02outubro2011

O Motivo – Patrick Ness

Livro: O Motivo
Série: Trilogia Mundo em Caos – 1
Autor: Patrick Ness
Editora: Pandorga
Categoria: Literatura Internacional | Ficção | Suspense
ISBN: 9788561784119
Páginas: 447
Lançamento: Junho de 2011
Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

Submarino | Travessa | Compare preços

Sinopse:

Todd Hewitt é um garoto de doze, o último menino de Prentisstown, uma cidade de homens, Ele vive em um mundo cheio de “ruído” em que os pensamentos privados de todo homem e animal são audíveis. Em um mês ele estará com treze anos e será um homem. Mas a cidade está mantendo segredos para ele, segredos que vão forçá-lo a fugir do prefeito e dos homens de Prentisstown junto com seu cachorro e a primeira garota que ele já conheceu. A cada pagina o leitor ficará cada vez mais ligado á Todd e Viola com sua historia de amizade e sentirá afeição genuína por Manchee cão e ajudante de Todd, cujo comportamento é hilário e comovente. Na sua essência, é uma historia sobre um garoto forçado a crescer rapidamente em um mundo de ruínas em loucura e armado apenas com sua convicção de fazer a coisa certa para ajudá-lo a sobreviver. Todd vive em um mundo onde um germe matou todas as mulheres, um germe que deixou os homens loucos, o germe que significou o fim dos spackles quando a loucura dos homens colocou as mãos numa arma. O livro é dirigido a jovens adolescentes, recomendado aos leitores a partir de 13 anos, mas também com apelo muito forte para adultos.

“O Motivo” é o primeiro livro da Trilogia Mundo em Caos lançado em junho deste ano pela Editora Pandorga, livro que traz à tona um mote novo para mim, apesar de ter lido livros que abordavam a distopia, esse demonstra um novo olhar sobre tudo aquilo que eu já tinho lido, e é o livro escolhido para a resenha de hoje.

Patrick Ness é jornalista e isso influenciou na qualidade do enredo que é minuciosamente detalhado e concisamente escrito. Aliado com as palavras e vida criadas por ele, conheceremos personagens de personalidade marcantes e que lhe farão olhar com mais cuidado ao seu redor.

Com uma trama cheia de suspense, iniciamos a leitura conhecendo Todd, um garoto de doze anos, o último de Prentissburgo, a cidade em que nasceu, a última existente do Novo Mundo e que em breve nada será, já que segundo os habitantes, Todd é o último menino, que em apenas trinta dias ele será um homem, o último e por conseguinte, completaria a cidade dos homens. Segundo Ben e Cillian, que são mais ou menos seus pais, já que o criaram, depois de uma guerra que destruiu todos os spackes (supostos inimigos) e um germe que causou a morte de todas as mulheres do mundo e que, causou o ruído nos homens.

Já imaginou, se todos nossos pensamentos, todos nossos flashbacks do nosso passado e tudo o que se passa na nossa mente vinte e quatro horas por dia, pudessem ser ouvidos por qualquer pessoa? Isso é o germe em Prentissburgo, homens que foram contaminados pelo germe que matou as mulheres e condenou os homens a viverem ruidosamente, provocando e ouvindo eternamente os ruídos um dos outros. Nesse ponto culminante do enredo, notamos a habilidade do autor, em manter nosso foco dentro do livro e nossa mente a imaginar todos os acontecimentos que se seguem, como se fossem reais e pudéssemos até mesmo ouvi-los.

Mas o inevitável acontece, Todd ainda não se tornou um homem, e passeando pelos bosques com seu cachorro Manchee (que fala! O germe, ele mesmo…), perto dos pântanos que engoliram os spackles ele descobre um silêncio pertubardor, como pode existir isso? É possível um único ponto de silêncio nesse mundo louco e desvairado de ruídos? Inacreditável.

Mesmo tendo cuidado para esconder essa descoberta dentro de seus próprios ruídos, ele é pego e antes que seja tarde demais, Ben e Cillian pegam a mochila dele (que já estava pronta) e Ben entrega um livro, escrito pela mãe de Todd, mas ele mal sabe ler, é proibido todo o conhecimento na cidade dos homens, e se despedindo dele, pede que ele prossiga correndo para a estrada que leva ao nada, e que ele corra sem parar e que “avise eles”.

E quem é Viola? As garotas e as mulheres não tinham sido exterminadas do Novo Mundo? E colônias? Cidades? Conhecimento? Spackes? Porque mentiram para ele? E assim ele prossegue rumo ao nada, prosseguindo apenas pela promessa que fez para Ben, de viver e se salvar por ele, mas do que? O que esconde o livro da sua mãe? Ele mal consegue entender, mas ele segue, com seu fiel cachorro barulhento e a misteriosa garota silenciosa, sem saber, descobrirá muito mais do que ele ousou imaginar!

Surreal, sinistro e pertubardor. Esse é um livro que cativa jovens e adultos e leva o leitor a sentir e vivenciar sensações inimagináveis e questionar tudo o que sabemos, alguém estaria mentindo para nós?

Não posso deixar de modo algum, de ressaltar a destreza e genialidade da editora e tradutora em traduzir o livro todo e manter as expressões e palavras exatamente como foram escritas (cimitério em vez de cemitério, dimais em vez de demais), de modo coloquial e simples, seria tipo um “caipirês” que conhecemos, isso além de enriquecer a leitura com a originalidade, trouxe o livro para nós, tal como ele foi concebido pelo autor. Ao introduzirmos a leitura, essa nota da tradutora deixa claro, o que quiseram transmitir e passar ao leitor: a realidade sem preâmbulos e não estilizada, pura e magnífica.

