15outubro2011

Um Amor no Deserto – Rosane Fantin

Olá viajantes, hoje tem resenha de um romance…

Livro: Um Amor no Deserto

Autor: Rosane Fantin
Editora: Clube de Autores
Categoria: Literatura Nacional | Romance
Páginas: 212
Lançamento: 2011
Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ 

Compre Aqui

Sinopse:  Amy é uma jornalista desportiva muito competente. Uma mulher independente, de ideias próprias e determinada. Numa de suas aventuras jornalísticas, durante o Rally Paris-Dakar de 1986, se ve perdida no meio do deserto do Saara, com sua moto atolada nas areias, em vias de morrer desidratada e sozinha. Porém, por obra do destino, é encontrada por um estranho tuareg, que a leva ao mundo do antigo povo nomade, numa aldeia perdida no meio das dunas.Ali se ve prisioneira do homem e indefesa contra as leis da natureza, obrigada a esperar que alguém do mundo civilizado apareça para ajudá-la. Neste ambiente, aparentemente hostil, onde Derek passa a definir suas ações, surge um sentimento novo, que vai determinar uma mudança irremediável em sua vida.

             Estamos em 1986, Amy McGarvey é uma jornalista, do tipo que literalmente corre atrás da reportagem. Seu pai era um aventureiro nato, um corredor de fórmula 1, que perdeu a vida nas pistas.
Esse espírito aventureiro com certeza passou para ela, já que sua irmã também jornalista é mais reservada e cuidadosa igual à mãe.

          Amy está em um rali de motos de Paris (França) a Dakar (África), acompanhando de perto, ou seja, participando e sendo uma das primeiras mulheres a realizar tal feito.
Durante a parte da corrida em áreas desérticas ela acaba saindo do percurso, se vê sozinha e sua moto apresenta problemas, deixando ela completamente na mão. Ela resolve caminhar e tentar encontrar ajuda, mas com o sol forte ela desmaia.
        Naquela área vive o povo tuaregue, eles não possuem um território específico já que são nômades e se instalam em lugares diferentes a cada momento e é justamente um deles que acha Amy, Daren um tuaregue que mudará para sempre seu destino.

Confesso que tive percepções diferentes referentes à estória lendo a sinopse quando ela menciona a palavra prisioneira. Digamos que Amy não fica refém, ela apenas tem que esperar o resgate, mas ela quer ir sozinha enquanto ainda está se recuperando e apenas a convencem de que isso não é o certo. E que o nome do tuaregue está errado, já que é Daren e não Dereck.
Não estou criticando, ao contrário, apenas apontando alguns equívocos que eu encontrei, já que gostei muito do livro. É sempre bom ler um romance e ele é rápido de se ler, com personagens cativantes.
Amy é teimosa, amo quando a personagem é teimosa, e ela se desarma ao encontrar seu verdadeiro amor (suspiros). O casal passa por muitas dificuldades, à distância, as mentiras de outras pessoas, a falta de comunicação… Mas tudo só fortalece. A autora dedica o livro as românticas e sim o livro é para as românticas.

=D

Andressa Leite tem dezoito anos e é estudante de Jornalismo. É colunista no Viaje na leitura como resenhista. Um de seus autores preferidos é a J.K Rowling. Acompanhe ela no Twitter: (@stonesandmilk).

Categorias:Outros, Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Adriana Vargas outubro 15, 2011

    Ola Thaís, Andressa e Rosane!

    Parabéns pela divulgação aos autores brasileiros!
    Eu tenho o livro em casa, e certamente ele é recheado de amores, desejos, suspiros, beijos e muita coisa gostosa.
    Gosto muito do modo como Rosane se expressa; o cenário demonstrado pelo o livro é um lugar exótico e os aspectos são sensuais.
    Rosane me demonstrou a inspiração de um eu interior, totalmente derramado em "intensidade" na forma de amar.
    Gostei Ro! Parabéns pela obra!
    BJs a todas e parabéns!

  • Talita Silva outubro 15, 2011

    Adorei a resenha. E o livro me parece bem interessante. Com certeza eu leria.

  • Gessy outubro 15, 2011

    Gostei da resenha! A história parece ser boa. Não sou "romântica" as, às vezes, gosto de livros românticos. 🙂

  • Ressaca Literária outubro 16, 2011

    Apesar de não ser tão romântica – até porque amo livros policiais – achei a história interessante.Quando vi que era nacional gostei mais ainda,rs.
    Beijos

  • Rosane Fantin outubro 16, 2011

    Oi, Andressa! Vim para agradecer pela tua bela resenha e dizer que o erro do nome de Daren por Derek na sinopse do livro já foi corrigida. Quanto ao termo prisioneira, foi a forma como Amy se sentiu quando no acampamento tuareg, e não a situação real. Muito obrigada pelo teu parecer positivo sobre meu romance e por apontar o que não te pareceu favorável. Fiquei muito feliz por ver que inspirei suspiros…rsrsrs.É exatamente o que desejo com minhas histórias. Levar emoção e romance. Não posso deixar tb de agradecer às comentaristas do blog, principalmente à Adriana, que leu o romance e fez seu comentário tão carinhoso.
    Mais uma vez, muito obrigada, Andressa pela resenha e pela divulgação dos novos autores nacionais.
    Beijos!
    Rosane

