árduo, o que o autor queria dizer em cada conto que escreveu é quase que nulo, dos doze contos, entendi e compreendi apenas a metade.
O primeiro conto chama-se “O baú dos ladrões” e narra à história de Marta, uma garotinha que fora deixada sozinha por descuido de todos os moradores da casa. Imagine uma criança sozinha e um baú de ladrões! Parece improvável, mas o autor é sucinto.
“O Cachorro de vidro” é o segundo conto que narra à vida do feiticeiro que “dedicava seu tempo a estudos pensados e pensamentos estudados”, cansado de ser interrompido por diversas pessoas, tem a ideia de possuir um cachorro, que não o incomode com suas necessidades, não sinta fome e mantenha as pessoas longe de sua casa.
“A Rainha” é o terceiro conto deste livro e em minha opinião o mais inteligente e criativo que os anteriores.
 São diversos contos como: A Garota que ganhou um Urso, As letras encantadas, O hipopótamo risonho, Os bombons mágicos, A captura do Pai-Tempo, A bomba maravilhosa, O Manequim que ganhou vida, O rei dos Ursos Polares e O Mandarim e a Borboleta.
São contos norte-americanos e diferente de nossos costumes. O que mais me instigou a ler foi à curiosidade de descobrir mais da cultura norte-americana, a primeira edição do livro saiu em 1901, talvez um tanto perspicaz para a época e atualmente interessante. Não me surpreendi com a leitura e considerei o mesmo mediano. Contos passam rápidos demais, e como toda leitora, gosto de leituras mais complexas e de livros maiores. Creio-me que, para os leitores que leem pouco, deverão apreciar mais a obra, pois poderiam apreciar um conto por vez, coisa rara de acontecer em bookaholics como nós.

Categorias:Outros
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Simone Fevereiro 23, 2012

    Tem cara de ser bem regional. Deve ser interessante de ler e deve ter mtas palavras diferentes devido a tradução

  • Aline Maziero Fevereiro 23, 2012

    Ah, Thais, pena que vc não gostou. Eu gosto bastante de O Mágico de Oz, mas creio q também seria dificil que eu lesse contos, ainda mais norte-americanos. A gente não tem as referências, né? Daí fica ruim mesmo.

  • Suellen Fevereiro 24, 2012

    Eu gosto de contos. Assim conheço um pouco da cultura de cada povo e vai fazer anos que não leio nada de interessante. Adorei saber desse livro.

    Beijos!

  • Deia Março 3, 2012

    Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas é de bolso e tem preço acessível pelo que pude pesquisar, quero!

    Bjs

  • Maria Silvana Santana. Março 3, 2012

    É a primeira vez que leio sobre o livro.
    Que legal, quero ler esse livro.
    melhor quero esse livro para mim 🙂
    Bjs
    http://mahzinhasantana.blogspot.com/

  • Adriana T Março 3, 2012

    Eu não sou muito de ler contos, assim como vc prefiro histórias mais complexas, pra mim ler um conto e gostar ele tem que ser MUITO bem escrito.
    Beijos