Para nosso contentamento, o livro é o primeiro de uma trilogia, e terminando a leitura em um ponto sagaz e curioso, espero ansiosa pela continuação! Você não pode deixar de conhecer essa obra-prima!

Book Trailer
Trilogia Mundo em Caos
  1. O Motivo (The Knife of Never Letting Go)
  2. The Ask and the Answer*
  3. Monsters of Men*

 *Ainda não lançados no Brasil.

Fonte

Categorias:Outros, Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Pati Peña outubro 2, 2011

    Pois é Thaís, depois de ler esta ótima resenha, com certeza vou colocar este livro na minha lista, pensando bem, não sei por quê ainda não estava na lista 🙁
    Mas achei super interessante e diferente este livro.
    Bjs
    @PatriciaADavis

  • Fabiana Araujo outubro 2, 2011

    Ei Thais…

    Menina o livro parece ser bom mesmo heim? Eu adoro essas coisa meio 'ficção cientifica' então é um prato cheio pra mim. Mas como é um trilogia tenho de esperar todos os 3 livros serem lançados pq senão fico meio perdida rsrs. Minha memoria é muito ruim pra isso, leio hoje e amanha já esqueço um monte de coisas o.O

    Parabéns pela resenha, dica anotadissima, beijão

  • João Victor outubro 2, 2011

    Oi ..

    Resenhas positivas deste livro é que não faltam.

    "Surreal, sinistro e pertubardor. Esse é um livro que cativa jovens e adultos e leva o leitor a sentir e vivenciar sensações inimagináveis e questionar tudo o que sabemos"

    OMG, com certeza irei ler esse livro, parece ser muito bom mesmo.

    Ótima resenha.

    João Victor
    http://amigodolivro.blogspot.com/

  • Samuely B B L outubro 2, 2011

    olá!
    adorei o livro desde a sinopse!
    as resenhas que tenho lido até hoje falam muito bem!
    essa coisa de ele estar acima de qualquer classificação, misturando sci-fi, fantasia, etc… adoro quando livros pegam os leitores mais pelo feeling que pelo gênero!
    adorei a resenha
    beijos
    samuely,
    http://blackbirdlonely.blogspot.com/

  • Talita Silva outubro 2, 2011

    Muito boa a resenha.
    O livro parece ser muito interessante, e esse negocio de manter as expressões é muito bacana.

  • Renata G. de Souza outubro 2, 2011

    Thaís! Adorei a resenha =O
    Eu não tinha me interessado no livro… nem tinha lido a sinopse! Pensava que era um assunto totalmente diferente ^^ Que bom que eu estava errada. Depois de ler a sua resenha, deu uma vontade de ler… adoro distopias *-*
    O booktrailer é muitoo bom!
    Bjus =*

  • Andressa Leite outubro 2, 2011

    Achei tão bonita a capa. Bem diferente a estória. E o cachorro fala, que fofo.

  • The Viniss outubro 2, 2011

    Parece ser legal!

  • Gisele outubro 3, 2011

    Já tinha visto resenha desse livro em outro blog…o livro parece ser interessante..como assim uma cidade só de homens????..cade a mulherada?..kkkk

    bjus

  • Luciane Eleotéria outubro 4, 2011

    Adorei o enredo, muito diferente das "coisas" que tenho lido. Não gostei muito da capa pois não parece traduzir a intensidade do livro. Só lendo mesmo para comprovar.

    @luci_eleoteria

  • Denize * outubro 7, 2011

    Adorei a sinopse mas achei o livro um tanto confuso, uma cidade só de homens? Nenhuma privacidade, nem mesmo em sua mente? Oh, agora eu estou morrendo de vontade de saber o que ele vai encontrar no fim da estrada que o leva a nada ..

  • Gláu outubro 10, 2011

    olá
    nossa vc escreve muito bem, parabens!!
    ainda não conhecia o livro, parece que é bom, mas esse negocio de trilogia, saga, está me deixando um pouco cansada…rs sem contar que faz a gente gastar absurdos pq sempre precisamos comprar os outros livros para saber qual o final =(

    bjs

  • KaahCullen_ outubro 12, 2011

    adorei a resenha
    nao me chamou mt a a tenção =/

  • Mari Sampaio outubro 27, 2011

    Que bacana! Um livro que com certeza eu leria. Realmente não consigo sequer imaginar como seria a minha vida com pessoas ouvindo meus pensamentos 24 horas por dia! Adorei a resenha!

    Beijos.

    Mariana Sampaio
    Blog Tijolinhos de Papel

  • marinna bastos junho 21, 2012

    Nossa, pela sua resenha parece ser realmente um livro completo!

    Bem escrito, com um tema verdadeiramente inédito, que teve um apelo imediato em mim. Estou com muita vontade de ler!

    Adorei a resenha!

    obs: Na sexta linha abaixo da sinopse tem uma palavra escrita errado.

    bjs

  • Thais (Viaje na Leitura) junho 21, 2012

    Obrigada por avisar Marinna!

    Valeu mesmo *-*

  • Fredilo agosto 5, 2016

    Na boa…. Sou um apaixonado por livros. Devoro..
    Porem não consigo ter simpatia por esse Todd. Que cara mais covarde!!!! Fica chorando igual uma menininha. Elaborou um plano pro coitado do cachorro se lascar. E depois q o cachorro morre fica numa ladainha infernal. Se ele deixou o cachorro morrer, para de ladainha p….
    Sinceramente… To com vontade de parar de ler, so pela covardia que ele fez com o cachorro!