  • Gisele outubro 16, 2011

    Achei interessante o livro….imaginei outra história ao ler o título!!!!
    Mas quem sabe neh eu goste dele!!!!!!

    bjus

  • Tatiana Mareto outubro 16, 2011

    Adoro romances. Fiquei interessada na história da Rosane, e é sempre bom ver o que acharam de um livro antes de lê-lo. Obrigada pela resenha, e parabéns pelo trabalho, Rosane!

  • Francilangela outubro 16, 2011

    Huuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuum! Uma história bem interessante.

  • Marli Carmen outubro 16, 2011

    Oi..gostei muuuito da resenha!! Parabéns!!!!

  • André Victtor outubro 16, 2011

    Adorei a resenha !

    Eu particularmente adoro motos (trilhas) e curto muito assistir o Rally Dakar… O deserto em si já é misterioso, ainda mais com um romance !
    Meus parabéns pela obra Rosane ! Sucesso !
    Bjs

  • Gabby Bertholle outubro 16, 2011

    Eu amo romances e esse parece ser muito bom, contendo tudo o que nos faz realmente nos apaixonar por um livro.

  • Rosane Fantin outubro 16, 2011

    Oi, Andressa! Voltei só para fazer um comentário a respeito do que falaste sobre o povo tuareg. Na minha pesquisa para o romance descobri que atualmente os tuareg se estabeleceram em locais fixos, como na Nigéria. Até eu ler sobre isso, também pensava como tu. Por esse motivo a aldeia tuareg que mostro no livro continua no mesmo lugar apesar da passagem do tempo. Achei que seria bom esclarecer esse ponto pois gosto muito de colocar veridicidade em minhas histórias.
    Mais uma vez, muito obrigada pela divulgação, querida!
    Beijo!!

  • Stephanie Munford outubro 16, 2011

    Gostei da resenha, nunca li um livro que se passa num deserto. Bjos

  • Nattacha outubro 16, 2011

    Nossa o enrodo desse livro é bastante interessante, bem diferente do que estamos acostumados a ver…. adoooro um bom romance, então nem preciso dizer que fiquei mega afim de ler esse livro né 😀 apesar dos pontos não muito favoraveis, gostei de ver a autora aqui nos comentarios se "justificando" se assim podemos dizer, ou melhor, deixando explicações 😀
    Beijos, adorei sua resenha! :*

  • KaahCullen_ outubro 16, 2011

    gooostei da resenha
    parece ser bom =D

  • Andressa Leite outubro 17, 2011

    Oi Rosane, obrigada pela explicação =D.Gostei muito de ver você por aqui, obrigada pelo livro e por vir ler minha resenha, sua opinião é muito importante para mim =D.

  • Denize * outubro 19, 2011

    Tema diferente pra se tratar num livro, nunca li nada que se passasse no deserto, muito menos uma história de amor!
    Adoro resenhas de livro brasileiros acho um super incentivo a nossa cultura!
    Beijos!

  • leitoracompulsiva outubro 19, 2011

    O livro parece mesmo interessante! É sempre bom descobrir livros nacionais com temas diferentes! Só não entendi o lance do nome do personagem… Ele aparece escrito de forma diferente ao longo da história?
    Beijos
    Camila – Leitora Compulsiva

  • Anônimo outubro 19, 2011

    Oi gente a informaçao é genial. Mas godtaria de saber se é esse livro que quando a encontram tem um episodio de um falcao que é atraido pelo brilho dos seus cabelos loiros, e o dono do pássaro diz que por sorte ela ficou imóvel se nao o falcao a atacaria. Se podem me dar essa informaçao agradeço, é que eu perdi esse livro e gostaria de consegui-lo mas nao me lembro bem o nome, já que faz muito tempo que o li.
    obrigada

  • Andressa Leite outubro 22, 2011

    Oi Camila, não é que o nome aparece diferente ao longo da estória, é só na sinopse =D.

    Então, anônimo, no livro não possui esse trecho, com faz tempo que você leu acho que não tem como ser esse livro mesmo, já que ele foi lançado esse ano.

  • Lucy outubro 23, 2011

    Eu adoro o jeito como a escritora Rosane Fantin conduz as suas histórias!
    Ela nos faz conhecer novas realidades, com riqueza de detalhes que recheiam os diálogos.
    O romantismo é trazido na medida certa, com muita doçura e pitadas de pimenta, o que deixa tudo muito mais interessante.
    "Um amor no deserto" é uma mais uma obra maravilhosa! Eu recomendo a leitura com louvor, não há como se deixar de se entusiasmar com esse texto tão brilhantemente escrito!