16abril2011

O Silêncio das Mariposas – Juliano Schiavo

“Minhas mãos tremiam. Amassei as folhas de jornal e as joguei na parede. O que foi que fiz? – indagava-me. Caí de joelhos e lágrimas rolavam por minha face. Não compreendia o que tinha feito, mas minhas escolhas agora colhiam os frutos, mesmo que dolorosos.” (p.41)


Livro:  O Silêncio das Mariposas
Autor:  Juliano Schiavo
Editora:  Multifoco
Selo: Anthology

Categoria:  Literatura Nacional/Ficção
ISBN:  9788579611506
Páginas:  214
Lançado: 2010 

O Silêncio das Mariposas é mais uma obra nacional que venho trazer para vocês.

Esse é um livro com a temática “vampiros” tratada de uma forma um pouco diferenciada, se trata de uma história mais focada em sensualidade e sangue, e não em romances entre adolescentes como temos visto ultimamente.
Abrange bastante a questão psicológico, pois traz no recém transformado em vampiro toda uma busca de aceitação e entendimento sobre sua nova questão de existência.

“Não sei o que sou, nem mesmo o que me tornei. Também não entendo os motivos que me fizeram chegar aqui onde estou. Foram apenas passos, talvez desconcertados, que dei. (…)A única coisa que peço é perdão por ter existido e por minhas ações, que nada modificaram o mundo para melhor.” (p. 5)

Muitas resenhas vem comentando que não dá pra se identificar ao certo se o personagem principal é homem ou mulher, e até pelo que eu entendi essa é a intenção do autor, embora eu tenha imaginado muito claramente (imaginação fértil-rs)
Vamos lá falar dos personagens…
O primeiro personagem é alguém mesquinho e superficial, se importa apenas com a aparência até o dia em que sofre um acidente e acaba ficando com uma cicatriz na face. É um personagem indiferente ao mundo, que pouco se importa com as pessoas e ele mesmo deixa claro em sua narrativa esse seu ponto de vista:

“E foi nesse dia que consegui enxergar algo escondido em meu interior, que agora fora lapidado: a vida das pessoas era-me indiferente. Pouco me importava se elas eram felizes ou tristes, sadias ou doentes. O que desejava era apenas usá-las para as minhas conivências, nada além dissso.”(p.25)

Em uma determinada festa o personagem principal acaba conhecendo um outro personagem, Lúcio, o qual é mais velho e é um vampiro. Sem muita explicação (o que eu acho que deixou um pouco a desejar), o pescoço é oferecido ao vampiro que o transforma também em um ser noturno.
A partir daí surge no protagonista uma busca de entendimento sobre ­sua nova condição de vida, seu futuro, seus erros, seus desejos, especialmente o desejo de sangue e a busca de prazer.
Achei o livro com uma temática bem diferente, essa questão mais psicológica, mais atual e real… muito legal isso. No entanto, o autor tende a usar uma linguagem muito formal, o que eu, na minha mais singela opinião, achei que tirou um pouco da espontaneidade do texto e acabou em alguns momentos deixando a leitura de alguns trechos cansativa, mas apesar disso a história acabou me despertando o interesse.
Fica a dica de mais um livro nacional!

               
      
 
Categorias:Outros, Resenhas
Thaís Turesso

veja também os relacionados:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Adriana abril 17, 2011

    Oi Pri! Gostei da sua resenha que expos os prós e os contras do livro, mas não creio que seja um livro que eu vá ler, enfim, valeu a dica! Bjo!

  • Mariska abril 17, 2011

    Gosto da temática dos vampiros… Mas esse me pareceu extremamente existencial. Algo em questionar a natureza do outro para enteder a própria…
    Dica para leitura no futuro.
    Bj
    @Mariskal

  • lilian abril 17, 2011

    Realmente é uma história interessante mas cansei de tanto ler sobre vampiro

  • Isabella Leite abril 17, 2011

    Gosto bastante da dessa literatura fantástica, anjos, vampiros, viagens no tempo, etc. O tema me pareceu bem legal, essa pegada existencial pode ser bastante interessante, mas senti falta de um romance…

  • Mari Sampaio abril 17, 2011

    Parece legal! Vou dar uma olhadinha!
    Bjs

  • Patty abril 17, 2011

    Que bom um livro vampiresco sem muita melação! gostei da resenha, gostaria de ler o livro tambem… mas é projeto futuro… rsrsrs

  • Ralf abril 17, 2011

    Nossa deve ser meio chato a linguagem formal. Não tinha lido uma resenha deste livro, essa foi a primeira.
    Não entendi a relação do título com o gênero do livro.
    Gostei da indicação Pri, quem sabe eu não leio.

  • Mariana Ribeiro abril 17, 2011

    Olá, Pri!!
    Adorei a sua resenha!! Eu não curto muito livros com narrativa cansativa, mas se teve um desfecho favorável concluir a leitura pode ser bem satisfatório. Nunca tinha ouvido falar sobre este livro, mas achei a sinopse dele bem interessante.
    Tenha uma ótima semana!
    Bjos.

    Mariana Ribeiro
    Confissões Literárias.

  • MoniqueMar abril 17, 2011

    Não conhecia esse livro, mas parece uma obra interessante. Fiquei curiosa sobre a caracterização do personagem principal e tentando adivinhas o sexo dele… rsrs
    Bjkas!

    Monique Martins
    MoniqueMar
    @moniquemar

  • Taty Books abril 18, 2011

    Adorei a resenha e gosto de vampiros, mas não sei se leria por agora… (fila cheia rsrs)

  • ♣Guilherme Franco♣ abril 18, 2011

    Até que enfim uma coisa diferente, tava com uma overdose de vampiros teens e anjos caídos!!!

  • Marcia Carvalho abril 18, 2011

    Como sempre ótima resenha, mas já estou com tanto livro na fila, que nem sei qdo vou conseguir ler todos rsrsrs

  • leitoracompulsiva abril 18, 2011

    Oi Thaís,
    A história parece interessante, mas estou proibida de colocar mais livros na minha estante por enquanto!! Já atingi o 100 na fila de espera!! rs…
    Beijos
    Camila

  • Fábrica dos Convites abril 18, 2011

    Interessante não identificar ao certo o sexo do personagem principal. Bjs, rose;D

  • Myl@ abril 18, 2011

    Achei muito interessante, pois remete aos vampiros que eram conhecidos antigamente, e não esses que brilham no sol (nada contra Crepúsculo, ao contrário, eu gosto), sou mas os vampiros no estilo Anne Rice.

  • Dyana Camila abril 24, 2011

    Gostei da resenha parece ser um livro sobre vampiros bem diferente, chamou bastante minha atenção fiquei bem interessada.

  • Eliane abril 25, 2011

    "Abrange bastante a questão psicológico(…)", opa! Então esse livro é pra mim! 🙂 Cursar Psicologia me fez assistir a várias cadeiras de filosofia… então o entendimento do "eu" é uma coisa que eu já estudei bastante.

    Sou meio preconceituosa com literatura nacional (não vou mentir!), mas acho que darei uma chance para este livro. A sua resenha foi bem envolvente… vamos ver se o livro é tudo isso que você prometeu! haha 😀